Quando Tomar Remedio Pra Diabetes?

Quando Tomar Remedio Pra Diabetes
Sulfonilureias – As sulfonilureias são outro grupo de hipoglicemiantes orais com várias décadas no mercado. Sua ação hipoglicemiante se dá através do aumento da produção de insulina pelo pâncreas, motivo pelo qual os seus efeitos colaterais possíveis são a hipoglicemia e o ganho de peso (insulina indiretamente estimula a produção de gordura no corpo).

  • Primeira geração : Acetoexamida, Clorpropamida, Tolbutamida e Tolazamida.
  • Segunda geração : Glipizida, Gliclazida, Glibenclamida (Gliburida) e Gliquidona.
  • Terceira geração : Glimepirida.

A Clorpropamida (Diabinese) é a única sulfonilureia de primeira geração ainda em uso hoje, mesmo assim, é atualmente pouco prescrita. As posologias das sulfonilureias mais utilizadas atualmente são:

  • Glipizida : 2,5 mg tomados 30 minutos antes do café da manhã. Se o controle glicêmico adequado não for obtido, pode-se aumentar a dose em incrementos de 2,5 a 5 mg a cada 1 a 2 semanas. Se uma dose única diária não fornecer controle glicêmico adequado, pode-se dividir a dose diária em 2 doses, administradas 30 minutos antes do café da manhã e 30 minutos antes da refeição da noite, pode melhorar a eficácia. A dose efetiva máxima é de 20 mg/dia.
  • Glimepirida : 1 a 2 mg com café da manhã. Para pacientes com risco aumentado de hipoglicemia (idosos e/ou doença renal crônica), a dose inicial deve ser de 1 mg por dia. Se o controle glicêmico adequado não for obtido, pode-se aumentar a dose em incrementos de 1 a 2 mg, a cada 1 a 2 semanas. Dose máxima diária: 8 mg/dia (administrados em um ou duas doses diárias).
  • Gliclazida : 40 a 80 mg por dia (40 mg para pacientes idosos e aqueles com doença renal crônica) ou gliclazida MR 30 mg por dia (um comprimido de gliclazida 80 mg é comparável com gliclazida MR 30 mg por dia, uma formulação de ação mais longa). Se o controle glicêmico adequado não for obtido a dose pode ser ajustada com incrementos de 40 mg até dose máxima diária de 320 mg/dia em 2 doses divididas (120 mg/dia na gliclazida MR).
  • Glibenclamida : 2,5 a 5 mg por dia, administrados com o café da manhã ou a primeira refeição principal do dia. Em pacientes mais sensíveis aos hipoglicemiantes, a dose inicial deve ser 1,25 mg/dia. Se o controle glicêmico adequado não for obtido a dose pode ser ajustada com incrementos de 2,5 mg a cada semana, até um máximo de 20 mg/dia.

As sulfonilureias são adequadas para pessoas com diabetes tipo 2 com níveis de glicose no sangue superiores aos níveis recomendados ( hemoglobina glicada (HbA1c) acima de 6,5%), que já estão medicados com metformina ou que que não podem tomar metformina.

  • As sulfonilureias não são recomendadas para pessoas com sobrepeso ou obesas, pois seu modo de ação (aumento na produção e secreção de insulina) significa que o ganho de peso pode ser um efeito colateral relativamente comum.
  • Seu efeito sobre os níveis de insulina também significa que os usuários apresentam risco aumentado de hipoglicemia (baixo nível de açúcar no sangue), embora esse risco seja reduzido com as sulfonilureias mais recentes, como a glimepirida.

Além disso, alguns usuários podem sofrer uma reação alérgica durante as primeiras seis a oito semanas de tratamento, resultando em erupções cutâneas com ou sem coceira. Se isso acontecer, pode ser necessário mudar para outro medicamento antidiabetes.
Ver resposta completa

Quando se deve tomar remédio para diabetes?

Neste Artigo: – Descubra seus Remédios para Diabetes – Preciso Tomar Remédios para Diabetes? – Por que eu Preciso de Remédios para Diabetes Tipo 1? – Por que eu Preciso de Remédios para Diabetes Tipo 2? – Quais são os Tipos de Pílulas para Diabetes? – O que eu Devo saber sobre Insulina? – Posso Tomar mais que um Remédio para Diabetes ao mesmo Tempo? – O que eu Devo Saber Sobre Baixo Nível de Açúcar no Sangue? Para mais informações, ver: Aparelhos para se tomar insulina.

Instruções: Este folheto é feito para ser usado com formulários que você pode personalizar para atingir suas necessidades individuais. Para usar os formulários, imprima-os. Descubra seus Remédios para Diabetes * Sulfoniluréias Amaryl DiaBeta Diabinese Dymelor Glucotrol Glucotrol XL Glynase PresTab Micronase Orinase Tolinase Biguanidas Glucophage Ainibidores de alfa-glicosidase Glyset Precose Tiazolidinedionas Tiazolidinedionas Actos Avandia Meglitinidas Prandin Insulinas Lispro (Humalog) Regular Premixed Ultralente NPH ou Lente * A informação sobre diabetes, neste folheto, tem data de março de 2000.

