O Que Pode Ser Dor Na Barriga Perto Do Umbigo?

O Que Pode Ser Dor Na Barriga Perto Do Umbigo

Prisão de ventre A prisão de ventre é uma importante causa de dor abdominal na região do umbigo, pois é comum que a distensão do intestino causada pelos gases ou fezes acumuladas estimule os nervos que passam pela região.

Qual o órgão que fica perto do umbigo?

Dor de barriga é um termo popularmente usado para descrever uma série de desconfortos abdominais que vão desde a má digestão até problemas mais graves, como apendicite. Na grande maioria dos casos, o desconforto é passageiro e pode desaparecer sem a necessidade de tratamento.

Mapa da dor de barriga: onde dói? Segundo o gastroenterologista Alexandre Sakano, do Hospital Beneficiência Portuguesa de São Paulo, o primeiro passo para diagnosticar a causa de uma dor abdominal é identificar o local exato da dor.

“Para isso, nós vamos dividir a barriga em nove quadrados, tal qual um tabuleiro de jogo da velha”, explica Sakano (veja na ilustração abaixo). •    Parte superior: hipocôndrios esquerdo e direito. Entre eles, está o epigástrio. •    Região central: está o mesogástrio, o meio da barriga, e os flancos de cada um dos lados.

•    Parte inferior: está o hipogástrio, que fica bem acima do púbis, cercado pelas fossas ilíacas direita e esquerda. •    Hipocôndrio direito e esquerdo O hipocôndrio é a região abaixo das costelas. Quando um indivíduo relata dor embaixo da costela do lado direito, as causas mais comuns são pedra na vesícula, problemas no fígado ou algum problema no intestino.

“Se você não estava sentindo nada e, de repente, sente uma dor forte embaixo da costela do lado direito, normalmente é pedra na vesícula”, diz o especialista. Do outro lado, temos o hipocôndrio esquerdo. O principal órgão que se encontra sob esta região é o baço.

“O hipocôndrio esquerdo é uma região que não possui muitos órgãos que causam dor. Tem o baço, a pontinha do pâncreas e um pouquinho do intestino. Sentir dor repentina no hipocôndrio esquerdo é raro de acontecer.

Se acontecer, é preciso investigar”, afirma Sakano. •    Epigástrio O epigástrio é a parte superior central da parede abdominal. Ele está localizado entre os hipocôndrios direito e esquerdo. O principal órgão que se encontra sob esta região é o estômago. “A região do epigástrio é popularmente conhecida como boca do estômago e dores nesse local são associadas aos problemas estomacais, como gastrites, úlceras, refluxo”, explica Sakano.

Segundo ele, no caso específico do refluxo, a dor se origina na boca do estômago, mas sobe para o tórax. “Geralmente, o refluxo não causa dor repentina e intensa, pelo contrário. Quem sofre de refluxo convive com o problema há meses, até anos, e sente desconfortos que se assemelham a sensação de ‘queimação’ no peito”, diz o especialista.

Por outro lado, a gastrite ou as úlceras podem provocar dores agudas, que aparecem de repente, e podem ter diversas causas, como problemas de alimentação, ingestão excessiva de bebidas alcoólicas ou mesmo o uso de algum medicamento que irritou a região.

•    Flancos direito e esquerdo Os flancos estão localizados na região umbilical, próximo à cintura. Tanto do lado direito quanto do lado esquerdo, o principal órgão que se encontra sob essas regiões é o rim.

“Caso a pessoa sinta uma dor que irradie dos flancos (lateral do corpo) para as costas, o mais provável é que seja pedra nos rins”, diz Sakano. Além disso, dor na parte frontal do flanco esquerdo pode ser diverticulite, uma inflamação na parede interna do intestino.

Já a dor no flanco direito pode ser apendicite, uma inflamação no apêndice. •    Mesogástrio O mesogástrio está localizado na região central do abdômen, onde está o umbigo. O principal órgão que se encontra sob esta região é o intestino delgado.

