Dor Do Lado Do Coração O Que Pode Ser?

Dor Do Lado Do Coração O Que Pode Ser
A dor no coração pode ter diversas causas, sendo as mais comuns: o infarto agudo do miocárdio (infarto cardíaco), pericardite e outras doenças cardíacas, doenças pulmonares, como a pneumonia e derrame pleural, ansiedade, síndrome do pânico ou mesmo excesso de gases.

  • A dor no coração em aperto, acompanhada de suor frio e falta de ar, normalmente está associada ao Infarto Agudo do Miocárdio;
  • A dor pode irradiar para os braços, costas, pescoço e mandíbula, causando sensação de formigamento;

Entretanto, nem todas as dores no peito, são indicativas de infarto.

O que pode ser uma dor no lado do coração?

Infarto – Primeira suspeita de quem está com dor no lado esquerdo do peito, o infarto acontece quando o fluxo sanguíneo no coração é bloqueado, danificando ou matando o músculo cardíaco. A dor característica dessa doença é constante e muito aguda, na região do peito, e se espalha pela mandíbula, pescoço e braço esquerdo.

Como diferenciar uma dor muscular de uma dor no coração?

A dor pode ser do tipo aperto/pressão, queimação ou ’em facada’ e pode vir acompanhada de outros sintomas, como falta de ar, sudorese, palidez e tontura. Já a dor no peito provocada por lesões musculares se dá em decorrência da prática de alguma atividade física, na maioria das vezes.

Onde e a dor de um infarto?

O principal sinal do infarto é a dor aguda no peito, que perdura por mais de 20 minutos e se irradia para o braço ou ombro esquerdo.

O que pode ser uma dor no lado esquerdo?

A dor que surge no lado esquerdo da barriga pode ser sintoma de diversas condições de saúde, desde gases até condições crônicas, como a doença de Crohn e outras Doenças Inflamatórias Intestinais (DII). As dores abdominais normalmente não apontam para um único órgão, podendo ser originárias de vários órgãos de dentro da barriga.

Além disso, pode ser que o problema seja em uma região do abdômen e ela irradie para o lado esquerdo, fazendo a pessoa sentir uma dor mais forte neste local. Esta é a chamada dor referida. Justamente por isso o diagnóstico da causa da dor no lado esquerdo da barriga pode ser um desafio até para os médicos, então é importante que a pessoa não tente se autodiagnosticar, e sim procure atendimento para identificar a origem do problema – principalmente se apresentar febre , vômito diarreia ou fezes com sangue, dificuldade para respirar ou mal estar intenso associados a dor.

Estes sintomas podem indicar a presença de um quadro inflamatório, que necessite de tratamento através de antibióticos ou cirurgia. São diversas as possíveis causas da dor no lado esquerdo da barriga – seja direta ou irradiada de outra parte da cavidade abdominal.

As mais comuns são gases, indigestão e constipação ( intestino preso ). Saiba mais: 7 sinais de que sua dor abdominal não é gases Contudo, condições específicas nesta região são bastante preocupantes, a apendicite e a doença de Crohn.

A apendicite é uma inflamação numa bolsa localizada no início do intestino grosso, que se não tratada com urgência pode estuporar e causar complicações como acúmulo de pus no abdômen. Apesar do apêndice estar localizado na região direita inferior do abdômen – e frequentemente provocar dor no lado direito da barriga – é comum que ela seja irradiada para a região central ou até para o lado esquerdo da cavidade abdominal.

Já a doença de Crohn faz parte do grupo de enfermidades conhecidas como Doenças Inflamatórias Intestinais (DII). Ela é um problema crônico, ou seja, que não tem cura, que acontece por uma desregulação do sistema imunológico – responsável pelas defesas do corpo.

You might be interested:  Dor De Cabeça Forte O Que Tomar?

Uma das causas mais comuns e importantes de dor a esquerda é a diverticulite aguda. Divertículos são pequenas saculações que surgem no intestino grosso, principalmente numa região à esquerda deste órgão, conhecida como sigmoide. Estes divertículos aumentam com a idade e tem relação com uma dieta mais proteica.

O problema é que estes divertículos têm uma estrutura bem fina e podem perfurar, causando uma inflamação local e infecção. A maioria dos quadros desta infecção é limitada e o tratamento pode ser feito com antibióticos.

