O Que Significa Dor Do Lado Esquerdo?

O Que Significa Dor Do Lado Esquerdo
Enxaqueca – Enxaqueca Dor de cabeça do lado esquerdo pode ser um indicativo de enxaqueca. A dor pulsa de forma intermitente e é acompanhada por forte sensibilidade à luz e ao som. Dependendo da intensidade, pode provocar náuseas e vômito. A enxaqueca ocorre como uma reação a algum gatilho externo, o que faz com que as células nervosas mandem impulsos para os vasos sanguíneos, provocando uma constrição, a posterior expansão e a liberação de substâncias inflamatórias que geram a dor. Os gatilhos que causam a enxaqueca podem ser:

  • Alimentos e bebidas: queijos amarelos, frutas cítricas, carnes processadas, chocolate, café, chá, refrigerante à base de cola, excesso de álcool;
  • Dormir menos ou mais do que o normal;
  • Estresse;
  • Jejum prolongado;
  • Luzes ou sons intensos;
  • Perfumes muito fortes;
  • Tensão pré-menstrual.

Tratamento: O tratamento da enxaqueca depende do que desencadeia a dor. É importante procurar ajuda médica, pois o especialista poderá verificar o que gera o incômodo. Além disso, há vários remédios que podem resolver o problema, caso dos betabloqueadores, neuromoduladores, antidepressivos etc. Poderá gostar: Formigamento na cabeça é sinal de alerta?.

O que pode causar uma dor do lado esquerdo?

A dor que surge no lado esquerdo da barriga pode ser sintoma de diversas condições de saúde, desde gases até condições crônicas, como a doença de Crohn e outras Doenças Inflamatórias Intestinais (DII). As dores abdominais normalmente não apontam para um único órgão, podendo ser originárias de vários órgãos de dentro da barriga.

Além disso, pode ser que o problema seja em uma região do abdômen e ela irradie para o lado esquerdo, fazendo a pessoa sentir uma dor mais forte neste local. Esta é a chamada dor referida. Justamente por isso o diagnóstico da causa da dor no lado esquerdo da barriga pode ser um desafio até para os médicos, então é importante que a pessoa não tente se autodiagnosticar, e sim procure atendimento para identificar a origem do problema – principalmente se apresentar febre , vômito diarreia ou fezes com sangue, dificuldade para respirar ou mal estar intenso associados a dor.

Estes sintomas podem indicar a presença de um quadro inflamatório, que necessite de tratamento através de antibióticos ou cirurgia. São diversas as possíveis causas da dor no lado esquerdo da barriga – seja direta ou irradiada de outra parte da cavidade abdominal.

As mais comuns são gases, indigestão e constipação ( intestino preso ). Saiba mais: 7 sinais de que sua dor abdominal não é gases Contudo, condições específicas nesta região são bastante preocupantes, a apendicite e a doença de Crohn.

A apendicite é uma inflamação numa bolsa localizada no início do intestino grosso, que se não tratada com urgência pode estuporar e causar complicações como acúmulo de pus no abdômen. Apesar do apêndice estar localizado na região direita inferior do abdômen – e frequentemente provocar dor no lado direito da barriga – é comum que ela seja irradiada para a região central ou até para o lado esquerdo da cavidade abdominal.

Já a doença de Crohn faz parte do grupo de enfermidades conhecidas como Doenças Inflamatórias Intestinais (DII). Ela é um problema crônico, ou seja, que não tem cura, que acontece por uma desregulação do sistema imunológico – responsável pelas defesas do corpo.

Uma das causas mais comuns e importantes de dor a esquerda é a diverticulite aguda. Divertículos são pequenas saculações que surgem no intestino grosso, principalmente numa região à esquerda deste órgão, conhecida como sigmoide. Estes divertículos aumentam com a idade e tem relação com uma dieta mais proteica.