“O mais comum nos casos de dor nessa região é uma hérnia umbilical. Alguns sinais podem apontar para esse diagnóstico, como identificar que o umbigo que ficou um pouquinho saltado para fora, o que caracteriza uma hérnia”, explica o gastroenterologista. •    Fossas ilíacas direita e esquerda As fossas ilíacas se localizam do lado direito e esquerdo do corpo próximas ao quadril.

  • Os principais órgãos que se encontram sob esta região são o ceco e o apêndice;
  • No caso específico das mulheres, também estão os ovários;
  • Segundo Sakano, a dor pode irradiar e, por isso, uma mesma causa pode proporcionar dores em regiões próximas;

É o que acontece com os flancos e as fossas ilíacas. De forma geral, dor na fossa direita está relacionada a apendicite e dor na fossa ilíaca esquerda, diverticulite. Além das causas já citadas, dores na região ilíaca também podem estar associadas a problemas ginecológicos nas mulheres, devido a localização dos ovários.

Nesse caso, a dor pode estar relacionada a um cisto de ovário, cisto hemorrágico ou gravidez tubária. “O ideal para fechar o diagnóstico é ter acesso a exames de imagem, como ultrassom, tomografia ou ressonância magnética para ajudar a identificar a origem exata da dor”, afirma o especialista.

You might be interested:  Que Remédio Tomar Para Dor De Barriga?

•    Hipogástrio O hipogástrio está localizado abaixo da região umbilical e acima da região pélvica, na região do púbis. Nesta região está localizada a bexiga urinária. Nas mulheres, o útero. “Dor na região do hipogástrio está, geralmente, associada a problemas na bexiga, infecção de urina e problemas ginecológicos no útero e ovário”, diz Sakano.

  • Quando procurar atendimento médico? De acordo com Sakano, é preciso identificar a frequência e a intensidade da dor sentida antes de determinar se é necessário ou não procurar atendimento médico;
  • Dor aguda é o nome dado a dor que aparece de forma repentina, enquanto que dor crônica é o incômodo que se mantém por dias, meses ou anos;

“Dor nunca é uma coisa normal. Contudo, é preciso compreender que sentir desconforto abdominal após comer demais ou comer uma comida mais pesada, como churrasco, é comum. Nesses casos, a dor dura pouco tempo e depois melhora”, explica o especialista. Por outro lado, dor aguda e intensa deve ser tratada com atenção.

O que pode ser uma dor ao redor do umbigo?

Existem diversas causas para a dor que se localiza na região do umbigo, principalmente por alterações intestinais, que vão desde distensão por gases, contaminação por vermes, até doenças que causam infecção ou inflamação abdominal, como gastroenterite, apendicite, intestino irritável ou obstrução intestinal, por exemplo.

  1. A dor no umbigo também pode acontecer pela irradiação da dor de outros órgãos do abdômen, devido à situações como pancreatite e colecistite, ou até por mudanças provocadas na gravidez, e, além disso, pode se manifestar de diferentes formas, como uma cólica, uma pontada, ser persistente ou estar acompanhada de outros sintomas, como vômitos, suor e palidez;

Assim caso a dor no umbigo seja frequente, intensa e acompanhada por outros sintomas, é importante que o clínico geral ou gastroenterologista seja consultado para que seja feita uma avaliação e possa ser iniciado o tratamento mais adequado. O Que Pode Ser Dor Na Barriga Perto Do Umbigo As principais causas de dor no umbigo são:.

Como saber se estou com apendicite ou gases?

O que pode ser uma dor no meio da barriga?

Causas comuns de dor no meio da barriga – boca do estômago – Dor no centro da barriga, também chamada de dor na boca do estômago, é geralmente provocada por problemas estomacais. A gastrite ou a úlcera péptica são as causas mais comuns. Já os problemas do pâncreas, como a pancreatite, costumam causar intensa dor abdominal em toda a metade superior, podendo irradiar para as costas.