Mas uma parcela dos casos desta infecção é mais forte com formação de abscesso local, podendo ser necessária a cirurgia de urgência para retirada deste segmento do intestino. Outras possíveis causas para a dor no lado esquerdo da barriga na região inferior são: Endometriose ; Hérnia inguinal; Obstrução intestinal ; Infecção renal ou pedras nos rins; Dor associada à ovulação; Cistos no ovário; Inflamação na vesícula (vesiculite seminal); Colite ulcerativa e outros problemas no cólon; Câncer A dor na parte superior esquerda do abdômen pode indicar:

  • Diverticulite
  • Angina (redução do fluxo sanguíneo para o coração)
  • Empiema (infecção da membrana que envolve os pulmões)
  • Impactação fecal, ou seja, fezes endurecidas que não podem ser eliminadas
  • Gastrite (inflamação do revestimento do estômago)
  • Infarto
  • Esofagite (doença em que parte do estômago se projeta para dentro do tórax por uma abertura no diafragma causando refluxo)
  • Infecção renal ou cálculo renal
  • Pancreatite (inflamação do pâncreas)
  • Pneumonia
  • Embolia pulmonar
  • Estenose pilórica (obstrução quase completa da ligação entre o estômago e o intestino)
  • Ruptura do baço (secundário a trauma)

O diagnóstico da dor no lado esquerdo da barriga dependerá dos demais sintomas que a pessoa está sentindo, do seu histórico clínico – ou seja, outras doenças que tem ou teve – e do resultado dos exames solicitados. O médico pode requerer exames de sangue, como o hemograma completo , testes de urina e fezes e exames de imagem como raios-x, ultrassom , ressonância magnética e tomografia computadorizada para determinar a origem da dor. Especialistas que podem diagnosticar as causas de dor no lado esquerdo da barriga são:

  • Clínico geral
  • Gastroenterologista clínico
  • Cirurgião geral ou do Aparelho Digestivo

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que tenha e medicamentos ou suplementos que tome com regularidade

Saiba mais: 10 perguntas comuns sobre dor abdominal O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Quando os sintomas começaram?
  • Em qual parte do abdômen a dor se encontra?
  • O que parece melhorar os sintomas?
  • O que parece piorar os sintomas?
  • Além da dor na lateral do abdômen, que outros sintomas você está sentindo?
  • Quais medicamentos e suplementos você toma?
  • Você está em tratamento para alguma doença ou condição? Qual?

É importante buscar ajuda médica com urgência para dor no lado esquerdo da barriga caso ela esteja associada a:

  • Febre
  • Pressão ou dor no peito
  • Trauma, como acidente ou lesão
  • Vômito com sangue ou náusea e/ou vômitos persistentes
  • Sangue nas fezes
  • Dor ao urinar ou micção frequente ou urgente
  • Pele amarelada
  • Inchaço no abdômen
  • Dor tão forte que não é possível ficar parado ou é preciso curvar-se para encontrar algum alívio

Também é preciso marcar uma consulta médica caso a dor abdominal permaneça por alguns dias. Saiba mais: Dor abdominal? 7 sinais que justificam ir ao médico O tratamento da dor no lado esquerdo da barriga vai depender da causa e gravidade do problema. Se a causa for uma diverticulite, por exemplo, pode ser necessário internação para tratamento com antibióticos venosos e até cirurgia para retirada do órgão afetado.

  1. No caso da doença de Crohn, o tratamento é feito em etapas, dependendo da intensidade da doença;
  2. Normalmente são utilizados medicamentos que visam reprimir o processo inflamatório, a dor e os demais sintomas e depois manter a remissão da doença;

Também pode ser indicado um procedimento cirúrgico no caso de obstruções e outras complicações, como perfuração e abscesso. Mayo Clinic WebMD Ministério da Saúde.

Como saber se vai ter um infarto?

No Dia Mundial do Coração, celebrado em 29 de setembro, a OMS faz um alerta: 80% dos casos de ataques cardíacos e infartos prematuros podem ser evitados se ações preventivas forem adotadas. – O perfil cardíaco de homens e mulheres tem diferenças anatômicas e funcionais.

  • As artérias femininas são 15% mais estreitas que as masculinas e o coração bate até 10% mais rápido do que nos homens, o que gera um maior desgaste;
  • “As dores em mulheres geralmente são subvalorizadas pois, antes da menopausa, elas têm menos chance de infarto do que os homens da mesma idade;
You might be interested:  O Que Significa Dor No Nariz?