  1. O problema é que estes divertículos têm uma estrutura bem fina e podem perfurar, causando uma inflamação local e infecção;
  2. A maioria dos quadros desta infecção é limitada e o tratamento pode ser feito com antibióticos;

Mas uma parcela dos casos desta infecção é mais forte com formação de abscesso local, podendo ser necessária a cirurgia de urgência para retirada deste segmento do intestino. Outras possíveis causas para a dor no lado esquerdo da barriga na região inferior são: Endometriose ; Hérnia inguinal; Obstrução intestinal ; Infecção renal ou pedras nos rins; Dor associada à ovulação; Cistos no ovário; Inflamação na vesícula (vesiculite seminal); Colite ulcerativa e outros problemas no cólon; Câncer A dor na parte superior esquerda do abdômen pode indicar:

  • Diverticulite
  • Angina (redução do fluxo sanguíneo para o coração)
  • Empiema (infecção da membrana que envolve os pulmões)
  • Impactação fecal, ou seja, fezes endurecidas que não podem ser eliminadas
  • Gastrite (inflamação do revestimento do estômago)
  • Infarto
  • Esofagite (doença em que parte do estômago se projeta para dentro do tórax por uma abertura no diafragma causando refluxo)
  • Infecção renal ou cálculo renal
  • Pancreatite (inflamação do pâncreas)
  • Pneumonia
  • Embolia pulmonar
  • Estenose pilórica (obstrução quase completa da ligação entre o estômago e o intestino)
  • Ruptura do baço (secundário a trauma)

O diagnóstico da dor no lado esquerdo da barriga dependerá dos demais sintomas que a pessoa está sentindo, do seu histórico clínico – ou seja, outras doenças que tem ou teve – e do resultado dos exames solicitados. O médico pode requerer exames de sangue, como o hemograma completo , testes de urina e fezes e exames de imagem como raios-x, ultrassom , ressonância magnética e tomografia computadorizada para determinar a origem da dor. Especialistas que podem diagnosticar as causas de dor no lado esquerdo da barriga são:

  • Clínico geral
  • Gastroenterologista clínico
  • Cirurgião geral ou do Aparelho Digestivo

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que tenha e medicamentos ou suplementos que tome com regularidade

Saiba mais: 10 perguntas comuns sobre dor abdominal O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Quando os sintomas começaram?
  • Em qual parte do abdômen a dor se encontra?
  • O que parece melhorar os sintomas?
  • O que parece piorar os sintomas?
  • Além da dor na lateral do abdômen, que outros sintomas você está sentindo?
  • Quais medicamentos e suplementos você toma?
  • Você está em tratamento para alguma doença ou condição? Qual?

É importante buscar ajuda médica com urgência para dor no lado esquerdo da barriga caso ela esteja associada a:

  • Febre
  • Pressão ou dor no peito
  • Trauma, como acidente ou lesão
  • Vômito com sangue ou náusea e/ou vômitos persistentes
  • Sangue nas fezes
  • Dor ao urinar ou micção frequente ou urgente
  • Pele amarelada
  • Inchaço no abdômen
  • Dor tão forte que não é possível ficar parado ou é preciso curvar-se para encontrar algum alívio

Também é preciso marcar uma consulta médica caso a dor abdominal permaneça por alguns dias. Saiba mais: Dor abdominal? 7 sinais que justificam ir ao médico O tratamento da dor no lado esquerdo da barriga vai depender da causa e gravidade do problema. Se a causa for uma diverticulite, por exemplo, pode ser necessário internação para tratamento com antibióticos venosos e até cirurgia para retirada do órgão afetado.

  1. No caso da doença de Crohn, o tratamento é feito em etapas, dependendo da intensidade da doença;
  2. Normalmente são utilizados medicamentos que visam reprimir o processo inflamatório, a dor e os demais sintomas e depois manter a remissão da doença;
You might be interested:  Dor Na Escapula Esquerda Que Irradia Para O Braço?

Também pode ser indicado um procedimento cirúrgico no caso de obstruções e outras complicações, como perfuração e abscesso. Mayo Clinic WebMD Ministério da Saúde.

Qual o órgão que fica do lado esquerdo do corpo humano?

