O Que É A Doença?

O Que É A Doença
Chama-se doença ao processo e ao estado causado por uma afecção num ser vivo, que altera o seu estado ontológico de saúde. Este estado pode ser provocado por diversos fatores, podendo ser intrínsecos ou extrínsecos ao organismo enfermo. Estes fatores denominam-se noxas (do grego nósos).

Na linguagem corrente, a doença é considerada como sendo o oposto à saúde: é aquilo que causa uma alteração ou uma desarmonização no sujeito, seja a nível molecular, corporal, mental, emocional ou espiritual. Existem distintas ciências que tratam do estudo das doenças. A fitopatologia, por exemplo, dedica-se a analisar as doenças que afetam as plantas e os restantes géneros botânicos.

As patologias que afetam os animais, por outro lado, são estudadas pela veterinária. A ciência médica, por sua vez, encarrega-se das doenças dos humanos. Desta forma, os diversos ramos da medicina investigam as características próprias de cada entidade, os seus componentes e os processos que desenvolvem em relação à evidência morfofisiológica que causa na biologia do organismo doente.

  • Mas além das doenças como um resfriado, dor de cabeça crônica, problemas intestinais, problemas cardíacos, etc., existem também as chamadas “doenças mentais” ou “doenças psiquiátricas” que são males que acometem o psicológico de uma pessoa ou mesmo de um animal.
  • Podemos citar como exemplos de doenças mentais a ansiedade, depressão, transtorno de bipolaridade, psicopatia, transtorno obsessivo-compulsivo (TOC), distúrbios alimentares, esquizofrenia, entre outras.

Mas existem ainda os problemas neurológicos que podem afetar o físico de uma pessoa, por exemplo: a depressão, a esclerose múltipla, o mal de Parkinson, o mal de Alzheimer, Acidente Vascular Cerebral (AVC), tumor cerebral, aneurisma, distonia, enxaqueca, entre outros.

Perante a dificuldade em definir em concreto o que é uma doença (dado que cada individuo o faz de acordo com as suas próprias vivências), existem vários conceitos que podem ser utilizados, de acordo com o contexto, como sinónimos: patologia, indisposição, padecimento, anormalidade, perturbação, desordem, desequilíbrio e alteração, entre outros.

Relativamente à definição de doente, o termo é usado para fazer alusão ao ser vivo que padece/sofre de uma doença, esteja ou não consciente do seu estado. Também se fala do papel de doente de acordo com a posição que assume um individuo quando está com uma doença.

O trabalhadores da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), que são aqueles que tem a carteira assinada pela empresa que lhes contrata no Brasil, contam com o chamado “auxílio doença” ou “benefício por incapacidade temporária” que lhes provém um valor para que possam suprir suas necessidades quando estão enfrentando algum tipo de doença que os incapacitem de realizar suas atividades.

Ou seja, com esse auxílio o trabalhador fica afastado do trabalho, realizando o tratamento necessário e ainda assim recebe sua remuneração. Mas esse benefício também é concedido para aqueles que contribuem de forma autônoma para o INSS.

Qual é o conceito da doença?

O que é Doença: – Doença é um conjunto de sinais e sintomas específicos que afetam um ser vivo, alterando o seu estado normal de saúde, O vocábulo é de origem latina, em que ” dolentia ” significa “dor, padecimento”. Em geral, a doença é caracterizada como ausência de saúde, um estado que ao atingir um indivíduo provoca distúrbios das funções físicas e mentais.

  • Pode ser causada por fatores exógenos (externos, do ambiente) ou endógenos (internos, do próprio organismo).
  • Diferentes ciências se dedicam ao estudo das doenças, entre elas: a patologia estuda as doenças no geral, relacionadas à medicina e outras áreas; a ciência médica estuda as doenças dos humanos; a fitopatologia analisa as doenças que afetam as plantas; a medicina veterinária estuda as manifestações patológicas nos animais.

Em geral, ao examinar um doente, o profissional observa os sinais e sintomas e os associa a uma determinada doença, solicita exames diversos e a partir dos resultados informa um diagnóstico, que será a base para o tratamento. Dependendo do contexto, alguns conceitos, tais como anormalidade, desordem, patologia, perturbação etc., são utilizados como sinônimos de doença.