Em que lado fica o apêndice?

A dor da apendicite ocorre do lado direito na parte baixa do abdômen. Fique atento, pois é necessário atendimento médico com urgência. Apendicite é a inflamação do apêndice , um pequeno órgão linfático parecido com o dedo de uma luva, localizado no ceco, a primeira porção do intestino grosso.

  1. Na maioria dos casos, o problema ocorre por obstrução da luz dessa pequena saliência do ceco pela retenção de materiais diversos com restos fecais;
  2. Veja também: Leia aqui entrevista completa sobre apendicite O quadro inflamatório-infeccioso característico da apendicite é mais frequente entre 20 e 30 anos e  pode ser extremamente grave;

Em caso de dor forte e localizada do lado direito na parte baixa do abdômen, procure ajuda imediatamente, pois apendicite pode evoluir em algumas horas e levar à morte se o paciente não for tratado a tempo.

Quando a hérnia umbilical começa a doer?

Possíveis complicações  – A hérnia umbilical normalmente não é motivo de preocupação, mas se ela ficar presa, uma situação chamada de estrangulamento da hérnia umbilical, que ocorre quando o intestino fica preso dentro da hérnia, não podendo mais retornar para dentro do abdômen, a cirurgia deve ser realizada imediatamente.

Por causa disso, toda pessoa com hérnia umbilical deve fazer a cirurgia para sua remoção. Há urgência em realizar a operação porque a parte do intestino que ficou presa pode ter a circulação sanguínea prejudicada, havendo morte dos tecidos, que precisam ser removidos.

Essa complicação pode afetar pessoas com grandes ou pequenas hérnias no umbigo, e não pode ser prevista, podendo acontecer em pessoas que tem a hérnia há 1 dia ou há muitos anos. Os sintomas de que a hérnia umbilical está encarcerada são dor intensa no umbigo com várias horas de duração.

Quando eu aperto a barriga dói?

Formada em Publicidade e Propaganda. Antes de migrar para o mundo jornalístico, trabalhou na área de comunicação interna e foi intercambista nos EUA. i Atualizado em 27 de dezembro de 2021 Publicado em 17 de dezembro de 2014 Sensibilidade no abdome é a dor ou desconforto que ocorre quando se pressiona uma área específica da barriga. A área do abdome é dividida em quatro quadrantes, que são:

  • Superior direto, que compreende o fígado e a vesícula biliar
  • Superior esquerdo, quadrante do estômago e duodeno
  • Inferior direito, que é o do apêndice
  • Inferior esquerdo, quadrante do cólon sigmóide

A sensibilidade exacerbada no abdome geralmente é um sinal de inflamação em um ou mais órgãos localizados na área em que a dor está presente. Além disso, ela também pode ocorrer por uma torção ou obstrução de algum órgão. Outras principais causas da dor aguda abdominal são:

  • Apendicite
  • Abcessos abdominais
  • Diverticulite
  • Doença inflamatória pélvica
  • Hérnias
  • Torção das trompas
  • Cisto ovariano roto
  • Gravidez ectópica
  • Tumores
  • Ascite

O diagnóstico e tratamento de sensibilidade no abdômen dependerão da doença que está causando o problema. Alguns dos casos, como a apendicite , precisam de intervenção cirúrgica de emergência. No serviço de emergência, o médico responsável vai precisar de algumas informações, então estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar tempo. Dessa forma, você já pode chegar ao consultório com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que tenha e medicamentos, vitaminas ou suplementos que tome com regularidade
  • Se possível, leve um acompanhante
You might be interested:  Oq Fazer Quando Esta Com Dor De Garganta?

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Qual a intensidade da sua dor?
  • Os sintomas têm piorado com o tempo?
  • Há algo que melhore ou piore os sintomas?
  • Tomou alguma medicação para aliviar a dor?

