Dor Abdominal Infantil Noturna O Que Fazer?

Dor Abdominal Infantil Noturna O Que Fazer
Faça uma massagem relaxante – Deitado sobre as costas, tanto a criança quanto o bebê, serão beneficiados em receber uma massagem suave no sentido horário. Para lhe dar a massagem , pode usar óleo essencial de menta ou um creme de flor de laranjeira. Siga o trato digestivo e pressione-o com suavidade.

Qual remédio para dor abdominal em crianças?

Tratamento das dores de barriga nas crianças – O tratamento da dor de barriga deve ser dirigido para aquilo que a está a provocar. Se a criança tem uma gastroenterite devem ser tratados os vómitos e a diarreia. A dor pode ser aliviada com um analgésico como o  paracetamol.

Se a criança sofre de obstipação, é esta que deve ser tratada, com medicamentos adequados e sempre receitados pelo médico pediatra. Se perceber que a causa mais provável terá sido a toma de remédios em excesso dados por sua iniciativa, pare com essa medicação e consulte o pediatra.

Em qualquer um dos casos procure em manter a criança hidratada com a ingestão constante de líquidos.

O que pode ser criança com dor no abdômen?

O que é ? A dor abdominal é uma das queixas mais comuns no atendimento em consultórios ou emergências pediátricas, pois muitos órgãos estão localizados no abdômen. As dores abdominais podem ser relacionadas a processos funcionais (benignos, mas que podem interferir no bem-estar da criança).

  1. Elas podem ser agudas, com necessidade de intervenção imediata, ou crônicas, que necessitam de acompanhamento médico individualizado;
  2. Na maioria das crianças, a dor abdominal está relacionada a causas provenientes do sistema digestivo, porém causas urinárias, alterações em testículos e ovários, pneumonias e outras doenças podem também desencadear dor abdominal;

Quando acontece ? A dor abdominal pode ocorrer em qualquer faixa etária e em ambos os sexos. É importante ficar atento às características da dor na criança: se é uma dor aguda ou recorrente, se é de fraca ou forte intensidade, se interfere nas atividades do menino ou da menina, se há necessidade do uso de medicações, se a criança tem recusa alimentar, se há alterações de urina ou evacuação, e se há vômitos ou febre. Causas

  • Constipação
  • Excesso na ingestão de açúcares
  • Cólica
  • Gastrite e doença do refluxo gastroesofágico
  • Dor abdominal funcional
  • Alergia alimentar
  • Parasitose
  • Doenças inflamatórias intestinais
  • Doença celíaca
  • Doenças em vesícula biliar e fígado
  • Doenças em ovário ou testículo
  • Adenite mesentérica (inflamação de gânglios linfáticos em abdômen)
  • Pneumonias
  • Infecções urinárias e/ou cálculos renais
  • Ansiedade
  • Apendicite ou abdômen agudo (necessidade de avaliação do cirurgião pediátrico)
  • Doenças pancreáticas
  • Diabetes melito tipo 1 – cetoacidose diabética
  • Abscessos
  • Tumores

Sintomas possíveis

  • Dor abdominal em todo abdômen ou localizada
  • Náuseas e/ou vômito
  • Azia
  • Alteração no hábito intestinal (diarreia ou constipação)
  • Febre
  • Recusa alimentar
  • Perda de peso
  • Sangue nas fezes
  • Alteração urinária
  • Distensão abdominal
  • Sensação de saciedade precoce (sentir-se satisfeito ao comer, mesmo com a ingestão de uma quantidade pequena de alimento)

Diagnóstico O diagnóstico é feito de acordo com as características da dor da criança. O pediatra, por meio de uma análise do histórico médico e exame físico, definirá a necessidade de investigação e/ou tratamento da dor abdominal. Podem ser necessários exames laboratoriais (sangue, urina ou fezes), exames radiológicos (radiografias, ultrassonografia de abdômen) e exames endoscópicos (endoscopia digestiva alta ou colonoscopia), de acordo com cada paciente e quadro clínico.