O que causa a doença?

Existe uma variedade de doenças que acometem o homem. Algumas são mais brandas, mas outras podem levar à morte. Doenças são distúrbios que alteram as atividades de algum órgão ou, até mesmo, de todo o organismo, normalmente originando sinais e sintomas desagradáveis.

As causas são as mais diversas e podem ser desencadeadas por organismos patogênicos, tais como vírus e bactérias, por problemas genéticos, por fatores emocionais e, em alguns casos, por fatores completamente desconhecidos. Conhecer a causa de uma doença é fundamental para iniciar o tratamento e administrar corretamente um medicamento ou iniciar uma terapia eficiente.

Para a realização de um diagnóstico, é essencial procurar um médico, uma vez que somente esse profissional está apto a fornecer essa informação. Diversas doenças apresentam sintomas semelhantes, por essa razão, nem sempre a doença que um indivíduo apresentou será a mesma de outro indivíduo.

É importante também ter uma atenção especial para o uso de medicamentos, Muitas vezes utilizamos um remédio por ele ter sido eficaz para o tratamento de um amigo ou parente, esquecendo-nos de que cada organismo reage de uma forma diferente a determinada substância. Ao escolher um medicamento, o médico analisa a doença, a situação do organismo no momento, além de toda a vida do paciente, verificando alergias e outras doenças descobertas anteriormente que podem influenciar no tratamento.

Além disso, a dosagem varia de pessoa para pessoa e de caso para caso, portanto, a automedicação pode causar sérios danos à saúde. Vale destacar também que o uso de medicamentos sem prescrição médica pode piorar o quadro de uma doença. No que diz respeito ao uso de antibióticos, a situação é ainda mais crítica, uma vez que o uso indiscriminado e de maneira incorreta pode gerar a seleção de cepas resistentes, levando ao surgimento das chamadas superbactérias,

You might be interested:  Qual A Função Da Vitaminas?

O que significa doença de exemplo?

Não existe uma definição clara sobre o que seja doença. O Mini Aurélio, por exemplo, define esse conceito como sendo a f alta ou perturbação da saúde, Quanto a este último termo, a Organização Mundial de Saúde o conceitua como um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não só a ausência de doença,

  • Além disso, nem sempre o surgimento de uma doença coincide, exatamente, com a manifestação de seus sintomas.
  • Aliás, em alguns casos, o conhecimento de sua existência se dá acidentalmente e, em certas situações, até mesmo após a sua morte.
  • Não pare agora.
  • Tem mais depois da publicidade 😉 Assim, fica claro que tanto saúde quanto doença são condições multifatoriais e também subjetivas.

No Código Internacional de Doenças (CID), as doenças são classificadas em: • Infecciosas e parasitárias; • Neoplasias (tumores); Não pare agora. Tem mais depois da publicidade 😉 • Doenças do sangue e dos órgãos hematopoéticos; • Transtornos imunitários; • Doenças endócrinas, nutricionais e metabólicas; • Transtornos mentais e comportamentais; • Doenças do sistema nervoso; • Doenças do olho e anexos; • Doenças do ouvido e da apófise mastoide; • Doenças do aparelho circulatório; • Doenças do aparelho respiratório; • Doenças do aparelho digestivo; • Doenças da pele e do tecido subcutâneo; • Doenças do sistema osteomuscular e do tecido conjuntivo; • Doenças do aparelho geniturinário; • Gravidez, parto e puerpério; • Algumas afecções originadas no período perinatal; • Malformações congênitas, deformidades e anomalias cromossômicas; • Sintomas, sinais e achados anormais de exames clínicos e de laboratório, não classificados em outra parte; • Lesões, envenenamento e algumas outras consequências de causas externas; • Causas externas de morbidade e de mortalidade.

Essa seção tem o objetivo de fornecer informações sobre doenças para fins didáticos e educacionais. Diante disso, não é de interesse do site disponibilizar informações detalhadas sobre o tratamento, até porque o mesmo varia de pessoa para pessoa; devendo ser feito de acordo com as orientações fornecidas pelo profissional de saúde.

