Dor Na Barriga Infantil O Que Pode Ser?

Dor Na Barriga Infantil O Que Pode Ser
A dor de barriga é uma queixa muito frequente entre as crianças e como se trata de uma dor algo subjectiva, é sempre difícil aos pais conseguirem ter uma dimensão real da situação. Por isso, é importante aprender a identificar outros sintomas ou sinais associados, bem como a conhecer a própria “resistência” da criança à dor, de forma a perceber qual o motivo por trás da dor de barriga.

Nos bebés até aos três meses são frequentes as cólicas abdominais que tanto assustam os pais. Surgem habitualmente durante a alimentação ou algum tempo depois, na maioria das vezes ao fim do dia ou durante a noite.

O bebé fica vermelho, estica e recolhe as pernas sobre a barriga e, principalmente, chora muito. Nas crianças mais velhas, as causas para as dores de barrigas podem ser muitas e, por isso, o primeiro passo é tentar perceber o que poderá estar a provocar todas aquelas queixas.

  1. Na grande maioria dos casos são cólicas muitas vezes associadas a diarreia ou a vómitos, provocadas por um vírus ou uma bactéria;
  2. São as gastroenterites;
  3. No entanto, noutras crianças as cólicas devem-se ao facto de sofrerem de obstipação;

São crianças que não têm dejecções todos os dias (ou com regularidade) e começam com dores. Uma outra causa frequente nos casos de crianças mais velhas é a toma de alguns medicamentos. Ou seja, crianças a quem são dados remédios por tudo e por nada, ou alguns medicamentos em particular e devido à irritação que todos esses medicamentos causam no estômago e nos intestinos provocam dores de barriga.

Há, por outro lado, causas mais óbvias como a criança que sofreu um traumatismo da barriga: uma queda, um pontapé, uma bola, etc. , mas também causas mais preocupantes como a apendicite , ainda que rara antes dos quatro anos.

Nestes casos, a criança queixa-se de dores mal localizadas mas com preferência para a região do umbigo e só mais tarde a dor se torna mais forte e cada vez mais dirigida para o lado direito da barriga. Apresentam febre, mal-estar e falta de apetite. As infecções urinárias são outra das causas preocupantes de dores de barriga e devem ser pesquisadas e excluídas quando as queixas se mantêm e não se encontra uma causa que as justifique, principalmente nas crianças mais pequenas.

  • As mais velhas queixam-se habitualmente de ardor ao urinar;
  • Por fim, em alguns casos, não existe qualquer causa para a dor;
  • Isto é mais frequente nas crianças acima dos quatro anos, quando a dor é uma queixa que já dura há muito tempo, que vai e vem, mas que não impede a criança de levar uma vida normal, de brincar e de dormir;

A sua causa é, na maioria dos casos, psicológica em crianças que vivem situações de stress em casa ou na escola.

É normal a criança sentir dor na barriga?

​ A dor de barriga é uma queixa muito frequente nas crianças e, na maior parte das vezes, a maior dificuldade é perceber se é apenas uma chamada de atenção, até porque surge frequentemente nas horas da refeição. Não existe nenhuma forma para distinguir claramente as duas situações, pelo que é fundamental ter em conta alguns aspectos.

  1. Em primeiro lugar, é importante avaliar a idade da criança, porque quanto mais nova maior é a probabilidade de a dor de barriga ser “verdadeira”;
  2. Depois, convém averiguar se existem outros sintomas a acompanhar, porque podem dar-nos pistas sobre a causa e devem ser sempre valorizados;
You might be interested:  Qual Melhor Remédio Para Dor No Joelho?

Por fim, mas não menos importante, não nos podemos esquecer de avaliar ou tentar perceber se há algum motivo de stress na origem das queixas, embora esse seja sempre um diagnóstico de exclusão (ou seja, só pode ser estabelecido se conseguirmos excluir todas as outras causas possíveis).