Como grande parte das condições que podem causar a sensibilidade no abdômen são consideradas situações de emergência, é importante procurar ajuda médica quando o sintoma aparecer. Principalmente caso ele seja acompanhado de:

  • Perda de apetite
  • Dor abdominal ou abdômen distendido
  • Náusea
  • Vômitos
  • Prisão de ventre
  • Diarreia
  • Fezes claras
  • Icterícia
  • Desmaio
  • Febre
  • Presença de sangue no vômito ou nas fezes

Healthline Dra. Cintya Miler De Faria Moler, gastroenterologista – CRM 93462 SP.

Quais são os sintomas de gases?

Quais são os sintomas de uma hérnia no umbigo?

O que pode ser confundido com apendicite?

Doença inflamatória intestinal A doença inflamatória intestinal refere-se à doença de Crohn e à colite ulcerativa, que se caracterizam por uma inflamação do intestino, levando à ocorrência de sintomas muito semelhantes às da apendicite, como dor abdominal, diarreia e febre.

Quais são os sintomas de infecção no intestino?

Como fazer o teste de apendicite?

Os exames clínico e físico são os mais importantes para o diagnóstico. – O Que Pode Ser Dor Na Barriga Perto Do Umbigo Apendicite pode evoluir de forma rápida e fatal Uma dor forte no abdômen que surge do nada. Como reconhecer rapidamente os sintomas da apendicite? O Bem Estar desta quarta-feira (21) falou sobre o assunto com o cirurgião do aparelho digestivo Sidney Klajner e o médico da família Ademir Júnior. Os exames clínico e físico são os mais importantes para o diagnóstico.

  1. O profissional avalia o estado geral da pessoa, tipo de dor, se tem febre, diarreia;
  2. O exame físico (a palpação) indica as chances de apendicite;
  3. Se quando aperta a região dói, e quando solta dói mais ainda, as chances são bem grandes;

Outros exames que ajudam são os de imagem, como ultrassom e tomografia. Apendicite pode acontecer em qualquer idade, mas é mais comum no adulto jovem e nos homens. Apêndice é uma bolsinha que sai do intestino grosso. — Foto: Reprodução/TV Globo É uma bolsinha que sai do intestino grosso, que produz algumas células de defesa, semelhante às do baço, gânglios e tecido linfoide do intestino.

  1. Nas crianças, a produção dessas células é maior que no adulto;
  2. Essa é a principal causa de apendicite nas crianças;
  3. No adulto, a produção de células de defesa é insignificante;
  4. Normalmente, a causa de apendicite nessa fase tem relação com entupimento por um pedacinho de cocô;

A inflamação pode evoluir rápido, entre 12 e 24 horas.

  • 1ª fase – começa com inchaço
  • 2ª fase – ulceração e pus
  • 3ª fase – pode perfurar

Na primeira fase, a dor é mais próxima do umbigo. Depois ela se move para baixo e para o lado direito. Ela fica o tempo todo e piora quando a pessoa se mexe. Entre os sintomas associados estão: mal estar, febre, náusea, vômito, diarreia, intestino preso e perda de apetite. O tratamento é cirúrgico. Em alguns casos, a cirurgia pode ser postergada com antibióticos. Veja o programa completo sobre apendicite: O Que Pode Ser Dor Na Barriga Perto Do Umbigo Bem Estar – Edição de quarta-feira, 21/11/2018 Newsletter G1 Created with Sketch. O que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail. Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita. Obrigado! Você acaba de se inscrever na newsletter Resumo do dia. Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!.

Quando a dor de barriga e preocupante?

A dor na barriga é um problema muito comum que pode ser provocado por situações simples como má digestão, excesso de gases ou estresse excessivo, por exemplo, podendo desaparecer sem precisar de tratamento, sendo apenas aconselhado repousar, evitar comer alimentos gordurosos ou ricos em açúcar e beber muita água. O Que Pode Ser Dor Na Barriga Perto Do Umbigo.

Qual e a dor de gases?