  1. Dica para os pais ou responsáveis: a causa da doença pode não ser tão clara em alguns episódios de dor abdominal;
  2. Fique atento à rotina e aos sinais apresentados pela criança;
  3. Se a dor persistir, não hesite em procurar um especialista do Hospital Pequeno Príncipe;
You might be interested:  Coisas Que Ajudam Na Dor De Garganta?

Quando devo procurar o Hospital Pequeno Príncipe ? Se a criança apresentar dor abdominal recorrente: procure o pediatra. Em caso de dor abdominal aguda de forte intensidade, que não melhora com medicações analgésicas simples ou que tem outros sintomas associados, procure a emergência pediátrica.

  • O Hospital Pequeno Príncipe tem pediatras e especialistas em áreas de atuação da pediatria (gastroenterologistas pediátricos, cirurgiões pediátricos, nefrologistas pediátricos) para atender e realizar a investigação e o acompanhamento clínico adequado de crianças e adolescentes;

Tratamento O tratamento para a dor abdominal dependerá da causa da dor. Podem ser necessários medicamentos, organização alimentar ou, em casos específicos, cirurgias. Pacientes com dor abdominal funcional, doenças inflamatórias intestinais, doença celíaca, gastrites, doença do refluxo gastroesofágico e outras doenças gastrointestinais devem ser acompanhados por um gastroenterologista pediátrico.

Se a causa for uma apendicite aguda, por exemplo, o tratamento é cirúrgico. O médico do paciente vai orientar qual a melhor forma de tratar a dor ao identificar a origem do problema, que pode inclusive estar ligado a transtornos emocionais, exigindo o acompanhamento de outros profissionais de saúde.

Diferencial do Pequeno Príncipe O Serviço de Gastroenterologia e Endoscopia Digestiva do Hospital Pequeno Príncipe conta com uma equipe de especialistas com amplo conhecimento e experiência em enfermidades gastrointestinais pediátricas. A instituição disponibiliza atendimento profissional, ético, humanizado e qualificado, além de infraestrutura e equipamentos adequados para o público infantojuvenil.

O que pode ser dor de barriga à noite?

Se houver sangue nas fezes e perda de peso, problema pode ser grave. Dor no estômago pode ser sintoma de refluxo, gastrite ou até mesmo câncer. – A dor de estômago pode ser um sintoma de vários problemas, como refluxo, gastrite, úlcera, pancreatite, colecistite, infarto e até mesmo câncer, como explicou o gastroenterologista Ricardo Barbuti no Bem Estar desta terça-feira (30).

  1. Geralmente, essa dor aparece por causa de uma combinação de fatores e hábitos inadequados e, por isso, é possível preveni-la com mudanças simples na rotina e também observando pequenos sinais de alerta;

Um deles, por exemplo, é o despertar noturno – se a dor te faz acordar durante o sono, é um indício de que o problema pode ser grave e é hora de procurar um médico, como alertou o cirurgião do aparelho digestivo Fábio Atui. Outro problema que indica algo mais grave é a perda de peso – muitas vezes, ela acontece porque o paciente tem a percepção de que a comida pode aumentar a dor e, por isso, deixa de comer. Dor Abdominal Infantil Noturna O Que Fazer Em pessoas que já têm dor, existem três fatores que podem piorá-la: estresse, como foi o caso do jovem empresário Christian Barbosa, mostrado na reportagem do Phelipe Siani (veja no vídeo ao lado) , cigarro e a bactéria do estômago, a Helicobacter pylorii. De acordo com pesquisas, essa bactéria pode ser uma das principais causas de úlceras e gastrites e, por isso, grande parte dos tratamentos é feito com antibióticos. Segundo o cirurgião Fábio Atui, essa bactéria é mais recorrente em populações que têm maiores problemas sanitários.