Atualmente, muitas mulheres fumam, bebem, têm trabalhos estressantes e se exercitam pouco. Usam anticoncepcionais, que associados a outros fatores de risco, como dieta inadequada e sedentarismo, aumentam as chances de trombose e infarto”, explica o cardiologista e coordenador do Programa de Infarto Agudo do Miocárdio HCor, Dr.

Leopoldo Piegas. Também chamado de ataque cardíaco, o infarto acontece quando os vasos sanguíneos, que fornecem sangue ao coração, ficam bloqueados e impedem a chegada de oxigênio suficiente ao órgão. As doenças cardiovasculares vitimam 17,3 milhões de pessoas ao redor do mundo todos os anos, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Somente no Brasil são 300 mil. No Dia Mundial do Coração, celebrado em 29 de setembro , a OMS faz um alerta: 80% dos casos de ataques cardíacos e infartos prematuros podem ser evitados se ações preventivas forem adotadas. Hipertensão, diabetes, colesterol alto, tabagismo e sedentarismo são alguns dos fatores de risco que devem ser evitados e tratados para evitar episódios de infarto ou AVC (popularmente conhecido como derrame).

  • Um controle inadequado pode levar a obstrução das artérias coronárias e mesmo a insuficiência cardíaca;
  • “A pressão alta danifica vasos e artérias e é um dos principais fatores de risco que apresentam sintomas;

Cerca de 50% dos brasileiros acima dos 65 anos sofrem do mal, que também afeta 5% das crianças e adolescentes. O colesterol também ganha lugar de destaque nos riscos de doenças cardiovasculares”, explica o cardiologista e coordenador do Programa de Infarto Agudo do Miocárdio HCor, Dr.

Leopoldo Piegas. De acordo com o Ministério da Saúde, a doença afeta 77 milhões de pessoas. “É importante estar atento às taxas de LDL (colesterol ruim) e HDL (bom colesterol). O aumento do mau colesterol e a diminuição do bom colesterol podem provocar problemas de saúde a médio prazo”, esclarece o cardiologista Dr.

Piegas. De acordo com um estudo da American Heart Association, 20% dos infartos são silenciosos e descobertos somente depois, quando o paciente realiza exames de rotina. Além de dor no peito e formigamento no braço esquerdo e pescoço, náusea e até vômitos podem indicar um infarto, além de dores nas costas, suor frio e, em casos extremos, o desmaio.

“A falta de ar, queimação no estômago sem relação com alimentos e incômodo no peito que aparece após a prática de exercícios e desaparece ao descansar, também são sintomas comuns que podem indicar problemas no coração.

É importante lembrar que, quando se trata de doenças do coração, a falta de informação pode ser fatal”, alerta Dr. Piegas, do HCor.

E normal sentir dores no coração?

O que pode ser dor no peito? – Conforme já dissemos, a dor no peito é um sintoma comum a diversas doenças e é um importante alerta para procurar pelo pronto-socorro com urgência. Devido ao risco desse sintoma, é fundamental afastar uma causa cardíaca em primeiro lugar, ainda mais quando a pessoa nunca sentiu essa dor anteriormente.

Como e a dor de coração?

A dor no coração é quase sempre associada ao infarto. Essa dor é sentida como um aperto, pressão ou peso sob o peito de duração de mais de 10 minutos, que pode irradiar para outras regiões do corpo, como as costas ou braços, e geralmente está associada ao formigamento nos braços.

No entanto, a dor no coração nem sempre significa infarto. Há outras condições em que o principal sintoma é a dor no tórax, em região do coração, como costocondrite (inflamação na região das costelas), arritmia cardíaca, alterações intestinais gerando gases e até mesmo, transtornos psicológicos, como ansiedade e síndrome do pânico.

Saiba o que pode ser a dor no peito. Quando a dor no coração durar mais de 10 minutos e/ ou vier acompanhada de algum outro sintoma como tontura, suor frio, dificuldade para respirar, sensação de aperto ou queimação no peito e dor de cabeça intensa, é importante buscar ajuda médica para que o diagnóstico e o tratamento sejam estabelecidos o mais rápido possível. Dor Do Lado Do Coração O Que Pode Ser.

O que é um Pré-infarto?

Primeiros sinais: como identificar um pré – infarto? Nem sempre um infarto será acompanhado de intensas dores no peito. Muitos casos podem se manifestar através dores ou desconforto nos membros superiores, como braços, costas, estômago, pescoço ou mandíbula.

You might be interested:  Onde Fica A Dor Nos Rins?