Depois desta avaliação, pode ser necessário realizar algum exame ou alterar a dieta da criança, mas essas são decisões a ponderar caso a caso, sempre sob supervisão médica. Quando uma criança se queixa de dores de barriga, convém que os pais estejam atentos a alguns sinais de alerta, que devem implicar uma observação médica mais urgente.

Os mais importantes são: • Dores que acordam a criança durante a noite; • Quando a criança não defeca há alguns dias, nem liberta gases (este último é um aspecto muito importante); • Sempre que existe palidez intensa ou mau estar geral da criança; • Presença de sangue nas fezes; • Associação a vómitos com agravamento  progressivo; • Quando a criança localiza a dor num local afastado do umbigo (quanto mais afastada maior a probabilidade de haver uma causa a justificar a dor); • Associação a febre alta e difícil de controlar; • Associação a emagrecimento; • Alternância entre prisão de ventre e diarreia; • ​Dor muito localizada numa parte específica da barriga, que reage mal à medicação.

  1. ​ CONSULTÓRIO Tenho um filho com 3 anos e temos 2 cães em casa;
  2. Precisa mesmo de tomar desparasitante?  A utilização dos desparasitantes (ou, como são mais conhecidos, remédios para as lombrigas ou bichas) sofreu alterações nos últimos anos;

Isto deve-se às recomendações de ​2006 da Organização Mundial de Saúde, que passaram a indicar que não se deve desparasitar as crianças por rotina, ao contrário do que era hábito até então. Os pressupostos têm a ver com os conhecimentos actuais, que indicam que o contacto com este tipo de microrganismos pode ser benéfico na prevenção de algumas doenças intestinais e alérgicas, pois parecem ter um efeito positivo na regulação do sistema imunitário do intestino.

Para além disso, a taxa de infecção por parasitas é tão baixa e o tempo de replicação destes tão curto, que a utilização por rotina de desparasitantes não tem grande fundamento. A prescrição fica reduzida a duas situações concretas, ou seja, quando a criança contactou (ou contacta) claramente com parasitas (por exemplo, se a família tiver um cão que, ao ser desparasitado, liberta lombrigas) ou quando a criança apresenta sintomas sugestivos de infecção por parasitas (dor de barriga recorrente, diarreia crónica, emagrecimento, …).

Tirando estes dois casos, não há necessidade de dar este tipo de medicação às crianças. O meu filho queixa-se de dor de barriga todos os dias e disseram-me que podia ser intolerância à lactose. O que posso fazer? A intolerância à lactose é a dificuldade que as pessoas têm de fazer a digestão do açúcar presente no leite, que se chama lactose.

  1. Para fazer essa digestão, utilizamos uma enzima que se produz no nosso intestino e que se chama lactase, mas há algumas pessoas que não produzem essa enzima em quantidade suficiente;
  2. Assim, vão ser incapazes de digerir a lactose e vão ter os sintomas decorrentes dessa incapacidade: gases em excesso, barriga inchada, dor de barriga e/ou diarreia frequente;

Existe uma grande variabilidade nas manifestações, porque tudo depende do nível de enzima que a pessoa produz. Quem produz mais enzima vai tolerar a ingestão de uma quantidade maior de leite e derivados do que quem produz menos. Numa suspeita de haver esta intolerância, a solução é só uma: reduzir a ingestão de lactose.

  • A maior fonte desse açúcar é o leite, pelo que se deve trocar para um leite sem lactose (seja leite adaptado ou de vaca);
  • Os outros produtos lácteos (iogurte e queijo, por exemplo) têm muito pouca lactose, porque são fermentados, pelo que geralmente não é necessário retirá-los da dieta, excepto se causarem mal-estar;
You might be interested:  Dor Na Lombar Qual Remedio Tomar?

Se com estas medidas simples a criança melhorar, fazemos o diagnóstico e deve-se manter a dieta sem lactose, pelo menos temporariamente. ​ Ponha a sua questão ao pediatra: Tem dúvidas? receios? angústias? O d​r. Hugo Rodrigues responde. Artigo publicado originalmente na Revista Saúda 10.