No futuro, as informações sobre estes remédios para diabetes podem se modificar e novos remédios serão aprovados. Estaremos atualizando este documento, à medida que as mudanças forem feitas. Preciso Tomar Remédios para Diabetes? E se eu tiver diabetes tipo 1? O tipo 1 é o tipo de diabetes que as pessoas contraem com mais freqüência antes dos 30 anos de idade.

Todas as pessoas com diabetes tipo 1 precisam tomar insulina porque seu organismo não fabrica o suficiente. A insulina ajuda a transformar o açúcar dos alimentos em energia para o organismo poder funcionar. E se eu tiver o diabetes tipo 2? A alimentação saudável pode ajudar a baixar seu nível de açúcar no sangue.

O tipo 2 é o tipo de diabetes que a maior parte das pessoas contrai na idade adulta, após os 40 anos. Mas você pode ter também este tipo de diabetes com menos idade. Alimentação saudável, exercício e perda e peso podem ajudá-lo a baixar seu açúcar sangüíneo (também chamado de glicose sangüínea), quando descobrir que você tem o diabetes tipo 2.

Se esses tratamentos não funcionarem, você pode necessitar de um ou mais tipos de medicamentos para baixar seu açúcar sangüíneo. Depois de poucos anos, você pode precisar tomar injeções de insulina porque seu organismo não está fabricando insulina suficiente. Você, o seu médico e seu orientador sobre diabetes devem sempre encontrar o melhor esquema de diabetes para o seu caso.

Por que eu Preciso de Remédios para Diabetes Tipo 1? É no pâncreas que seu corpo fabrica insulina. A maioria das pessoas fabrica insulina no pâncreas. Se você tem o diabetes tipo 1, seu corpo não fabrica insulina. A insulina ajuda o açúcar dos alimentos que você ingere a alcançar em todas as partes de seu corpo e ser usado para energia.

  • Uma vez que seu corpo não fabrica mais insulina, você precisa tomar a insulina em injeções.
  • Tome sua insulina da maneira que seu médico lhe indicar.
  • A seção O que eu preciso saber sobre insulina? oferece mais informações.
  • Por que eu Preciso de Remédios para Diabetes Tipo 2? Se você tem diabetes tipo 2, seu pâncreas em geral fabrica bastante insulina.

Entretanto, seu corpo não pode usar corretamente a insulina que você fabrica. Você pode ter este tipo de diabetes se membros de sua família têm ou tiveram diabetes. Você pode também contrair o diabetes tipo 2 se estiver com muito peso ou não fizer exercício suficiente.

  1. Depois de você ter tido diabetes tipo 2 por alguns anos, seu corpo pode parar de fabricar insulina suficiente.
  2. Assim, você irá precisar tomar pílulas de diabetes ou insulina.
  3. Você precisa saber que: Os remédios de diabetes que baixam o açúcar no sangue nunca tomam o lugar dos alimentos saudáveis e dos exercícios.

– Se seu açúcar sangüíneo estiver muito baixo, mais que alguns períodos, em alguns dias, chame seu médico. -Tome suas pílulas de diabetes ou insulina mesmo se estiver doente. Se não puder comer muito, chame seu médico. Quais são os Tipos de Pílulas para Diabetes? Muitos tipos dessas pílulas podem ajudar as pessoas com diabetes tipo 2 a baixar seu açúcar sangüíneo.

Cada tipo de pílula ajuda a baixar o nível de açúcar no sangue de uma maneira diferente. A pílula de diabetes (ou pílulas) que você toma pertence a um desses grupos. Você pode conhecer sua pílula (ou pílulas) por um nome diferente. – Sulfoniluréias. Estimulam seu pâncreas a fabricar mais insulina. – Biguanidas,

Diminuem a quantidade de açúcar feita pelo seu fígado. – Inibidores de alfa-glicosidase, Diminuem a absorção dos amidos que você ingere. – Tiazolidinadionas, Tornam você mais sensível a insulina. – Meglitinidas, Estimulam seu pâncreas a fabricar mais insulina.

  1. Seu médico pode prescrever uma pílula.
  2. Se as pílulas não baixarem seu açúcar sangüíneo, seu médico pode: – Pedir que você tome mais da mesma pílula; ou -Adicionar uma nova pílula ou insulina; ou – Pedir que você mude para outra pílula ou insulina.
  3. Preencha um formulário de planejamento de remédios Sulfoniluréias Essas pílulas agem de duas maneiras: – Ajudam seu pâncreas a fabricar mais insulina, que baixa então seu açúcar sangüíneo.

– Ajudam seu corpo a usar a insulina que ele produz para baixar melhor o açúcar sangüíneo. Outros nomes para este remédio Nome Genérico acetohexamide chlorpropamide glimepiride glipizide glyburide tolazamide tolbutamide Nome de Marca Dymelor Diabinese Amaryl Glucotrol, Glucotrol XL DiaBeta, Glynase PresTab, Micronase Tolinase Orinase Para que estas pílulas funcionem, seu pâncreas tem que produzir alguma insulina.

  1. As sulfoniluréias podem também baixar seu açúcar sangüíneo, que é chamado hipoglicemia,
  2. A seção O que eu devo saber sobre como baixar o açúcar no sangue dá mais informações sobre o assunto.
  3. Com que freqüência eu devo tomar sulfoniluréias? Algumas sulfoniluréias funcionam o dia todo, de forma que você pode tomar apenas uma vez por dia, outras, você deverá tomar duas vezes ao dia.
You might be interested:  Melão Faz Mal Para Diabetes?