Bons estudos! Por Mariana Araguaia Graduada em Biologia

O que é doença e saúde para você?

Saúde é qualidade de vida, é estar próximo de quem se ama, é poder realizar os sonhos. Saúde é também o estado de completo bem-estar físico, mental e social, seja na vida pessoal ou profissional. Saúde é a ausência de doença, é o estado de normalidade de funcionamento do organismo humano, é a falta de dor.

Porque é que adoecemos?

Por Que Adoecemos? – Quando adoecemos nossa primeira decisão é a de exterminar o sintoma e raramente paramos para refletir o motivo de sua existência. Acreditamos que estar doente é algo que nos traz mal estar e passamos a não perceber este fenômeno como uma resposta inscrita em nós mesmos.

É frequente segmentarmos o indivíduo em duas instâncias distintas: mente e corpo. Muitas vezes os tratamos de forma separada, o que nos afasta de enxergarmos o indivíduo como um ser único, ignorando a importância de observarmos a existência de um mundo interno, muito pessoal, de onde emergem sentimentos que são manifestados principalmente pela via corporal.

O corpo funciona como uma tela para a vida, no qual se inscrevem nossas perfeições e imperfeições, toda nossa trajetória e as experiências emocionais e físicas. Quando observamos nossos sintomas, as ocasiões em que aparecem, as repetições e quando se iniciaram, podemos conhecer mais sobre nós mesmos.

  1. Uma emoção que não pôde ser devidamente expressada, um trauma não acolhido, adversidades com as quais temos dificuldades em lidar podem resultar em sintomas como dores, incômodos ou até mesmo em doenças graves, degenerativas e crônicas.
  2. Quando não estamos em equilíbrio nosso corpo se torna suscetível a um possível adoecimento.

O desequilíbrio contínuo pode gerar sintomas físicos e psicológicos, influenciando o sistema imunológico. A maneira como o sujeito adoece depende de fatores como as experiências vividas, o momento existencial, as tendências genéticas e o seu desenvolvimento psíquico.

Muitas vezes deixamos em segundo plano o aspecto psicológico, que constitui a subjetividade e individualidade de cada um. Compreender nossas emoções nos leva a encontrar o equilíbrio e nos torna mais fortalecidos para lidar com o que nos afeta. Durante o acompanhamento de pacientes com histórico de doenças ou dores crônicas é importante a avaliação orgânica realizada por um médico.

A avaliação médica Por Que Adoecemos? é muitas vezes a primeira manifestação da “procura por ajuda” de uma pessoa em desarmonia. No entanto muitas vezes, tratamentos sem bons resultados, exames complementares sem quaisquer alterações e a persistência de lesões levam a um desnorteamento de profissionais e pacientes.

  1. Isto acontece sempre que o foco de tratamento é a doença e não o indivíduo.
  2. Considerar o adoecimento da mente pode ser peça chave para um diagnóstico e tratamento eficientes.
  3. A psicoterapia voltada à psicossomática trabalha o fortalecimento emocional e a compreensão de si mesmo, propicia o conhecimento das próprias limitações e auxilia na descoberta de caminhos para mudanças de alguns padrões que nos fragilizam.

Além disso, relaciona como tais fatos coexistem com as dores e possíveis lesões orgânicas que se apresentam. A manifestação dos sintomas é um sinal de que algo não está fluindo bem há algum tempo. Uma emoção pode ser ignorada, um sintoma dificilmente é.

Como a doença pode ser classificada?

As doenças podem ser classificadas de acordo com a disseminação, seja bacteriana, viral, fúngica, ou causadas por demais agentes que se instalam e ocasionam distúrbios na homeostase (equilíbrio orgânico) de um hospedeiro. Entre os critérios de classificação, são considerados fatores como: a incidência relativa ao tempo de desenvolvimento, desde a incubação do agente (contaminação), apresentação de sintomas e cura (caso exista) ou falecimento; e o número de acometimentos de uma determinada patologia por zoneamento (se restrito ou abrangente conforme a territorialidade).