O que fazer quando se tem dor de barriga em crianças?

Tratamento das dores de barriga nas crianças – O tratamento da dor de barriga deve ser dirigido para aquilo que a está a provocar. Se a criança tem uma gastroenterite devem ser tratados os vómitos e a diarreia. A dor pode ser aliviada com um analgésico como o  paracetamol.

Se a criança sofre de obstipação, é esta que deve ser tratada, com medicamentos adequados e sempre receitados pelo médico pediatra. Se perceber que a causa mais provável terá sido a toma de remédios em excesso dados por sua iniciativa, pare com essa medicação e consulte o pediatra.

Em qualquer um dos casos procure em manter a criança hidratada com a ingestão constante de líquidos.

Quando a criança reclama de dor na barriga pode ser o quê?

  • Homepage
  • Doenças
  • Vômitos Em Crianças
  • Minha Filha De 10 Anos Reclama De Dor Na Barriga ( Que Segue De Enjoo E Vômito). O Que Tá Me Preocupando

3 respostas Minha filha de 10 anos reclama de dor na barriga ( que segue de enjoo e vômito). O que tá me preocupando que tá frequente. 1 a duas vezes por semana. Ela vomita e melhora, Seria isso normal?Referente a alimentação tento dar mais saudável possível, Mas as vezes come doces e salgadinhos, Ela bem agita Concordo com a Dra. Ferronato. Não será na rede social que a Sra.

vai resolver o problema. Dor abdominal está associado a Verminose, Obstipação/ Constipação Intestinal, erros alimentares (muito comum), Adenite Mesentérica, Intolerâncias/ Alergias Alimentares, má formações, Gastrites/ Esofagites, Epilepsia, problemas Psicológicos, etc.

Portanto vá ao Pediatra! Está me assustando muito, pais que consultam por redes sociais! A consulta clínica e o exame físico jamais vai ser melhor que a Internet.

Quando a dor de barriga é preocupante?

A dor na barriga é um problema muito comum que pode ser provocado por situações simples como má digestão, excesso de gases ou estresse excessivo, por exemplo, podendo desaparecer sem precisar de tratamento, sendo apenas aconselhado repousar, evitar comer alimentos gordurosos ou ricos em açúcar e beber muita água. Dor Na Barriga Infantil O Que Pode Ser.

Qual remédio e bom para dor na barriga de criança?

Quais são os sintomas de infecção no intestino?

Qual a idade para ter apendicite?

Conheça os sintomas da apendicite aguda em crianças – Com o comprimento aproximado de um dedo, o apêndice é uma parte do intestino que não possui uma função essencial para o organismo. Em geral, a apendicite aguda é rara em crianças de 0 a 1 ano de idade, porém, a medida em que crescem, a sua incidência se torna mais comum.

  1. Pacientes com idade entre 2 a 3 anos, devem ser observados                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                  não apenas os sintomas, mas a ordem com que os mesmos se apresentam;

Na apendicite aguda o primeiro sintoma é a dor, que pode ter origem no centro do abdômen, na região do umbigo, e ir se deslocando para a região inferior direita do abdômen. Porém, identificar a dor em bebês e crianças pode ser mais difícil, pois em alguns casos a dor se apresentará de forma disseminada, não seguindo o padrão descrito acima.

Em crianças muito pequenas, que ainda não são capazes de dizer com precisão o local da dor, os sintomas apresentados podem ser irritação ou letargia. Após o início da dor, outro sintoma que costuma aparecer em sequência são os enjoos, e também os vômitos.

O próximo passo, em seguida, a criança começa a não querer se alimentar mais. Normalmente, a criança irá se queixar de dor durante o exame físico, ao ter a região do abdômen apalpada. Outro sintoma comum que ocorre em seguida, é a uma febre em torno de 38.

You might be interested:  O Que Pode Ser Acordar Com Dor De Cabeça?

Qual e a dor de gases?