Dor de barriga é um termo popularmente usado para descrever uma série de desconfortos abdominais que vão desde a má digestão até problemas mais graves, como apendicite. Na grande maioria dos casos, o desconforto é passageiro e pode desaparecer sem a necessidade de tratamento.

Mapa da dor de barriga: onde dói? Segundo o gastroenterologista Alexandre Sakano, do Hospital Beneficiência Portuguesa de São Paulo, o primeiro passo para diagnosticar a causa de uma dor abdominal é identificar o local exato da dor.

“Para isso, nós vamos dividir a barriga em nove quadrados, tal qual um tabuleiro de jogo da velha”, explica Sakano (veja na ilustração abaixo). •    Parte superior: hipocôndrios esquerdo e direito. Entre eles, está o epigástrio. •    Região central: está o mesogástrio, o meio da barriga, e os flancos de cada um dos lados.

  1. •    Parte inferior: está o hipogástrio, que fica bem acima do púbis, cercado pelas fossas ilíacas direita e esquerda;
  2. •    Hipocôndrio direito e esquerdo O hipocôndrio é a região abaixo das costelas;
  3. Quando um indivíduo relata dor embaixo da costela do lado direito, as causas mais comuns são pedra na vesícula, problemas no fígado ou algum problema no intestino;

“Se você não estava sentindo nada e, de repente, sente uma dor forte embaixo da costela do lado direito, normalmente é pedra na vesícula”, diz o especialista. Do outro lado, temos o hipocôndrio esquerdo. O principal órgão que se encontra sob esta região é o baço.

“O hipocôndrio esquerdo é uma região que não possui muitos órgãos que causam dor. Tem o baço, a pontinha do pâncreas e um pouquinho do intestino. Sentir dor repentina no hipocôndrio esquerdo é raro de acontecer.

Se acontecer, é preciso investigar”, afirma Sakano. •    Epigástrio O epigástrio é a parte superior central da parede abdominal. Ele está localizado entre os hipocôndrios direito e esquerdo. O principal órgão que se encontra sob esta região é o estômago. “A região do epigástrio é popularmente conhecida como boca do estômago e dores nesse local são associadas aos problemas estomacais, como gastrites, úlceras, refluxo”, explica Sakano.

Segundo ele, no caso específico do refluxo, a dor se origina na boca do estômago, mas sobe para o tórax. “Geralmente, o refluxo não causa dor repentina e intensa, pelo contrário. Quem sofre de refluxo convive com o problema há meses, até anos, e sente desconfortos que se assemelham a sensação de ‘queimação’ no peito”, diz o especialista.

Por outro lado, a gastrite ou as úlceras podem provocar dores agudas, que aparecem de repente, e podem ter diversas causas, como problemas de alimentação, ingestão excessiva de bebidas alcoólicas ou mesmo o uso de algum medicamento que irritou a região.

  1. •    Flancos direito e esquerdo Os flancos estão localizados na região umbilical, próximo à cintura;
  2. Tanto do lado direito quanto do lado esquerdo, o principal órgão que se encontra sob essas regiões é o rim;

“Caso a pessoa sinta uma dor que irradie dos flancos (lateral do corpo) para as costas, o mais provável é que seja pedra nos rins”, diz Sakano. Além disso, dor na parte frontal do flanco esquerdo pode ser diverticulite, uma inflamação na parede interna do intestino.

Já a dor no flanco direito pode ser apendicite, uma inflamação no apêndice. •    Mesogástrio O mesogástrio está localizado na região central do abdômen, onde está o umbigo. O principal órgão que se encontra sob esta região é o intestino delgado.

“O mais comum nos casos de dor nessa região é uma hérnia umbilical. Alguns sinais podem apontar para esse diagnóstico, como identificar que o umbigo que ficou um pouquinho saltado para fora, o que caracteriza uma hérnia”, explica o gastroenterologista. •    Fossas ilíacas direita e esquerda As fossas ilíacas se localizam do lado direito e esquerdo do corpo próximas ao quadril.