Seu médico lhe dirá quantas vezes por dia você deve tomar sua(s) pílula(s). Pergunte, se tiver dúvidas. Quando devo tomar sulfoniluréias? O tempo que você toma suas pílulas depende de que pílula está tomando e o que seu médico lhe diz. Se você toma pílula uma vez por dia, provavelmente irá tomá-la logo antes da primeira refeição do dia (café da manhã).

  1. Se toma o remédio duas vezes por dia, você talvez vá tomar a primeira pílula antes de sua primeira refeição e a segunda antes da última refeição do dia (ceia).
  2. Tome o remédio nas mesmas horas, a cada dia.
  3. Pergunte ao seu médico quando deve tomar seus comprimidos.
  4. Quais são os possíveis efeitos colaterais das sulfoniluréias? – Uma reação de baixa de açúcar no sangue (hipoglicemia).

– Uma perturbação estomacal. – Pele irritada ou coçando. – Ganho de peso. Conte ao seu médico sobre os efeitos colaterais que estiver sentindo. Quais são os efeitos colaterais? – Efeitos colaterais são mudanças que podem acontecer em seu corpo quando você toma um remédio.

  • Quando seu médico lhe prescreve um remédio novo, pergunte quais podem ser seus efeitos colaterais.
  • Alguns efeitos colaterais acontecem exatamente quando você começa a tomar o remédio.
  • Depois eles passam.
  • Alguns efeitos colaterais acontecem só de vez em quando.
  • Você pode acostumar com eles ou aprender como os controlar.

– Alguns efeitos colaterais podem fazer com que você pare de tomar o remédio. Seu médico pode tentar outra fórmula que não cause efeitos colaterais. Biguanidas Biguanidas são outro tipo de remédio para diabetes. O Metformina é uma biguanida que ajuda a baixar o açúcar sangüíneo, garantindo que seu fígado não fabrique açúcar em demasia.

  • O Metformina também baixa a quantidade de insulina em seu organismo.
  • Outros nomes para este remédio Nome Genérico metformina Nome de Marca Glucophage Você pode perder alguns quilos quando começar a tomar metformina.
  • Essa perda de peso pode ajudá-lo a controlar sua glicose sangüínea.
  • O Metformina pode também melhorar os níveis de gordura sangüínea e de colesterol, que em geral, não estão normais se você tiver diabetes tipo 2.

Uma coisa boa sobre o metformina é que ele não faz com que o açúcar no sangue fique muito baixo (hipoglicemia), quando você tomar apenas o remédio para diabetes. Com que freqüência devo tomar metformina? Duas ou três vezes por dia. Quando devo tomar metformina? Nas refeições.

  • Seu médico deve dizer em que refeições você deve tomar.
  • Quais são os possíveis efeitos colaterais? – Metformina pode deixá-lo doente se você tomar mais que 2 a 4 drinques alcoólicos por semana.
  • Caso beba mais que isso, avise o médico.
  • Você provavelmente não deverá tomar metformina.
  • Caso você tenha algum problema de rins, tomar metformina pode piorar.

Antes de começar esse remédio certifique-se de que o seu médico sabe se seus rins funcionam bem. – Se você estiver vomitando, se tem diabetes e se não pode tomar muitos fluidos, então precisa parar de tomar metformina por alguns dias. – De vez em quando, pessoas que tomam metformina podem se tornar fracas, cansadas ou com tontura e ter problemas de respiração.

Se alguma vez tiver esses problemas, chame seu médico ou consiga ajuda médica imediatamente. – Você pode vir a ter náuseas, diarréia ou outro problema estomacal quando tomar metformina pela primeira vez. Esses sintomas normalmente desaparecem. – Você pode observar um gosto metálico em sua boca. O que saber sobre realizar cirurgia ou exame médico com contraste – Se você for passar por uma cirurgia, informe ao médico que está tomando metformina.

Ele deve lhe pedir para parar de tomar metformina no dia da cirurgia. Então, não deverá tomar metformina outra vez até que você esteja se alimentando e seus rins estejam funcionando normalmente. – Se você for fazer algum exame médico com contraste, diga ao médico que está tomando metformina.

Você deve ser orientado a parar de tomar metformin no dia do exame e não tomar este remédio outra vez dentro das próximas 48 horas. Inibidores de alfa-glicosidase Existem hoje dois inibidores de alfa-glicosidase, acarbose e miglitol. Esta ação provoca um aumento mais lento e menor de açúcar no sangue ao longo do dia, mas principalmente logo após as refeições.

Nem o acarbose nem o miglitol fazem com que o açúcar sangüíneo fique muito baixo (hipoglicemia) quando o medicamento de diabetes é o único que você toma. Outros nomes para este remédio Nome Genérico acarbose miglitol Nome de Marca Precose Glyset Com que frequência devo tomar acarbose ou miglitol? Três vezes ao dia, em cada refeição.