Os sintomas de gases intestinais ou estomacais são relativamente frequentes e incluem a sensação de barriga inchada, ligeiro desconforto abdominal e arrotos constantes, por exemplo. Normalmente estes sintomas surgem após uma refeição muito grande ou quando se falou muito enquanto se comia, devido à deglutição de ar, melhorando facilmente após a eliminação dos gases, seja através da liberação intestinal ou na forma de arrotos. O Que Pode Ser Dor Na Barriga Perto Do Umbigo Dependendo do local onde os gases estão se acumulando, os sintomas podem ser diferentes:.

Onde dói a Colica intestinal?

Entenda mais sobre a cólica intestinal – A cólica intestinal é uma dor de leve a  moderada que acontece no “pé da barriga” ou difusamente pelo abdome, provocando incômodos. Sucede, em grande parte dos casos, por alimentação inadequada, gases intestinais e baixa ingestão de fibras.

Quais órgãos são ligados ao umbigo?

24/05/2013 09h00 – Atualizado em 24/05/2013 09h00 Fonte: Mlk Bolado O umbigo é só um buraco? o que tem por trás dele? é ligado em algum órgão? O umbigo é apenas a cicatriz resultante da queda natural do cordão umbilical, e manifesta-se como uma depressão na pele.

A palavra umbigo tem sua origem no latim umbilicus, que significa saliência arredondada em uma superfície. Nosso umbigo não possui nenhuma ligação com os órgãos. Por baixo da pele temos somente um tecido fibroso e musculatura, que não tem nenhuma utilidade.

Durante a gestação, é no umbigo que começa o cordão umbilical, estrutura que vai até a placenta e liga o feto à mãe. O cordão é formado por duas artérias, que levam o sangue arterial da mãe, rico em oxigênio e nutrientes, até o bebê, e uma veia, que leva o sangue de volta para o corpo da mãe para ser feito a filtração e a nova oxigenação.

You might be interested:  O Que É Dor De Cabeça Atrás Da Cabeça?

Mas ele perde a função quando o bebê nasce, o próprio organismo se encarrega de fazer a cicatrização natural, esse processo forma o umbigo. A pele cobre o tecido da veia e das artérias do cordão umbilical, que regridem e somem completamente após o nascimento, não deixando traços do lado de “dentro” do umbigo.

Do lado de fora, o que sobra é aquele buraquinho. Hoje em dia, o umbigo é utilizado como via de acesso na realização de laparoscopias e intervenções semelhantes, enquanto que o cordão umbilical interessa sobretudo como indicador da existência de alguma anomalia, já que se é curto ou longo demais, pode ser origem de algumas complicações obstétricas. O Que Pode Ser Dor Na Barriga Perto Do Umbigo .

Qual e a função do umbigo no corpo humano?

  • WhatsApp
  • Facebook
  • Twitter
  • Pinterest
  • Linkedin
  • Copiar Link

O Que Pode Ser Dor Na Barriga Perto Do Umbigo Umbigo é uma cicatriz sem qualquer função (Foto: Pixabay) Se existe algo que todo ser humano tem em comum é o buraquinho na barriga. Com os mais variados tamanhos e formatos, o umbigo é marca de nascença, ou a primeira cicatriz de uma pessoa: era ali que ficava o cordão umbilical. Mas, afinal, para que ele serve? Depois que a criança nasce, a resposta é: para absolutamente nada. Quer dizer, dá para colocar uns piercings e deixá-lo bem sujinho – a região pode abrigar diferentes tipos de bactérias e fungos (entre 60 e 100 bactérias diferentes, segundo algumas estimativas).

  1. Há também quem acredite que seja um ponto cármico ou de energia — é nele que a energia vital (o ki dos japoneses, chi dos chineses e prana dos indianos) se concentra;
  2. E outros que o consideram uma zona erógena;

Mas, de um ponto de vista biológico, o umbigo não desempenha nenhuma função específica ou essencial no nosso organismo. Ele não tem conexão com os órgãos, e é revestido somente por musculatura. Apesar disso, é talvez um dos pontos mais importantes para o desenvolvimento de um bebê.