Os principais órgãos que se encontram sob esta região são o ceco e o apêndice. No caso específico das mulheres, também estão os ovários. Segundo Sakano, a dor pode irradiar e, por isso, uma mesma causa pode proporcionar dores em regiões próximas.

É o que acontece com os flancos e as fossas ilíacas. De forma geral, dor na fossa direita está relacionada a apendicite e dor na fossa ilíaca esquerda, diverticulite. Além das causas já citadas, dores na região ilíaca também podem estar associadas a problemas ginecológicos nas mulheres, devido a localização dos ovários.

Nesse caso, a dor pode estar relacionada a um cisto de ovário, cisto hemorrágico ou gravidez tubária. “O ideal para fechar o diagnóstico é ter acesso a exames de imagem, como ultrassom, tomografia ou ressonância magnética para ajudar a identificar a origem exata da dor”, afirma o especialista.

•    Hipogástrio O hipogástrio está localizado abaixo da região umbilical e acima da região pélvica, na região do púbis. Nesta região está localizada a bexiga urinária. Nas mulheres, o útero. “Dor na região do hipogástrio está, geralmente, associada a problemas na bexiga, infecção de urina e problemas ginecológicos no útero e ovário”, diz Sakano.

Quando procurar atendimento médico? De acordo com Sakano, é preciso identificar a frequência e a intensidade da dor sentida antes de determinar se é necessário ou não procurar atendimento médico. Dor aguda é o nome dado a dor que aparece de forma repentina, enquanto que dor crônica é o incômodo que se mantém por dias, meses ou anos.

“Dor nunca é uma coisa normal. Contudo, é preciso compreender que sentir desconforto abdominal após comer demais ou comer uma comida mais pesada, como churrasco, é comum. Nesses casos, a dor dura pouco tempo e depois melhora”, explica o especialista. Por outro lado, dor aguda e intensa deve ser tratada com atenção.

Onde se localiza a dor nos rins?

Localização – Geralmente, a  dor nos rins ocorre abaixo da caixa torácica em um ou ambos os lados da coluna, na região próxima à virilha e no fundo das costas. Por outro lado, a dor nas costas pode aparecer em qualquer parte das costas, principalmente na região lombar.

Como saber se a dor que estou sentindo é no rim?

Como é a dor no baço?

Ruptura do baço – Embora esteja protegido pela caixa torácica e pelo estômago, acidentes de trânsito e a prática de certos esportes podem causar traumas locais e desencadear a ruptura do baço. Quando isso acontece, um dos sintomas mais incidentes é a dor no quadrante superior esquerdo do abdômen.

Quais os sintomas quando o baço está doente?

Em que lado fica o fígado?

FUNÇÕES HEPÁTICAS – Drauzio — Para que serve o fígado além de levar a culpa quando se come ou bebe demais? Luís Caetano da Silva – O fígado, que se localiza do lado direito do abdômen, é a maior glândula do organismo. Pesa em torno de um mil e trezentos a um mil e quinhentos gramas no homem e um pouco menos (aproximadamente duzentos gramas menos) nas mulheres.

  • Ele é constituído por milhões de células, como se fossem milhões de tijolinhos agrupados;
  • Cada célula representa uma micro-indústria e desempenha uma função específica, essencial para o equilíbrio do organismo;

Drauzio – Quais as principais funções do fígado? Luís Caetano da Silva – O fígado é um órgão de funções múltiplas e fundamentais para o funcionamento do organismo. Entre elas, destacam-se: a) Secretar a bile A bile é produzida pelo fígado em grande quantidade, de 600ml a 900ml por dia.

  • Num primeiro momento, ela se concentra na vesícula e depois é enviada para o intestino, onde funciona como detergente e auxilia na dissolução e aproveitamento das gorduras;
  • Por isso, quando os canais da bile entopem, o metabolismo das gorduras fica prejudicado; b) Armazenar glicose A glicose extraída do bolo alimentar é armazenada no fígado sob a forma de glicogênio, que será posto à disposição do organismo conforme seja necessário;
You might be interested:  Dor Nos Rins: O Que Fazer Para Aliviar?