  • Seu médico pode lhe pedir para tomar o remédio com menos frequência, no começo.
  • Quando devo tomar acarbose or miglitol? No início de uma refeição.
  • Quais são os possíveis efeitos colaterais? Tomar este remédio pode causar problemas de estômago (gases, flatulência e diarréia), sintomas que em geral desaparecem depois que você tomar o remédio por um certo tempo.

Tiazolidinediones Thiazolidinediones ajudam a tornar suas células mais sensíveis à insulina. A insulina pode então transferir a glicose de seu sangue para dar energia às suas células. Outros nomes deste remédio Nome Genérico pioglitazone rosiglitazone Nome de Marca Actos Avandia Nota: Troglitazone (Rezulin) foi lançado no mercado em março de 2000.

  • Com que freqüência devo tomar pioglitazone ou rosiglitazone? – Pioglitazone: Em geral, tomado uma vez por dia.
  • Rosiglitazone: Uma ou duas vezes por dia.
  • Quando devo tomar pioglitazone ou rosiglitazone? – Pioglitazone: Sempre na mesma hora de cada dia, com ou sem refeição.
  • Rosiglitazone: Mais ou menos na mesma hora do dia, geralmente pela manhã, com ou sem a refeição.

Ou pela manhã e à tarde, com ou sem refeição. Quais são os possíveis efeitos do pioglitazone ou rosiglitazone? – Se você toma pioglitazone ou rosiglitazone, é importante para o profissional de saúde que o assiste verificar regularmente seus níveis de enzima no fígado.

  1. Chame seu médico imediatamente se tiver alguns sinais de doença no fígado como: náusea, vômitos, dor de estômago, falta de apetite, cansaço, cor amarelada na pele ou no branco dos olhos, ou urina de cor escura.
  2. Algumas pessoas que tomaram troglitazone, um outro thiazolidinedione, tiveram sérios problemas de fígado.

O troglitazone não mais se encontra disponível no mercado). – Os medicamentos deste grupo não fazem cair muito baixo o açúcar no sangue. Mas se você toma outros remédios de diabetes junto com os remédios deste grupo, seu açúcar sangüíneo pode cair bastante.

  1. Ver O que eu devo saber sobre baixo (nível de) açúcar no sangue? ) – Se você toma anticoncepcional, os medicamentos deste grupo podem tornar os anticoncepcionais menos eficazes quanto à prevenção de gravidez.
  2. Significa que estes medicamentos podem aumentar suas chances de ficar grávida.
  3. Você pode ganhar peso enquanto estiver tomando estes remédios.

– Você pode estar com risco de ter anemia, o que o faz sentir-se cansado. A anemia faz com que seu sangue transporte menos oxigênio que o normal. – Você pode sofrer inchaço, também chamado edema, nas pernas ou na região do tornozelo. Outros remédios de diabetes são usados com os tiazolidinediones? Sim, o profissional que o assiste pode lhe pedir que tome outros medicamentos para diabetes em conjunto com um tiazolidinedione.

Ou você pode tomar um tiazolidinedione como seu único remédio para diabetes. Essas combinações funcionam bem para controlar o açúcar no sangue: – Pioglitazone com uma sulfonilurea, metformina, ou insulina. – Rosiglitazone com metformina. Você precisa saber – Não modifique e não pare de tomar o remédio para diabetes sem antes falar com seu médico.

– Seu médico pode lhe pedir para mudar de pílulas para injeções de insulina se seu pâncreas parar de fabricar insulina suficiente. Meglitinides Meglitinides são um novo tipo de medicamento para diabetes. Repaglinide é o nome de um meglitinide. Este remédio ajuda seu pâncreas a fazer mais insulina logo após as refeições, o que diminui o açúcar no sangue.

Seu médico pode prescrever repaglinide apenas, ou combinado com metformina (outro remédio de diabetes), caso um medicamento isolado não controle os níveis de açúcar no sangue. Outros nomes para este remédio Nome Genérico repaglinide Nome de Marca Prandin Uma boa coisa sobre o repaglinide é que ele funciona depressa e seu corpo também o utiliza rapidamente.

Essa ação rápida significa que você pode variar os horários de alimentação e o número de refeições mais facilmente, usando repaglinide, do que usando outros medicamentos para diabetes. Com que freqüência devo tomar repaglinide? Seu médico lhe dirá para tomar repaglinide antes das refeições.

  1. Se pular uma refeição, então não deve tomar a dose de repaglinide.
  2. Quando eu devo tomar repaglinide? Desde 30 minutos antes até o momento (antes) da refeição.
  3. O repaglinide baixa o açúcar no sangue em geral 1 hora depois de ingerido e já está fora da corrente sangüínea dentro de 3 a 4 horas.
  4. Quais são os possíveis efeitos do repaglinide? – Uma baixa resposta de glicose no sangue (hipoglicemia).

– Ganho de peso. O que eu Devo saber sobre Insulina? Se o seu pâncreas não fabrica insulina suficiente, você precisa então tomar injeções de insulina. Você pode injetar insulina logo abaixo da pela com uma agulha pequena e curta. A insulina pode ser tomada na forma de comprimido? A insulina é uma proteína.

You might be interested:  Cachorro Com Diabetes O Que Pode Comer?