Os sintomas de gases intestinais ou estomacais são relativamente frequentes e incluem a sensação de barriga inchada, ligeiro desconforto abdominal e arrotos constantes, por exemplo. Normalmente estes sintomas surgem após uma refeição muito grande ou quando se falou muito enquanto se comia, devido à deglutição de ar, melhorando facilmente após a eliminação dos gases, seja através da liberação intestinal ou na forma de arrotos. Dor Na Barriga Infantil O Que Pode Ser Dependendo do local onde os gases estão se acumulando, os sintomas podem ser diferentes:.

Qual e a dor da apendicite?

Como é a dor de apendicite? A dor da apendicite pode atingir toda a barriga, entretanto o mais frequente é uma dor localizada na fossa ilíaca direita, que é a parte inferior do abdome do lado direito.

Como saber se estou com apendicite ou gases?

Para confirmar o diagnóstico de apendicite, além da avaliação dos sintomas, como dor do lado direito do abdômen, o médico deve realizar uma avaliação física pela palpação do abdômen para verificar a presença de inflamação no apêndice e no peritônio, que é uma membrana que recobre os órgãos abdominais.

  • Geralmente, através da análise dos sintomas e da avaliação física, o médico pode confirmar o diagnóstico da apendicite;
  • No entanto, ainda podem ser solicitados exames de imagem, como raio-X de abdômen ou tomografia computadorizada, ou exames laboratoriais, como hemograma completo ou análise da urina, de forma a descartar outras condições que podem causar dor do lado direito do abdômen;

A apendicite é a inflamação do apêndice, que é uma parte do intestino grosso, localizado do lado inferior à direita do abdômen, sendo geralmente causado por acúmulo de fezes e bactérias, e deve ser tratado o mais rápido possível assim que surgem os sintomas, de forma a evitar complicações, como infecção no peritônio ou abscesso abdominal. Dor Na Barriga Infantil O Que Pode Ser O diagnóstico da apendicite é feito pelo médico seguindo alguns passos, como:.

O que fazer para aliviar a dor de barriga?

O que fazer para parar de doer a barriga?

Tratamento para dor de barriga: – Muitos casos de dor de barriga se resolvem de 3 a 7 dias, tratando em casa com remédios, hidratação com soro caseiro ou água e repouso, eles podem ser caseiros ou comprados em farmácia. Os sintomas podem ser controlados através de analgésicos, antiemético como dipirona e antiespasmódicos.

  1. O soro fisiológico deverá ser bebido enquanto a pessoa ainda estiver com diarreia, a cada evacuação deve ser tomado 1 copo de sono;
  2. Caso a dor seja por uma infecção por bactérias, será necessário o uso de antibióticos;

Casos em que a dor de barriga seja resultado de uma doença, alergia ou intolerância é recomendado ter uma consulta com gastroenterologista, ou clínico geral para ter o tratamento certo. Geralmente os casos em que crianças sentem dores de barriga, são resultados de uma intoxicação alimentar ou infecção.

O médico pediatra deve tratar a criança com os medicamentos e hidratação. Podemos saber quando a dor de barriga é grave quando ela vem acompanhada de febre alta, apatia, sonolência, sede, fezes muito líquidas e muitas evacuações.

Nesses casos a criança deve ir ao médico imediatamente, para que o pediatra faça um diagnóstico e trate o problema. Dor Na Barriga Infantil O Que Pode Ser Quando ingerimos grandes quantidades de alimentos que é mais difícil para ocorrer a digestão, nosso estômago recorre a uma “ajuda” através de estímulos hormonais e mecânicos à vesícula biliar, que descarrega o estoque com a função de quebrar o excesso de gordura. O problema acontece quando o volume de bile irrita o cólon, e a única solução para o corpo é esvaziar de forma rápida o tubo digestivo. Portanto, evitar os alimentos que são difíceis para fazer a digestão, devem ser evitados. Mas quais são eles? Veja abaixo:.

Qual eo melhor remédio para dor de barriga?

Qual o remédio que e bom para dor na barriga?

0
Adblock
detector