O Que É Diabetes Mellitus E Como Ela Afeta Os Doentes?

O Que É Diabetes Mellitus E Como Ela Afeta Os Doentes
O diabetes mellitus é uma doença crônica do metabolismo, que se caracteriza pelo aumento dos níveis de glicose (açúcar) no sangue, uma condição chamada hiperglicemia, A glicose é uma fonte de energia, fundamental para o metabolismo das células do corpo.

Porém, para poder penetrar nas células, a glicose necessita de insulina, um hormônio produzido pelo pâncreas. No caso da diabetes, os níveis de insulina estão baixos ou insuficientes para ajudar no metabolismo do açúcar, ou ausentes, no caso da diabetes tipo 1. Existem dois tipos de diabetes mellitus: tipo 1 e tipo 2.

No diabetes mellitus tipo 1, o pâncreas não produz insulina ou, se produz, é insuficiente. Já no diabetes tipo 2, a produção de insulina pode ser baixa ou o próprio organismo da pessoa pode se tornar resistente à insulina. O Que É Diabetes Mellitus E Como Ela Afeta Os Doentes O diabetes mellitus é uma doença crônica que não tem cura, O tratamento deve ser mantido até o fim da vida e pode incluir o uso de insulina, medicamentos antidiabéticos, dieta adequada e prática regular de atividade física.
Ver resposta completa

O que é diabetes mellitus e o que causa?

O que é? – Diabetes Mellitus (DM) é uma síndrome metabólica de origem múltipla, decorrente da falta de insulina e/ou da incapacidade e/ou falta de insulina exercer adequadamente seus efeitos, caracterizando altas taxa de açúcar no sangue ( hiperglicemia) de forma permanente.
Ver resposta completa

Quais as principais complicações são encontradas em um indivíduo portador de diabetes mellitus?

A pessoa com diabetes mellitus pode apresentar várias complicações de longo prazo que afetam muitas áreas do corpo, sobretudo os vasos sanguíneos, os nervos, os olhos e os rins. Existem dois tipos de diabetes mellitus: Em ambos os tipos, a quantidade de açúcar (glicose) no sangue está elevada.

As pessoas com diabetes tipo 1 ou tipo 2 têm grande probabilidade de apresentar complicações, como resultado de nível elevado de glicose. No entanto, uma vez que o diabetes tipo 2 pode estar presente por algum tempo antes de ser diagnosticado, as complicações no diabetes tipo 2 podem ser mais graves ou estar mais avançadas quando são descobertas.

As pessoas com diabetes mellitus podem ter muitas complicações graves em longo prazo. Algumas dessas complicações começam meses depois do surgimento de diabetes; no entanto, a maioria tende a surgir após alguns anos. A maioria das complicações piora gradualmente.

  • Controlar rigorosamente o nível de glicose no sangue em pessoas com diabetes faz com elas fiquem menos propensas a ter essas complicações ou que elas venham a piorar.
  • A maioria das complicações do diabetes são o resultado de problemas com os vasos sanguíneos.
  • Os níveis glicêmicos que permanecem elevados durante um longo período fazem com que pequenos e grandes vasos sanguíneos estreitem.
You might be interested:  Remedio Para Diabetes Que Elimina Açucar Pela Urina?

O estreitamento reduz o fluxo de sangue para várias partes do corpo e leva a problemas. Há várias causas para o estreitamento dos vasos sanguíneos:

As substâncias complexas derivadas da glicose se acumulam nas paredes dos pequenos vasos sanguíneos e provocam o seu espessamento e sangramento.

Com o passar do tempo, o estreitamento dos vasos sanguíneos pode causar danos ao coração, cérebro, pernas, olhos, rins, nervos e pele, dando origem à angina Angina Angina é uma dor no peito temporária ou uma sensação de pressão que ocorre quando o músculo cardíaco não está recebendo oxigênio suficiente.

O indivíduo com angina costuma sentir desconforto. leia mais, insuficiência cardíaca Insuficiência cardíaca (IC) Insuficiência cardíaca é um distúrbio em que o coração não consegue suprir as necessidades do corpo, causando redução do fluxo sanguíneo, refluxo (congestão) de sangue nas veias e nos pulmões.

leia mais, acidentes vasculares cerebrais Considerações gerais sobre o acidente vascular cerebral Um acidente vascular cerebral ocorre quando uma artéria no cérebro fica bloqueada ou se rompe, resultando na morte de uma área do tecido cerebral devido à perda do suprimento sanguíneo (infarto.

leia mais, cãibras nas pernas ao caminhar (claudicação), visão prejudicada, doença renal crônica Doença renal crônica A doença renal crônica é uma diminuição lenta e progressiva (durante meses ou anos) da capacidade dos rins de filtrar os resíduos metabólicos do sangue. As causas principais são diabetes e pressão.

leia mais, danos aos nervos (neuropatia) e ulcerações da pele. As pessoas com diabetes frequentemente apresentam infecções bacterianas e fúngicas, geralmente na pele e boca. Quando os níveis de glicose no sangue são elevados, os glóbulos brancos não conseguem combater as infecções de maneira eficaz.

  • Toda a infecção que surge tende a ser mais grave e demorar mais tempo para sarar em pessoas com diabetes.
  • Às vezes, uma infecção é o primeiro sinal de diabetes.
  • As lesões nervosas podem se manifestar de várias formas.
  • Caso ocorra o mau funcionamento de um único nervo, pode haver o enfraquecimento repentino do braço ou da perna.
You might be interested:  Quem Tem Diabetes Pode Comer Frituras?