Se você tomar insulina como uma pílula, seu organismo irá quebrá-la e digeri-la antes que ela chegue no sangue para baixar o nível de açúcar. Como a insulina funciona? A insulina diminui o nível de açúcar sangüíneo, mudando o açúcar do sangue nas células de seu corpo. Uma vez dentro das células, o açúcar produz energia.

A insulina baixa o nível de açúcar se você comer ou não. Você deve comer na hora, caso tome insulina. Com que freqüência devo tomar insulina? A maior parte das pessoas com diabetes necessita de pelo menos duas injeções de insulina por dia para um bom controle sangüíneo.

Algumas pessoas tomam três ou quatro injeções por dia para terem um esquema de controle do diabetes mais flexível. Quando devo tomar insulina? Você deve tomar insulina 30 minutos antes de uma refeição, caso tome insulina regular somente, ou combinada com uma insulina de ação mais prolongada. Se você toma insulina lispro (Humalog), uma insulina que atua muito rapidamente, você deve tomar a injeção exatamente quando vai começar a comer.

Existem vários tipos de insulina? Sim. Existem cinco tipos principais de insulina. Cada uma delas atua em velocidade diferente. Muitas pessoas tomam dois tipos de insulina. Os cinco tipos de insulina são: Ação rápida de insulina lispro (Humalog) Começa a atuar em 5 a 15 minutos.

  1. Baixa o açúcar no sangue, na maioria das vezes, em 45 a 90 minutos.
  2. Cessa sua atuação em 3 a 4 horas.
  3. Ação curta, insulina Regular (R) Começa a atuar em 30 minutos.
  4. Baixa o açúcar no sangue, na maioria das vezes, em 2 a 5 horas.
  5. Cessa sua atuação em 5 a 8 horas.
  6. Ação intermediária, insulina NPH (N) ou Lenta (L) Começa a atuar em 1 a 3 horas.

Baixa o açúcar no sangue, na maioria das vezes, em 6 a 12 horas. Cessa sua atuação em 16 a 24 horas. Ação a longo prazo, insulina Ultralenta (U) Começa a atuar em 4 a 6 horas. Baixa o açúcar no sangue, na maioria das vezes, em 8 a 20 horas. Cessa sua atuação em 24 a 28 horas.

  1. Mistura de insulina NPH e Regular Dois tipos de insulina misturadas no mesmo frasco.
  2. Começa a atuar em 30 minutos.
  3. Baixa o açúcar no sangue, na maioria das vezes, em 7 a 12 horas.
  4. Cessa sua atuação em 16 a 24 horas.
  5. A insulina funciona da mesma forma o tempo todo? Após um curto período, você poderá saber quando sua insulina começa a atuar, quando ela trabalha com força total para diminuir o açúcar e quando ela termina de atuar.

Você irá aprender a combinar suas horas de refeição e suas horas de exercício com o tempo em que cada dose de insulina tomada atue em seu organismo. O tempo – rápido ou lento – em que a insulina atua em seu organismo depende de: – Sua própria resposta.

O lugar do corpo onde você injeta a insulina. – O tipo e a quantidade de exercício que você faz e o tempo entre a injeção e o exercício. Onde, no corpo, devo injetar insulina? Você pode injetar insulina em várias partes de seu corpo. A insulina injetada próximo ao estômago é a que atua mais rápido. A insulina injetada na coxa é a que atua mais lentamente.

A insulina injetada no braço atua em velocidade média. Peça ao seu médico ou instrutor de diabetes para mostrar a maneira correta de tomar insulina e em que partes do corpo ela pode ser injetada. Estas são as regiões indicadas para você tomar injeções de insulina.

(NT: Na figura 1, Velocidade média, Velocidade alta, Velocidade baixa). Quando devo estocar insulina? Mantenha os frascos de insulina que estiver usando à temperatura ambiente. – Se você usa um frasco inteiro de insulina em 30 dias, mantenha-o à temperatura ambiente. No rótulo, escreva a data que será 30 dias após.

É quando você deve jogar fora o frasco com o que tiver restado de insulina nele. – Se você não usa um frasco inteiro de insulina em 30 dias, armazene-o na geladeira o tempo todo. – Caso a insulina fique demasiado quente ou fria, ela sofre uma quebra e não funciona.

Assim, não conserve a insulina em locais muito frios como freezer, ou em lugares muito quentes como uma janela ou porta luvas do carro em tempo de calor. – Mantenha em sua casa pelo menos um frasco extra de cada tipo de insulina que costuma usar. Armazene o excedente de insulina no refrigerador. Quais são os possíveis efeitos colaterais da insulina? – Um baixo nível de açúcar no sangue (hipoglicemia).

– Ganho de peso. Posso Tomar mais que um Remédio para Diabetes ao mesmo Tempo? Sim. Seu médico pode lhe pedir para tomar mais que um remédio no mesmo período. Alguns desses remédios que baixam o açúcar sangüíneo atuam bem em conjunto. Eis alguns exemplos: Dois comprimidos de diabetes Se um tipo de pílula, sozinho, não controla seu açúcar sangüíneo, então seu médico pode lhe pedir para tomar dois tipos de pílulas.

Cada um desses tipos tem sua própria forma de agir para baixar o açúcar no sangue. Estes são alguns dos comprimidos usados em conjunto: – Sulfonilurea e metformina. – Sulfonilurea e acarbose. – Metformina e acarbose. – Repaglinide e metformina. Pílulas de diabetes e insulina Seu médico pode lhe pedir para tomar insulina e uma destas pílulas: – Sulfoniluréia.