Nesse caso, as células hepáticas funcionam como um reservatório de combustível. Quando o cérebro, o músculo do coração, os músculos esqueléticos ou qualquer outra parte do corpo precisam de energia, a glicose é enviada para a circulação. Se não houvesse esse sistema de estocagem, teríamos de comer o tempo todo para garantir o suprimento de energia.

Doenças hepáticas em fase avançada provocam a perda dessa capacidade e prejudicam o fornecimento de glicose; c) Produzir proteínas nobres Entre elas, destaca-se a albumina, uma substância muito importante para o organismo, porque mantém a água dentro da circulação.

É a propriedade osmótica ou oncótica. Quando a produção de albumina diminui, a água escapa das veias, extravasa para os tecidos que estão debaixo da pele e produz inchaço, ou seja, edemas nas pernas, barriga d’água (ascite), etc. Além dessa, a albumina tem outra função curiosa.

Serve de meio de transporte, na corrente sanguínea, para outras substâncias, como hormônios, pigmentos e drogas. A falta de albumina não é a única explicação para o inchaço característico dos alcoólicos.

Na cirrose , por exemplo, doença comum nos usuários de álcool, os rins retêm água e sódio o que também ajuda a produzir inchaço. É importante, ainda, mencionar as proteínas ligadas ao processo de coagulação do sangue. Se o fígado não está trabalhando bem, o nível dessas substâncias baixa e aumenta a probabilidade de sangramentos abundantes, que podem ser provocados por ferimentos ou ocorrer espontaneamente pelo nariz (epistaxe), pelas gengivas, pela urina ou em menstruações exageradas; d) Desintoxicar o organismo O fígado tem a capacidade de transformar hormônios ou drogas em substâncias não ativas para que o organismo possa excretá-los; e) Sintetizar o colesterol No fígado, o colesterol é metabolizado e excretado pela bile; f) Filtrar microorganismos Há uma extensa rede de defesa imunológica no fígado.

  • Além das células hepáticas, existem inúmeros “tijolinhos” responsáveis por segurar bactérias ou outros micro-organismos que transmitem infecções;
  • Algumas doenças hepáticas, a cirrose, por exemplo, interferem nesse processo e tornam os indivíduos mais vulneráveis a infecções; g) Transformar amônia em ureia O fígado é um órgão privilegiado;

Tem uma artéria e uma veia de entrada e uma veia de saída. A veia de entrada recebe o nome curioso de “veia porta” e é responsável por 75% do sangue que chega ao fígado, levando consigo substâncias importantes, como as vitaminas e as proteínas. No entanto, por ela chega também a amônia produzida no intestino e derivada especialmente de proteínas animais para ser transformada em ureia.

  • Se o órgão estiver lesado, a amônia passará direto para a circulação e alcançará o cérebro, provocando, no início, alterações neuropsíquicas (mudanças de comportamento, esquecimento, insônia, sonolência) e, depois, pré-coma ou coma;

Drauzio – Por que o fígado sangra muito? Luís Caetano da Silva — O fígado é um órgão embebido em sangue. Por ele passam um litro e duzentos ou um litro e meio de sangue por minuto. Esse sangue sai pelas veias supra-hepáticas e vai para o coração. Se o coração, que é nossa bomba, estiver com problemas, o sangue será retido no fígado que aumentará de tamanho.

O que pode ser uma dor nas costas do lado esquerdo?

Normalmente a dor nas costas do lado esquerdo acontece devido a situações comuns do dia a dia, como carregar objetos pesados, ter má postura ou fazer movimentos muito repetitivos, que acabam por causar lesões musculares ou até mesmo a compressão de alguns nervos.

O que pode ser dor no lado esquerdo abaixo da costela?

A dor do lado esquerdo abaixo da costela normalmente está relacionada com infecção, inflamação ou ferida em algum órgão localizado do lado esquerdo do corpo como coração, baço, estômago, pâncreas, pulmão e rim esquerdo, causando algumas doenças benignas e que têm tratamento, como costocondrite, gastrite ou pedra nos.