Dessa forma, as disseminações infectopatológicas podem ser diferenciadas da seguinte forma: Epidemia → doença que de forma repentina acomete um grande número de indivíduos de uma limitada região. Pode caracterizar um quadro periódico de surto epidêmico quando, de um determinado agente etiológico, surge de tempo em tempo uma nova forma infectante (uma estirpe / linhagem proveniente de processos mutagênicos, comum em organismos cujo ácido nucléico é o RNA).

You might be interested:  Alergia Na Pele Que Nao Coça?

Exemplo: o vírus que provoca a gripe (doença transitória). Endemia → representa situações de enfermidade persistentes em uma específica região, atingindo considerável, constante ou crescente número de indivíduos. Exemplo: o vírus da dengue (doença que está associada à sazonalidade climática, de maior incidência durante os períodos de chuva, relativamente acompanhando as distinções de regime pluviométrico entre as regiões territoriais).

Qual é a doença mais comum e qual é a mais séria?

As 20 doenças mais comuns no mundo corporativo

Doenças Percentual de Executivos
Pressão alta 8,28%
Dor nos Braços/Mãos 8,13%
Dor Crônica nas Costas 7,76%
Depressão 6,76%

Quais são os fatores determinantes da doença?

A questão da qualidade de vida associa-se quase de forma imediata à saúde. Para além dos fatores médicos, existem outros que afetam ou influenciam de forma determinante a saúde dos indivíduos. Esta influência é de tal forma, que se estima atualmente ser superior quando comparada com fatores que estão ao alcance da medicina.

A presente pesquisa tem como objetivo identificar, por meio da bibliometria, quais são os determinantes da saúde de maior impacto na saúde da população. Para alcançar o objetivo foi desenvolvida uma pesquisa descritiva, com recurso ao método de análise bibliométrica (ferramenta estatística que possibilita recolher informação por meio de diversos indicadores para tratar essa informação), de forma a identificar os tipos de documentos encontrados na pesquisa, a distribuição pelo local de publicação, a identificação de periódicos, quais os determinantes da saúde identificados nos documentos e ano de publicação, quais os determinantes estudados, o método de pesquisa utilizado e as entidades/autores mais citados.

Foi possível concluir que o foco de pesquisa (de acordo com os dados recolhidos) são os determinantes sociais da saúde, com os peritos a considerarem que estes são em grande parte responsáveis pela iniquidade no acesso aos cuidados de saúde. Palavras-chave: Determinantes; Saúde; Pesquisa; Bibliometria Usually the issue of quality of life is almost immediately associated with health.

  1. In addition to medical factors, there are others that affect or influence individual’s health in a determinant way.
  2. This influence is such that it is currently estimated to be superior when compared to factors within the reach of medicine.
  3. The scope of this research is to identify, through bibliometrics, which are the determinants of health with more impact on the population.

In order to achieve the objective, a descriptive research was developed using the bibliometric analysis method (a statistical tool that allows to collect information through several indicators to treat this information), in order to identify the types of documents found in the research, identification of journals, determinants of health identified in documents and year of publication, which were the determinants studied, the research method used and the most cited entities/authors.

It was possible to conclude that the focus of research (according to the data collected) is the social determinants of health, with experts considering that these determinants are largely responsible for inequity in access to health care. Keywords: Determinants; Health; Research; Bibliometrics Um dos principais fatores considerados quando se aborda a questão da qualidade de vida é a saúde.

Paralelamente aos fatores relacionados com a medicina, adicionam-se outros que afetam ou influenciam de forma determinante a saúde dos indivíduos. Sua influência é tal, que se estima atualmente ser superior, quando comparada com fatores que estão ao alcance da medicina ( George, 2011 GEORGE, F.

O que é uma doença física?

Os sintomas mais comuns do estado depressivo são: –

Angústia e tristeza;Fadiga, cansaço e perda de energia;Sentimentos de inutilidade, de falta de confiança e de auto-estima;Falta ou excesso de apetite;Perturbação do sono;Preocupações recorrentes;Desinteresse e apatia;Diminuição do desejo sexual;Irritabilidade;Manifestação de sintomas físicos, como dores musculares, dores abdominais, entre outros.

Qual é a diferença entre doença e enfermidade?