– Metformina. – Pioglitazone. O que eu Devo Saber Sobre Baixo Nível de Açúcar no Sangue? Sulfoniluréias, meglitinidas e insulina são os tipos de remédios de diabetes que podem fazer com que o açúcar no sangue caia bastante. O baixo açúcar no sangue pode acontecer por muitas razões: – Retardar ou pular uma refeição.

  1. Comer muito pouco em uma refeição.
  2. Fazer mais exercícios que o normal.
  3. Tomar muitos medicamentos para diabetes – Beber álcool.
  4. Você sabe que seu açúcar sangüíneo pode estar baixo quando tem um ou mais dos seguintes sintomas: – Você pode se sentir zonzo ou tremendo quando seu açúcar no sangue está muito baixo.

– Tontura ou cabeça leve. – Com fome. – Nervoso e tremendo. – Sonolento ou confuso. – Transpirando. Se achar que seu açúcar no sangue está baixo, teste-o para ter certeza. Se seu nível de açúcar está em ou abaixo de 70 mg/dL, beba (ou coma) um dos seguintes itens para ter 15 g de carboidrato: – 1/2 xícara (113g) de qualquer suco de frutas.

– 1 xícara (226g) de leite. – 1 ou 2 colheres de chá de açúcar ou mel. – 1/2 xícara (113g) de soda normal. – 5 ou 6 pedaços de doce rijo. – Gel de glicose ou tabletes (tome a quantia descrita na embalagem para adicionar 15g de carboidrato). Teste seu açúcar sangüíneo outra vez, 15 minutos depois. Se ainda estiver abaixo de 70 mg/dL, coma então outras 15 g de carboidrato.

Teste então seu açúcar no sangue novamente, em 15 minutos. Se você não puder fazer o teste logo após perceber os sintomas de baixo teor de açúcar sangüíneo, coma um dos itens listados acima. Caso o resultado não seja baixo, mas você saiba que não irá fazer a próxima refeição antes de pelo menos uma hora, tome então um lanche com amido e proteína.

  • Eis alguns exemplos: – Biscoitos e creme de amendoim ou queijo.
  • Meio sanduíche de presunto ou de peru.
  • Uma xícara de leite e biscoito (tipo água e sal) ou cereal.
  • Preencha um formulário de planejamento do remédio Como eu sei se meus remédios para diabetes estão funcionando? Aprenda a testar seu açúcar sangüíneo.

Pergunte ao médico ou orientador para diabetes sobre os melhores aparelhos de teste para você e com que freqüência fazer os testes. Depois de testar seu açúcar sangüíneo, anote os resultados. Pergunte então ao seu médico ou profissional que o orienta se os remédios para diabetes estão funcionando.

  • Uma boa leitura de açúcar no sangue antes das refeições está entre 70 e 140 mg/dL.
  • Pergunte ao seu médico ou qualquer outro profissional (instrutor) sobre quão baixo ou quão elevado seu açúcar no sangue deve chegar antes de tomar alguma atitude.
  • Para muitas pessoas, o açúcar no sangue é muito baixo quando está com menos de 70 mg/dL e muito elevado acima de 240 mg/dL.

Outro dado a saber é o resultado do exame de sangue que seu médico chamou de hemoglobina A-1-c ou hemoglobina glicolisada. Ela mostra seu controle de açúcar no sangue durante os últimos 2 a 3 meses. Para a maioria das pessoas, uma boa hemoglobina A-1-c é 7%.

  • Para mais informações Instrutores de Diabetes (enfermeiras, nutricionistas, farmacêuticos e outros profissionais de saúde).
  • Para encontrar um instrutor de diabetes próximo de você, chame o American Association of Diabetes Educators (Associação Americana de Educadores de Diabetes (a ligação é grátis) no 1-800-832-6874.

Programas Reconhecidos de Educação quanto ao Diabetes (programas de ensinamento aprovados pela American Diabetes Association) – Para encontrar um programa próximo de sua casa, chame 1-800-DIABETES (1-800-342-2383) ou veja pela Internet em http://www.diabetes.org/ e clique em “Diabetes Info.” Nutricionista – Para encontrar um nutricionista próximo de você, chame The American Dietetic Association’s National Center for Nutrition and Dietetics, no 1-800-366-1655, ou veja pela Internet em http://www.eatright.org/ e clique em “Find a Dietitian.” Agradecimentos The National Diabetes Information O Centro de Informações agradece às pessoas que ajudaram a revisar o conteúdo deste livreto.

  1. American Association of Diabetes Educators – Chicago, IL Shelly Amos, L.R.D.
  2. Nez Percé Nutrition – Lapwai, ID Noreen Cohen, M.S., R.D., L.D.
  3. Humana Health Care Plans – San Antonio, TX Paula Dubcak, R.N., C.D.E.
  4. Humana Health Care Plans – San Antonio, TX Lois Exelbert, R.N., M.S., C.D.E., A.C.C.E.
You might be interested:  Que Organo Se Ve Afectado Por La Diabetes?