O que é bom para limpar os rins?

Onde ficam os rins no corpo feminino?

Anatomia dos rins – Os rins são dois órgãos que fazem parte do nosso sistema urinário. Estão localizados na região lombar, acima da cintura, um em cada lado da coluna vertebral. O rim direito normalmente é menor que o esquerdo e está em uma posição um pouco mais baixa. O Que Significa Dor Do Lado Esquerdo Observe as estruturas básicas presentes em um rim. O rim é envolvido mais externamente por uma cápsula , denominada cápsula verdadeira, uma membrana lisa aderida intimamente ao órgão. Externamente a essa cápsula, encontra-se a gordura perirrenal, formada por tecido adiposo. Por fim, temos a fáscia renal, que ajuda a manter o rim em sua posição normal, garantindo que o órgão ligue-se a estruturas vizinhas.

  • Possuem o formato de feijão, com uma borda convexa e uma borda côncava;
  • Na região côncava, encontra-se o hilo, uma espécie de fissura pela qual passam vasos sanguíneos e linfáticos, nervos , e a pelve renal (porção dilatada do ureter);

Analisando-se a estrutura interna do rim, podemos perceber duas regiões distintas: o córtex e a medula. A medula é uma região central e mais escurecida, enquanto o córtex é uma região periférica e mais pálida. A medula é formada pelas pirâmides renais, que possuem ápices que convergem formando as papilas, que se projetam em cálice menor.

  • Os cálices menores unem-se e formam cálices maiores, os quais desembocam na pelve renal;
  • A região do córtex, por sua vez, estende-se da cápsula até a base das pirâmides;
  • O rim humano caracteriza-se por ser multilobar;

Cada lobo é formado por uma pirâmide e pelo tecido cortical, que está na base dessa pirâmide e também em suas laterais. O Que Significa Dor Do Lado Esquerdo Os néfrons são as unidades funcionais do rim, ou seja, onde a urina é formada. Passando pelo córtex e pela medula estão os chamados néfrons, as unidades estruturais dos rins. Estima-se que um rim humano pode apresentar 1 milhão de néfrons. Cada néfron é formado por um corpúsculo renal e um longo túbulo. O corpúsculo renal é formado pelo glomérulo, um enovelado de capilares, e por uma região expandida que envolve o glomérulo, chamada cápsula glomerular ou cápsula de Bowman.

O que pode ser dor no lado esquerdo abaixo da costela?

A dor do lado esquerdo abaixo da costela normalmente está relacionada com infecção, inflamação ou ferida em algum órgão localizado do lado esquerdo do corpo como coração, baço, estômago, pâncreas, pulmão e rim esquerdo, causando algumas doenças benignas e que têm tratamento, como costocondrite, gastrite ou pedra nos.

Quais são os órgãos que fica do lado esquerdo da barriga?

O sistema digestório – O sistema digestório está quase todo nessa região do corpo humano (à exceção da boca e do esôfago, que fica no tórax. No abdome, o fígado do fica do lado direito, na parte superior do abdome, logo abaixo do diafragma. No lado esquerdo, está o estômago, que se liga ao intestino delgado.

Cada vez que o diafragma desce, quando o ar entra nos pulmões e o pressiona para baixo, o estômago e o fígado são levemente comprimidos. A primeira parte do intestino delgado chama-se duodeno e tem a forma de uma alça, onde se encaixa o pâncreas.

Por ser muito longo, o intestino delgado, além do duodeno, recebe outros nomes para suas outras partes, de modo a facilitar a localização de eventuais problemas: sua porção mediana chama-se jejuno e, depois dela, vem o íleo, que é a ultima parte e já se comunica com o intestino grosso.

Quais são os sintomas de gases no coração?

De repente você começa a sentir desconforto, pontadas, pressão e aperto no peito. Dores no tórax podem revelar problemas de saúde simples, como azia ou excesso de gases no organismo, mas também indicar que há algo grave acontecendo com o seu coração. O fato é que a dor no peito não deve ser ignorada em nenhuma hipótese.