‘ Doença – Termo genérico, significando qualquer desvio do estado normal. Moléstia – Conjunto de fenômenos que evolvem sob a influência da mesma causa. Afecção – Conjunto de fenômenos na dependência da mesma causa. Enfermidade – Desarranjo na disposição material do corpo’ (6).

O que é doença artigo?

Enfim, uma doença é um tipo de estado interno que bloqueia a saúde, significando isso que reduz uma ou mais capacidades (habilidades), levando-as a níveis situados abaixo dos índices de eficiência típica (Cf. o artigo de 1977). Segundo Boorse, a idéia de função equipara-se à idéia de contribuição para alcançar um alvo.

Qual a diferença entre saúde e doença Cite três exemplos?

Do Colégio 29 de setembro de 2017 | 10h39 Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) o termo saúde diz respeito ao perfeito bem estar físico, mental e social do indivíduo e não apenas à ausência de doença. Já a doença se caracteriza como um conjunto de sinais e sintomas específicos que afetam o indivíduo, alterando o seu estado normal de saúde.

Ou seja, saúde e doença são conceitos que se referem a um estado do indivíduo, a um “estar sendo” que se modifica com constância. Adoecer é um processo gradual, fala da somatória de fatores psicológicos, fisiológicos e sociais, além de ser uma possibilidade encontrada, muitas vezes, para denunciar desequilíbrios no pensar, agir e sentir do indivíduo.

Basta que não se consiga dar conta de uma expressão, que não se encontre uma via psíquica para representação de algum conflito, que não se saiba conduzir uma questão subjetiva, para transformar conteúdos internos e/ou angústias em sintomas. Partindo dessa premissa podemos entender a doença como um dos grandes caminhos de representação emocional para as crianças, visto que as mesmas, na maioria das vezes, não têm maturidade, bagagem, autoconhecimento e repertório para explicitar conflitos e emoções de forma direta.

A falta de recursos para reconhecer, identificar e trabalhar situações conflitivas pode fazer com que a criança utilize de um veículo conhecido – o corpo – para manifestar emoções, sentimentos e desconfortos, a fim de buscar equilíbrio. O sintoma é o ponto de partida para compreensão do sentido da doença; neste momento o corpo se torna um universo farto para investigações e descobertas, apontando para um caminho de cuidado.

O QUE É A DOENÇA GOTA?

Existem muitos sintomas comuns, como: dores abdominais, de cabeça, de garganta, problemas respiratórios, alérgicos, entre outros e, via de regra, estão relacionados a vivências emocionais no campo da família, escola, amigos, todo leque vinculado ao universo que a criança está inserida.

O corpo será o reflexo, a tradução do que se sente! Cabe interpretar! Fundamental aos pais estarem atentos aos sinais, queixas e mudanças tanto físicas quanto comportamentais para, então, conseguirem compreender e ajudar seu filho. Considerando que a doença existe de fato, é inquestionável que ela deve ser tratada de forma adequada pela medicina e profissionais especializados, porém, na grande maioria dos casos, um processo terapêutico também se mostra de extrema importância.

O corpo fala através da doença e o lidar com este processo se refere à capacidade de dar sentido ao que aparece e se modificar em vista da doença. Pensando em um cuidado infantil, o processo terapêutico indicado é a ludoterapia. Entendendo que o sintoma em seu filho também pode ser uma repercussão à dinâmica familiar, não se esqueça de olhar para si, se questionar, problematizar suas vivências, pois talvez seja necessário cuidar do todo (família) para “curar” seu filho.

You might be interested:  Cirurgia Bucomaxilo O Que É?

O que é considerado doença mental?

O que é doença mental? A doença mental não é nada para se envergonhar. É um problema médico, assim como doenças cardíacas ou diabetes. As doenças mentais são condições de saúde que envolvem mudanças na emoção, pensamento ou comportamento (ou uma combinação delas).

quase um em cada cinco (19%) adultos dos EUA experimentam alguma forma de doença mental um em cada 24 (4,1%) tem uma doença mental grave * um em cada 12 (8,5%) tem um transtorno de uso de substância diagnosticável

*Brasil A Organização Mundial de Saúde/OMS, apresenta que 23 milhões de brasileiros, ou seja 12% da população, apresentam os sintomas dos transtornos mentais. Ainda conforme as pesquisas, cerca de 5% dos cidadãos sofrem com transtornos mentais graves e persistente.