Se houver sangue nas fezes ou no vômito, é mais um sinal de alerta, especialmente se for de uma cor mais escura. De acordo com o cirurgião Fábio Atui, esse sangue escuro nas fezes significa que veio da parte mais alta, ou seja, foi digerido e, por isso, não deve ser ignorado porque é também perigoso.

You might be interested:  Qual Chá É Bom Para Dor Na Bexiga?

Para tratar a dor, muita gente costuma tomar chá de boldo, no entanto, não há trabalhos científicos suficientes que comprovem sua eficácia. De qualquer maneira, os médicos recomendam saber a procedência da planta e procurar um especialista para usar o chá com cautela para evitar overdose das substâncias presentes nele.

  1. Em relação à alimentação, é importante que o cardápio seja leve e balanceado, pobre em gorduras e rico em carboidratos e derivados do leite, como batatas cozidas ou descascadas, purê de batata ou até mesmo sorvete de creme;

Além disso, é importante fracionar a dieta, evitar jejum prolongado e também grandes quantidades de comida, que podem alterar a acidez estomacal. Os médicos falaram também sobre o uso de antiinflamatórios. Assim como os outros remédios, eles também têm efeitos colaterais e, por isso, só devem ser usados quando forem realmente necessários.

Isso porque esses medicamentos agem na corrente sanguínea e aumentam a acidez do estômago, o que pode piorar a dor. Por isso, caso o médico tenha receitado um antiinflamatório, é importante pedir também um protetor gástrico para reduzir a agressão.

*No vídeo ao lado, o cirurgião do aparelho digestivo Fábio Atui e o gastroenterologista Ricardo Barbuti respondem perguntas dos internautas sobre dor de estômago. Confira!.

O que fazer quando a criança se queixa de dor na barriga?

Criança é uma caixinha de surpresa, uma hora esta brincando todo feliz e saltitante e poucos minutos depois esta reclamando de alguma dor. É dor de cabeça, dor nos pés, dor de dente e a mais convencional, que é a dor de barriga. Mas afinal porque ocorre tanto dor de barriga em crianças? Quais são as razões? São tantas vezes que escutamos de dor de barriga que pode parecer algo banal, mas acredite existem tantos motivos para ela acontecer que nem sempre é algo tão simples assim.

Claro que maior parte dos casos é resolvida com facilidade e sem maiores preocupações , mas vale a pena observar cada sinal para detectar o problema de fato. Em 80% dos casos encontrados em uma sala de espera do pronto socorro pediátrico o principal sintoma relatado é a dor de barriga, então vamos saber quais os principais motivos dessa dorzinha tão chata acontecer.

Muito natural na infância, à cólica causada por gases é um dos principais motivos de dor de barriga em crianças. Normalmente acontece pela imaturidade do sistema digestivo ou até mesmo por alimentos que aumentam a produção destes gases como o é o caso do feijão.

  1. A cólica é um problema bem recorrente principalmente em bebês e pode ser amenizado através de uma massagem abdominal ou com a ajuda de remédios antiflatulentos, claro que prescritos pelo pediatra assim como sua dosagem;

O segundo motivo bem recorrente causador da dor de barriga em crianças são os excessos alimentares ou a famosa “porcaria de fim de semana”. Tentamos sempre seguir um cardápio saudável, não oferecer alimentos gordurosos, açucarados e sem teor nutritivo, mas escapar às vezes ou se exceder em um fim de semana ou outro é inevitável, não é mesmo? Quem nunca pegou uma maratona de aniversários infantis no mesmo fim de semana? O intestino de qualquer pessoa reclama quando excedemos nos alimentos e isso inclui as crianças também.

Então se a criança exagerou na quantidade de guloseimas a barriga pode reclamar, ou se ingeriu algum alimento estragado a dor vai ser inevitável acompanhada de outros sintomas como a diarreia e o vomito.