Caso ocorra lesão aos nervos das mãos, pernas e pés ( polineuropatia Polineuropatia A polineuropatia é a disfunção simultânea de vários nervos periféricos por todo o organismo. Infecções, toxinas, medicamentos, câncer, deficiências nutricionais, diabetes, doenças autoimunes.

  • Leia mais diabética), a sensação pode ficar alterada, com o surgimento de formigamento ou ardência e fraqueza nos braços e pernas.
  • As lesões nos nervos da pele tornam as lesões repetidas mais frequentes porque as pessoas tendem a não sentir mais as mudanças na pressão ou na temperatura.
  • O diabetes causa muitas mudanças no corpo.

As seguintes alterações nos pés são frequentes e difíceis de tratar:

As lesões no nervo (neuropatia) afetam a sensibilidade dos pés ao ponto de não se sentir dor. Irritação e outras formas de lesão podem passar desapercebidas. Uma lesão pode perfurar a pele antes de a pessoa sentir qualquer dor. As alterações na sensibilidade mudam a forma como o diabético suporta o peso em seus pés e os concentra em determinadas áreas para formarem calosidades. As calosidades (e pele seca) aumentam o risco de feridas na pele. O diabetes pode causar má circulação nos pés, formar úlceras mais provavelmente quando a pele estiver lesionada e formar úlceras mais difíceis de curar.

No momento do diagnóstico e, em seguida, pelo menos anualmente, as pessoas com diabetes tipo 2 são monitoradas quanto à presença de complicações do diabetes, como danos nos rins, olhos e nervos. O médico começa a realizar exames de triagem em pessoas com diabetes tipo 1 cinco anos após terem sido diagnosticadas. Normalmente, os exames preventivos incluem o seguinte:

Exame dos pés para testar a sensibilidade e verificar sinais de má circulação (úlceras, perda de cabelo) Exame dos olhos (realizado por um oftalmologista) Exames de sangue e urina da função renal Exames de sangue para medir os níveis de colesterol Às vezes, um eletrocardiograma

O agravamento das complicações pode ser evitado ou retardado por meio de rigoroso controle da glicose no sangue ou pela antecipação do tratamento com medicamentos. Os fatores de risco para problemas cardíacos, como aumento da pressão arterial e colesterol alto, são avaliados em toda a consulta médica e são tratados com medicamentos caso necessário.

Se a hipoglicemia for muito grave, é preciso fornecer glicose ao organismo rapidamente para evitar a ocorrência de danos permanentes e aliviar os sintomas. Na maioria das vezes, as pessoas podem ingerir açúcar. Praticamente qualquer forma de açúcar é suficiente, embora a glicose funcione mais rapidamente do que o açúcar de mesa (o açúcar de mesa geralmente é a sacarose).

Muitos diabéticos levam consigo comprimidos de glicose ou bolsas de gel de glicose. Outras opções são beber um copo de leite (que contém lactose, um tipo de açúcar), água glicosada ou suco de frutas, ou comer um pedaço de bolo, alguma fruta ou outro alimento doce.

You might be interested:  Uva É Bom Ou Ruim Para Quem Tem Diabetes?

Em situações mais graves, talvez seja necessário que profissionais de saúde de emergência injetem glicose na veia. Outro tratamento para hipoglicemia inclui a utilização de glucagon. O glucagon pode ser injetado no músculo ou inalado na forma de pó nasal, estimulando o fígado a liberar grandes quantidades de glicose no prazo de alguns minutos.

Pequenos kits portáteis contendo uma seringa ou uma caneta injetora automática contendo glucagon estão disponíveis para pessoas que frequentemente têm episódios de níveis baixos de glicose no sangue usarem em emergências quando elas não têm como consumir açúcar por via oral.

JDRF (anteriormente denominado Juvenile Diabetes Research Foundation): Informações gerais sobre o diabetes mellitus tipo 1

Ver resposta completa

Qual a principal causa da diabete mellitus?

→ Causas da diabetes mellitus – A diabetes mellitus é causada por problemas na secreção da insulina ou na ação desse hormônio. A diabetes mellitus tipo 1 é desencadeada pela destruição das células do pâncreas responsáveis pela produção de insulina. Nesse caso, percebemos a ocorrência de um problema autoimune, ou seja, as células do pâncreas são atacadas pelo sistema imune do próprio paciente. O Que É Diabetes Mellitus E Como Ela Afeta Os Doentes Alimentação saudável e exercícios físicos podem prevenir a diabetes. Vale salientar que ainda existem outros tipos específicos de diabetes, que são formas menos comuns e desencadeadas por problemas genéticos, doenças do pâncreas exócrino, problemas no sistema endócrino, infecções, medicamentos e outros agentes químicos, entre outras causas.
Ver resposta completa

Qual a principal causa da diabete mellitus?

→ Causas da diabetes mellitus – A diabetes mellitus é causada por problemas na secreção da insulina ou na ação desse hormônio. A diabetes mellitus tipo 1 é desencadeada pela destruição das células do pâncreas responsáveis pela produção de insulina. Nesse caso, percebemos a ocorrência de um problema autoimune, ou seja, as células do pâncreas são atacadas pelo sistema imune do próprio paciente. O Que É Diabetes Mellitus E Como Ela Afeta Os Doentes Alimentação saudável e exercícios físicos podem prevenir a diabetes. Vale salientar que ainda existem outros tipos específicos de diabetes, que são formas menos comuns e desencadeadas por problemas genéticos, doenças do pâncreas exócrino, problemas no sistema endócrino, infecções, medicamentos e outros agentes químicos, entre outras causas.
Ver resposta completa

0
Adblock
detector