  1. É nele que se conecta o cordão umbilical, a comunicação entre o embrião e a placenta;
  2. Além de garantir a alimentação do bebê, é responsável pela respiração;
  3. Quando a criança nasce, o corpo da mãe expulsa a placenta e o cordão umbilical, agora inútil;

Mas ele continua preso ao corpo do bebê e o médico o corta a alguns centímetros da barriga. Depois de mais ou menos uma semana, a ponta seca e cai, deixando para trás uma cicatriz: o umbigo. O formato de cada um vai depender do processo de cicatrização. Curiosamente, porém, essa é uma cicatriz da qual ninguém quer se livrar, e não existem cirurgias ou cremes para eliminá-la.

Onde e ligado o nosso umbigo?

 Sawitree Pamee / EyeEm/Getty Images Publicidade Publicidade O seu umbigo não possui uma ligação interna com nenhum dos seus órgãos. Do lado de dentro, há somente tecido fibroso, sem nenhuma utilidade. O umbigo não passa de uma cicatriz formada alguns dias após o nascimento. Durante a gestação, é no umbigo que começa o cordão umbilical, estrutura que vai até a placenta e liga o feto à mãe.

  1. O cordão é formado por duas artérias, que levam o sangue venoso do feto até a mãe, e uma veia, que transporta o sangue rico em oxigênio e nutrientes até o coração do bebê;
  2. Ernani Miura, neonatologista e professor da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre, explica que, após o nascimento, o cordão umbilical perde a utilidade e é cortado;

Assim, o corpo inicia um trabalho natural de cicatrização. “Esse processo forma o umbigo”, diz. Segundo Miura, a pele cobre o tecido da veia e das artérias do cordão umbilical, que regridem e somem completamente após o nascimento, não deixando resquícios do lado de “dentro” do umbigo. Continua após a publicidade

  • Placenta

Ele sai na barriga, mas de onde ele vem de dentro da barriga?.

Estou sentindo uma bola no lado direito da barriga?

Formada em Publicidade e Propaganda. Antes de migrar para o mundo jornalístico, trabalhou na área de comunicação interna e foi intercambista nos EUA. i Atualizado em 4 de janeiro de 2022 Publicado em 2 de dezembro de 2014 Um nódulo no abdômen é uma pequena protuberância ou área inchada na região da barriga.

Os sintomas que acompanham o aparecimento do nódulo podem indicar a causa e gravidade do problema. Na maior parte dos casos, um nódulo no abdômen é causado por uma hérnia abdominal – que ocorre quando houve esforço extremo em uma área onde os músculos não estavam totalmente preparados e fortalecidos.

Isso leva os órgãos internos da região da barriga a formarem protuberâncias na parede abdominal, que causam, consequentemente, à formação de nódulos visíveis ou sensíveis ao toque. Outras causas de um nódulo no abdômen incluem:

  • Hematomas (acúmulo de sangue sob a pele em decorrência de um ferimento)
  • Lipoma (acúmulo de tecido adiposo sob a pele)
  • Gânglios linfáticos
  • Criptorquidismo
  • Tumor na pele ou nos músculos

Especialistas que podem diagnosticar um nódulo no abdômen são:

  • Clínico geral
  • Reumatologista
  • Gastroenterologista
  • Angiologista

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
  • Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar

É recomendado que se busque ajuda médica ao notar o surgimento de um nódulo no abdômen – principalmente se ele estiver aumentando de tamanho e for dolorido. A ajuda de um especialista também deve ocorrer em casos onde a hérnia estiver com aparência anormal ou vier acompanhada de febre , dor, sensibilidade e vômitos. Ministério da Saúde Dra. Silvia Calichman, clínico geral e gastroenterologista – CRM 134021/SP.

0
Adblock
detector