Quais os 6 sinais de um ataque cardíaco?

Quais são os sintomas de um infarto feminino?

Onde é a dor de cabeça do AVC?

Prevenção: Enxaqueca x AVC – Estudos em grandes populações mostram que pessoas que sofrem de enxaqueca têm risco aumentado de Acidente Vascular Cerebral. Dessa forma, pacientes que sofrem com este problema devem evitar e tratar com atenção os fatores de risco para doença vascular como a hipertensão arterial, o tabagismo, o diabetes e a obesidade.

“Diferente do que muitos pensam, na maioria dos casos, o AVC isquêmico não provoca dores na cabeça. Seus principais sintomas estão relacionados com dificuldades motoras repentinas, perda de sensibilidade, paralisia de um lado do corpo e dificuldades para falar.

No caso de algum desses sintomas, procure imediatamente o serviço médico de emergência mais próximo” – Dr. Érico Brea Winckler, Neurologista (CRM/SC 20266 – RQE 14866).

O que pode ser uma dor abaixo do seio esquerdo?

Tire todas as dúvidas durante a consulta online – Se precisar de aconselhamento de um especialista, marque uma consulta online. Você terá todas as respostas sem sair de casa. Mostrar especialistas Como funciona? Dor Do Lado Do Coração O Que Pode Ser A sobrecarga atrial esquerda isolada não é um achado necessariamente patológico ou grave. Pode não ter relação com sua dor. O eletrocardiograma da UPA vem com laudo automático do aparelho, que na maioria das vezes não condiz com a realidade. O eletro deve ser laudado por uma pessoa habilitada que tenha um profundo conhecimento sobre os traçados do exame.

  1. Uma boa história clínica e um exame físico minucioso podem ser na maioria das vezes mais úteis do que exames;
  2. Espero ter ajudado;
  3. Olá! Pelo relato da sua dor, parece ser mais uma questão de postura, ou seja, quando você adota determinada posição você tem o sintoma;

Isto está relacionado a musculatura esquelética ou a parte óssea. Alterações na coluna vertebral costumam causar esse tipo de dor. Porém, o fato do ECG ter acusado sobrecarga atrial esquerda, isto tem que ser investigado, pois você pode ter sim algum tipo de comprometimento cardíaco.

Qual a diferença entre fisgada é pontadas?

Sinônimos de Fisgadas – Fisgadas é sinônimo de: pontadas.

Quanto tempo antes do infarto os sintomas aparecem?

Sinais do infarto podem surgir 4 semanas antes Nessas pessoas, a obstrução da artéria se deu de forma gradual, com os sintomas prévios surgindo. Geralmente, são os mesmos sinais do infarto, mas com intensidade e duração menores. Como ‘a dor passou’, muitos não procuraram ajuda profissional.

Como saber se estou tendo um infarto ou uma crise de ansiedade?

E como saber os sintomas são de uma crise de ansiedade? – No caso das crises de ansiedade, a dor também se concentra na área do peito, mas sem a pressão gerada nos ataques cardíacos. Além disso, ela não se limita ao braço esquerdo, podendo irradiar também no braço direito, pernas, dedos, tórax e pescoço.

Apesar dessa dor no peito, isso não quer dizer necessariamente que há problemas no coração. É comum que outros órgãos situados nessas áreas causem reações fortes, que acabam confundindo os pacientes: o estômago com uma gastrite ou o esôfago com o refluxo, por exemplo.

Em alguns casos, o problema ainda é originado por uma desregulação cerebral, que ativa o sistema autônomo simpático e prepara o corpo para algo ruim, deixando o organismo em situação de alerta. Aqui entra outro sinal comum: as pessoas costumam sentir medos irracionais, entre eles o de altura, de ficar preso em algum lugar ou de afogamento.

Em consequência disso, durante uma crise, a produção hormonal é estimulada, fazendo com que o corpo libere mais adrenalina e noradrenalina, substâncias que aumentam a frequência cardíaca, geram taquicardia, alteram a pressão arterial, dificultam a respiração, aumentam o suor, causam tremores e vômitos.

Outros sintomas comuns nas crises são as dores abdominais e dores de cabeça , tonturas e sensação de quase desmaio. Uma grande diferença entre as crises ansiosas e o ataque cardíaco é o tempo em que os sintomas alcançam seu ponto máximo. As crises ansiosas normalmente atingem seu auge entre 10 e 20 minutos.

0
Adblock
detector