You might be interested:  Dor Nos Rins: O Que Fazer Para Aliviar?

A forma de amenizar é oferecer alimentos mais leves, muito líquido e esperar o corpo eliminar tudo que fez mal! Outro motivo que pode ter como sintoma a dor de barriga em crianças são os vermes. Causa esta bem comum nos tempos antigos e mais incomum atualmente, já que é mais normal se pegar pelo contato da terra e da água contaminada, mas que deve ser sempre investigada.

Dores recorrentes de dor de barriga devem ser informadas ao pediatra para solicitação de um exame de fezes que detectará a presença ou não de verminoses. Em caso positivo, o tratamento seguirá através de vermífugos prescritos pelo próprio pediatra, assim como sua dosagem.

A dor de barriga em crianças pode ser resultado de ansiedade, medo, intestino preso e em casos mais isolados, mas não descartados, de inflamação do apêndice. Por isso é importante cada sinal e sintoma ser observado e em caso de febre e náusea um pronto atendimento ser procurado imediatamente.

Quando a dor de barriga é preocupante?

A dor na barriga é um problema muito comum que pode ser provocado por situações simples como má digestão, excesso de gases ou estresse excessivo, por exemplo, podendo desaparecer sem precisar de tratamento, sendo apenas aconselhado repousar, evitar comer alimentos gordurosos ou ricos em açúcar e beber muita água. Dor Abdominal Infantil Noturna O Que Fazer.

Qual a causa mais comum de dor abdominal na infância?

Alguns exemplos são: esofagite de refluxo, doença péptica (gastrite, duodenite ou úlcera péptica), intolerância à lactose, doença inflamatória intestinal, doença celíaca, calculose renal ou biliar, pancreatite crônica, obstrução do trato urinário, pielonefrite recorrente, anemia falciforme e defeitos musculofasciais da.

Quais são as principais causas de dor abdominal na emergência pediátrica?

A maioria das dores abdominais presentes nas crianças e adolescentes, principalmente as que são referenciadas ao gastroenterologista pediátrico, estão relacionadas às doenças chamadas funcionais gastrintestinais. Para estas doenças existem critérios clínicos que permitem a padronização diagnósitca.

O que fazer para aliviar a dor abdominal?

Prisão de ventre – Ficar sem evacuar por mais de 3 dias pode causar desconforto na região abdominal, mas esse sintoma pode surgir antes em pessoas que tem o hábito de evacuar diariamente ou mais de 1 vez ao dia. O que fazer: O ideal é beber mais água e ingerir uma maior quantidade de fibras para aumentar o bolo fecal.

Alimentos como mamão, figo, ameixa preta seca, laranja com bagaço e iogurte natural sem açúcar são laxantes naturais. Além disso pode-se adicionar sementes de girassol nas saladas ou num copo de iogurte para soltar o intestino naturalmente.

Quando isso não é suficiente, pode-se tomar um laxante como lacto-purga ou dulcolax, por exemplo.

O que fazer para aliviar a dor de barriga?

O que fazer para aliviar a dor de gases?

O que fazer para aliviar a dor abdominal?

Prisão de ventre – Ficar sem evacuar por mais de 3 dias pode causar desconforto na região abdominal, mas esse sintoma pode surgir antes em pessoas que tem o hábito de evacuar diariamente ou mais de 1 vez ao dia. O que fazer: O ideal é beber mais água e ingerir uma maior quantidade de fibras para aumentar o bolo fecal.

Alimentos como mamão, figo, ameixa preta seca, laranja com bagaço e iogurte natural sem açúcar são laxantes naturais. Além disso pode-se adicionar sementes de girassol nas saladas ou num copo de iogurte para soltar o intestino naturalmente.

Quando isso não é suficiente, pode-se tomar um laxante como lacto-purga ou dulcolax, por exemplo.

O que é bom para curar dor abdominal?

0
Adblock
detector