You might be interested:  Qual Remedio E Bom Pra Dor Na Coluna?

No entanto, precisamos ter em mente que ela tem muitas possíveis causas, com diferentes níveis de gravidade. Em parte dos casos, o sintoma está relacionado ao coração em decorrência de um infarto agudo do miocárdio ou outro evento cardíaco.

O desconforto torácico também é motivado por alterações pulmonares, infecciosas, gastrointestinais (como esôfago, estômago e intestino), musculoesquelético e psicológicas (síndrome do pânico), por exemplo. Se você sentir dores inexplicáveis no peito, a única maneira de confirmar sua origem e conseguir um diagnóstico preciso é com avaliação médica.

  • Porém, é possível apontar algumas diferenças e sinais que ajudam a distinguir o que está acontecendo com o seu corpo;
  • O problema pode ser apenas excesso de gases Pessoas que têm hipertensão, diabetes, obesidade, colesterol alto, diagnóstico de insuficiência coronariana, histórico pessoal ou familiar de complicações no coração ou outros riscos causadores de um infarto geralmente vivem atentas à possibilidade de sofrerem o evento cardiovascular;

Muitas vezes, o próprio excesso de preocupação faz com que qualquer pequeno sintoma gere ansiedade e acabe sendo confundido. E a dor no peito causada pelo excesso de gases é uma das razões mais comuns dessa confusão, uma vez que acarreta em dores muito similares.

  1. A explicação está no processo de digestão dos alimentos;
  2. Isso quer dizer: do momento em que levamos o alimento à boca até o último segmento do intestino;
  3. Os gases são gerados por certos hábitos (como fumar e mascar chicletes) e se formam durante a fermentação daquilo que ingerimos, para retirada das vitaminas e sais minerais por bactérias do intestino, ou entram no corpo quando levamos a comida até a boca, momento em que engolimos ar que vai para o estômago e intestino;

Quando esses gases se acumulam, provocam inchaço e até a compressão de alguns órgãos. Tudo isso pode então ser sentido por nós em forma de dor no peito e cólicas. Aqui a questão é razoavelmente fácil de ser resolvida: identificar os alimentos que provocam o problema e reduzir o consumo.

Leite e seus derivados, algumas verduras, como couve e repolho, e certas leguminosas, entre elas feijão, ervilha, lentilhas e soja, são causadores de gases no organismo. Dependendo da quantidade e da forma ingerida, são capazes de gerar um grande mal estar e desconforto físico.

Azia ou ataque cardíaco? Você já teve a sensação de ardor no peito ou queimação na região do coração após comer uma refeição? Pois saiba que casos de azia e ataque cardíaco também são difíceis de distinguir. Para começar, vamos esclarecer: a azia não tem impacto no coração.

  • A azia (ou indigestão ácida) acontece quando o ácido estomacal flui de volta ao esôfago;
  • Ela causa uma sensação desconfortável de queimação ou dor no peito que pode subir até o pescoço e a garganta;
  • Como o esôfago está localizado próximo ao coração, muitas vezes é difícil reconhecer de onde vem a dor;

De modo geral, a azia ocorre pouco tempo depois de uma refeição, quando o indivíduo se deita ou dobra o corpo. Em alguns quadros é acompanhada por um gosto azedo na boca, de uma pequena quantidade de conteúdo estomacal que vem para a parte de trás da garganta (regurgitação).

Porém, vale destacar que outros sintomas digestivos também causam a dor no peito. Um espasmo muscular no esôfago, por exemplo, ou a dor de um ataque da vesícula biliar. Nesse último caso, especialmente após uma refeição gordurosa, o sintoma vem acompanhado de náusea e uma dor intensa e constante na parte superior média ou superior direita do abdômen e pode se deslocar para os ombros, pescoço ou braços.