Joslin Center for Diabetes Baptist Hospital of Miami Miami, FL Ruth Farkas-Hirsch, R.N., M.S., C.D.E. (on behalf of American Diabetes Association) University of Washington, Diabetes Care Center Seattle, WA Lawana Geren, R.N., C.D.E. Humana Health Care Plans San Antonio, TX Gwen Hosey, M.S., A.N.P., C.D.E.

  • IHS Portland Area Diabetes Program at Washington Bellingham, WA Joslin Center for Diabetes Community Medical Center Toms River, NJ Melinda Maryniuk, M.Ed., R.D., C.D.E.
  • Joslin Diabetes Center Boston, MA Pat Mathis, M.S., R.N., C.D.E.
  • Marianne Sack, R.N., C.D.E.
  • So Others Might Eat Washington, DC Kathy O’Keeffe, M.S., R.D., L.D., C.D.E.

Carolina Diabetes and Kidney Center Sumter, SC Carolyn Ross, R.D., M.S., C.D.E. PHS Indian Hospital Cass Lake, MN Lisa Spence, M.S. Purdue University West Lafayette, IN Judy Tomassene, M.P.H., M.S., R.D. Seattle Indian Health Board Seattle, WA Madelyn L.

  • Wheeler, M.S., R.D., F.A.D.A., C.D.E.
  • Indiana University School of Medicine, Diabetes Research and Training Center Indianapolis, IN Centro Nacional de Informação Sobre Diabetes O National Diabetes Information Clearinghouse (NDIC) (Centro Nacional de Informação Sobre Diabetes) é um serviço do National Institute of Diabetes and Digestive and Kidney Diseases (Instituto Nacional de Diabetes e Doenças Digestivas e dos Rins (NIDDK).

O NIDDK é parte do National Institutes of Health under the U.S. Department of Health and Human Services (Institutos Nacionais de Saúde, sob o Departamento Norte-Americano de Saúde e Serviços Humanos). Estabelecido em 1978, o centro fornece informações sobre diabetes para pessoas diabéticas e seus familiares, profissionais de saúde e público em geral.

  1. O NDIC responde às questões; desenvolve, revisa e distribui publicações; e trabalha estreitamente ligado com organizações de pacientes e profissionais e com agências governamentais para coordenar as fontes sobre diabetes.
  2. As publicações feitas pelo centro de informações são revisadas cuidadosamente para efeito de precisão, conteúdo e legibilidade científica.

Este texto eletrônico não incorre na questão de direitos autorais. O centro de informações encoraja os usuários desta publicação virtual a fazer e distribuir quantas cópias quiserem. Publicação NIH Nº.00-4222 e-texto postado em: maio de 2000
Ver resposta completa

Quando é necessário tomar metformina?

Uso Correto da Medicação para Diabetes | Diabetes e Você + Monica Lenzi

Metformina: para que serve, como tomar e efeitos colaterais A metformina é um antidiabético oral indicado principalmente para o tratamento da diabetes tipo 2, que age reduzindo os níveis de açúcar no sangue, para níveis mais próximos do normal. A metformina pode ser utilizada sozinha ou em associação com outros antidiabéticos orais. Quando Tomar Remedio Pra Diabetes
Ver resposta completa

Quando é que a pessoa está Pré-diabético?

Basicamente, a pré – diabetes acontece quando a glicose não é metabolizada, nem aproveitada o suficiente, de modo a acumular no sangue. O estado de normalidade da glicemia em jejum é de 70 mg/dl a 100 mg/ld. Uma pessoa é classificada como pré – diabética ao medir a sua glicemia em jejum e atingir entre 100 e 125 mg/dl.
Ver resposta completa

Qual o chá que é bom para baixar o açúcar?

Os chás de canela, carqueja e pata-de-vaca são bons remédios naturais para baixar a glicose no sangue porque possuem propriedades hipoglicemiantes que melhoram o controle da diabetes. Mas além destas opções, existem outras que também ajudam a controlar a glicose como sálvia, melão de-são-caetano, quebra-pedra e insulina vegetal.

Todas estas plantas medicinais ajudam a baixar o açúcar no sangue, mas não substituem os medicamentos para diabetes, nem as regras alimentares que ajudam a controlar a glicose no sangue. Por isso é importante fazer refeições leves, ricas em fibras, como frutas, legumes ou cereais integrais, a cada 3 ou 4 horas, para manter os níveis de açúcar no sangue mais constantes, evitando assim grandes variações na glicemia, o que ajuda também a controlar a fome, o peso e a diabetes.

Confira outras dicas essenciais para controlar a diabetes, Quando Tomar Remedio Pra Diabetes
Ver resposta completa

Como me livrar da pré-diabetes?

Como tratar a pré-diabetes e evitar a diabetes – Para tratar a pré-diabetes e evitar a progressão da doença deve-se controlar a alimentação, diminuindo a ingestão de gorduras, do açúcar e do sal, e aumentando o consumo de alimentos ricos em fibras e proteínas como arroz integral, vegetais de folha escura e feijão, por exemplo, pois ajudam a combater o excesso de açúcar no sangue.