Atividades produtivas (trabalho, escola, cuidado) Relacionamentos saudáveis Capacidade de se adaptar à mudança e lidar com a adversidade

Doença mental refere-se coletivamente a todos os transtornos mentais diagnosticáveis ​​- condições de saúde que envolvem

Mudanças significativas no pensamento, emoção e / ou comportamento Aflição e / ou problemas que funcionam em atividades sociais, de trabalho ou familiares

A saúde mental é a base para emoções, pensamento, comunicação, aprendizagem, resiliência e autoestima. A saúde mental também é fundamental para os relacionamentos, bem-estar pessoal e emocional e contribui para a comunidade ou a sociedade. Muitas pessoas que têm uma doença mental não querem falar sobre isso.

Quais são os fatores determinantes da doença?

A questão da qualidade de vida associa-se quase de forma imediata à saúde. Para além dos fatores médicos, existem outros que afetam ou influenciam de forma determinante a saúde dos indivíduos. Esta influência é de tal forma, que se estima atualmente ser superior quando comparada com fatores que estão ao alcance da medicina.

  • A presente pesquisa tem como objetivo identificar, por meio da bibliometria, quais são os determinantes da saúde de maior impacto na saúde da população.
  • Para alcançar o objetivo foi desenvolvida uma pesquisa descritiva, com recurso ao método de análise bibliométrica (ferramenta estatística que possibilita recolher informação por meio de diversos indicadores para tratar essa informação), de forma a identificar os tipos de documentos encontrados na pesquisa, a distribuição pelo local de publicação, a identificação de periódicos, quais os determinantes da saúde identificados nos documentos e ano de publicação, quais os determinantes estudados, o método de pesquisa utilizado e as entidades/autores mais citados.

Foi possível concluir que o foco de pesquisa (de acordo com os dados recolhidos) são os determinantes sociais da saúde, com os peritos a considerarem que estes são em grande parte responsáveis pela iniquidade no acesso aos cuidados de saúde. Palavras-chave: Determinantes; Saúde; Pesquisa; Bibliometria Usually the issue of quality of life is almost immediately associated with health.

  • In addition to medical factors, there are others that affect or influence individual’s health in a determinant way.
  • This influence is such that it is currently estimated to be superior when compared to factors within the reach of medicine.
  • The scope of this research is to identify, through bibliometrics, which are the determinants of health with more impact on the population.

In order to achieve the objective, a descriptive research was developed using the bibliometric analysis method (a statistical tool that allows to collect information through several indicators to treat this information), in order to identify the types of documents found in the research, identification of journals, determinants of health identified in documents and year of publication, which were the determinants studied, the research method used and the most cited entities/authors.

  • It was possible to conclude that the focus of research (according to the data collected) is the social determinants of health, with experts considering that these determinants are largely responsible for inequity in access to health care.
  • Eywords: Determinants; Health; Research; Bibliometrics Um dos principais fatores considerados quando se aborda a questão da qualidade de vida é a saúde.

Paralelamente aos fatores relacionados com a medicina, adicionam-se outros que afetam ou influenciam de forma determinante a saúde dos indivíduos. Sua influência é tal, que se estima atualmente ser superior, quando comparada com fatores que estão ao alcance da medicina ( George, 2011 GEORGE, F.

Qual é a diferença entre doença e enfermidade?

‘ Doença – Termo genérico, significando qualquer desvio do estado normal. Moléstia – Conjunto de fenômenos que evolvem sob a influência da mesma causa. Afecção – Conjunto de fenômenos na dependência da mesma causa. Enfermidade – Desarranjo na disposição material do corpo’ (6).

O que é uma doença física?

Os sintomas mais comuns do estado depressivo são: –

Angústia e tristeza;Fadiga, cansaço e perda de energia;Sentimentos de inutilidade, de falta de confiança e de auto-estima;Falta ou excesso de apetite;Perturbação do sono;Preocupações recorrentes;Desinteresse e apatia;Diminuição do desejo sexual;Irritabilidade;Manifestação de sintomas físicos, como dores musculares, dores abdominais, entre outros.

0
Adblock
detector