Importante: se não for tratada, a azia tem consequências graves, como inflamação e estreitamento do esôfago, problemas respiratórios, tosse crônica e até mesmo câncer. E se eu estiver realmente tendo um infarto? O infarto agudo do miocárdio (ou ataque do coração) acontece por conta de uma isquemia cardíaca, ou seja, o bloqueio ou redução na circulação de sangue no coração devido ao acúmulo de placas de gordura nas artérias coronárias, responsáveis por irrigar o órgão – o que chamamos de doença arterial coronária (DAC).

O problema se desenvolve diante da presença de alguns fatores de risco, entre eles: estresse, sedentarismo, histórico familiar, diabetes, obesidade, colesterol alto, hipertensão e tabagismo. Já o grau de obstrução e os sintomas variam de acordo com cada caso e podem ser diferentes de pessoa para pessoa.

De maneira geral, obstruções nas coronárias têm como principal indício a dor, pressão, ardor ou aperto na região do peito (que pode irradiar para outros locais, como costas, pescoço, mandíbula, ombros e um ou ambos os braços), dor abdominal (possível de ser confundida com uma indigestão), tontura e vertigens, mal súbito ou desmaio, falta de ar, palpitações, fadiga extrema durante o esforço, transpiração intensa e repentina, náusea, vômito, dormência e formigamento.

O estado agudo do quadro dura cerca de cinco minutos, mas em alguns pacientes se estende por até 20. Os sintomas são crescentes e geralmente pioram de forma gradativa por várias horas. No entanto, vale um alerta: aquela cena típica de filme em que o personagem infartando sente uma dor repentina e severa no peito talvez fique só nas telas do cinema.

Os sintomas de um infarto muitas vezes são muito mais sutis e nem sempre ocorrem. Isso porque a DAC pode se desenvolver ao longo de muitos anos de forma progressiva e silenciosa. Dor no peito: angina Você já deve ter ouvido falar em angina quando o assunto é dor torácica, certo? Esse é mais um ponto que devemos esclarecer: a angina de peito (ou pectoris) é um sintoma caracterizado por um desconforto na região do tórax, que pode remeter a um quadro de infarto ou não.

Ambos são processos distintos. A angina pode surgir devido à doença arterial coronária ou a partir de uma embolia, vasculite ou dissecção coronariana. Quando não investigada e tratada, tem entre suas possíveis consequências o infarto.

Portanto, é um alerta indicando que o coração não está sendo oxigenado adequadamente. O tempo de duração, a intensidade da dor e a combinação com outros sintomas caracterizam a angina pectoris ou a dor do infarto. Como explicado, há muitas variações individuais entre o quadro de cada paciente.

O que fazer então ao sentir dor no peito? A pior coisa a fazer é ignorar os sinais e esperar que eles simplesmente desapareçam, sobretudo se não houver razão óbvia para acontecerem. A dor no tórax, em especial quando acompanhada dos sintomas apontados, não tem que durar muito tempo para ser considerada um alerta.

Na dúvida, procure atendimento médico imediatamente. Gases, azia, angina e infarto do miocárdio podem se manifestar de forma muito parecida. É por isso que logo ao dar entrada no pronto-socorro com dores no peito, você é submetido a exames para descartar o ataque cardíaco.

A questão é que quanto mais rápido for iniciado o atendimento, menor o tempo para o restabelecimento do fluxo de sangue, assim como os danos ao miocárdio e às células do músculo cardíaco, com possibilidade de recuperação completa.

Reforço, portanto, que é de extrema importância sempre dar atenção aos sinais que o corpo nos dá. O Hospital Proncor tem o único Pronto Socorro com ortopedista e otorrino de plantão (para crianças e adultos nas duas especialidades). 🚨 Pronto Socorro Geral | R.

Como é a dor no baço?

Ruptura do baço – Embora esteja protegido pela caixa torácica e pelo estômago, acidentes de trânsito e a prática de certos esportes podem causar traumas locais e desencadear a ruptura do baço. Quando isso acontece, um dos sintomas mais incidentes é a dor no quadrante superior esquerdo do abdômen.

0
Adblock
detector