Confira outros alimentos que ajudam a evitar a diabetes. Além da alimentação, é importante praticar atividade física de forma regular, pois assim o açúcar que encontra-se em excesso no sangue pode ser utilizado para fornecer energia para a realização do exercício, ajudando na prevenção da diabetes. É importante também que os níveis de glicose no sangue sejam medidos regularmente, pois assim é possível verificar se os níveis de açúcar no sangue estão dentro do esperado e se a pré-diabetes está controlada, além de ser também possível avaliar o risco de desenvolvimento de diabetes e a necessidade de iniciar o tratamento com medicamentos.

Veja como medir a glicemia em casa. Confira no vídeo a seguir algumas opções de exercícios que podem ser realizados na pré-diabetes para evitar a diabetes:
Ver resposta completa

Quanto tempo demora para baixar o diabetes?

Consigo diminuir em um mês mudando alimentação e fazendo exercícios? Olá! Sim, de forma geral, é possível diminuir sua glicemia em jejum com mudanças no estilo de vida (alimentação e exercícios) em períodos tão curtos quanto um mês.
Ver resposta completa

Como reverter o quadro de Pré-diabético?

Tratamentos para pré-diabetes envolvem adequação alimentar e práticas de exercícios – Para diminuir as taxas de açúcar no sangue, a dieta para pré-diabetes deve ser baseada em uma, frutas, legumes, verduras e uma grande variedade de oleaginosas. “A melhor forma de reverter esse quadro é iniciar um planejamento alimentar individualizado para cada paciente, focando na quantidade dos alimentos – principalmente na quantidade de carboidrato ingerida – e nas guloseimas cheias de açúcar que podem estar sendo ingeridas.

  • Outro ponto que também acaba atrapalhando o tratamento é a ingestão de bebidas alcoólicas e o cigarro.
  • Precisamos melhorar a, excluir totalmente o açúcar refinado (presente em doces, refrigerantes, sucos industrializados), aumentar a ingestão de fibras, adequar a quantidade diária de frutas/legumes/verduras e ingerir frutas oleaginosas (como nozes, castanhas, amêndoas)”, explica Liliam Teixeira.

Ainda de acordo com a nutricionista, “o tratamento se inicia com uma adequação alimentar associada à prática de atividade física e melhora do sono. Em alguns casos pode ser necessário a introdução de medicamento (mas sempre prescrito por um endocrinologista)”.

É importante também prestar atenção nas embalagens dos alimentos e evitar consumir produtos que contenham carboidratos de rápida absorção. “Muitas vezes nós compramos um produto industrializado que pode vir com açúcar embutido. Portanto, comece a ler o rótulo, cheque a lista de ingredientes, e veja se ali tem nomes como maltodextrina, dextrose.

Esses são também. O ideal é procurar um nutricionista e associar a alimentação específica para o seu tratamento. Quanto antes iniciar, melhor para reverter esse quadro”, complementa a especialista. Vale ressaltar que atualmente, basta readaptar a alimentação diária para um cardápio equilibrado, saudável e associado à prática regular de exercícios! : Pré-diabetes tem como reverter? Aprenda a tratá-la da forma adequada
Ver resposta completa

Quem é Pré-diabético tem que tomar glifage?

Glifage XR, para o que é indicado e para o que serve? – Glifage ® XR é um medicamento antidiabético de uso oral, que associado a uma dieta apropriada, é utilizado para o tratamento do diabetes tipo 2 em adultos, isoladamente ou em combinação com outros antiadiabéticos orais, como por exemplo aqueles da classe das sulfonilureias.

  1. Pode ser utilizado também para o tratamento do diabetes tipo 1 em complementação à insulinoterapia.
  2. Glifage ® XR é indicado na prevenção de diabetes mellitus tipo 2 em pacientes com sobrepeso (Índice de Massa Corporal igual ou acima de 24 kg/m 2 ; igual ou acima de 22 kg/m 2 entre asiáticos) com pré-diabetes e pelo menos um fator de risco adicional (tais como pressão arterial alta, idade acima de 40 anos, quantidade anormal de lipídios (gordura) no sangue, histórico familiar de diabetes ou histórico de diabetes durante a gravidez), nos quais a modificação intensiva no estilo de vida (dieta rigorosa e exercícios físicos regulares) isoladamente não proporcionou controle glicêmico adequado.

Glifage ® XR também está indicado na Síndrome dos Ovários Policísticos, condição caracterizada por ciclos menstruais irregulares e frequentemente excesso de pelos e obesidade.
Ver resposta completa

O que acontece se não tomar remédio para diabetes?

Tire todas as dúvidas durante a consulta online – Se precisar de aconselhamento de um especialista, marque uma consulta online. Você terá todas as respostas sem sair de casa. Mostrar especialistas Como funciona? Quando Tomar Remedio Pra Diabetes NUNCA devemos para de tomar qualquer medicação prescrita sem que o médico responsável por seu tratamento esteja ciente e de acordo. No caso da insulina, podem haver efeitos gravíssimos. Começa com a descompensação do nível de glicose que circula no sangue, que começa a ficar cada vez mais alta, esta alta de glicose circulante vai causar efeitos como cegueira, incapacidade de cicatrização de feridas e necrose, comprometimento do funcionamento dos rins, comprometimento do funcionamento do sistema nervoso até o quadro de cetoacidose, coma e morte.
Ver resposta completa

0
Adblock
detector