Danone Para Quem Tem Diabetes?

Danone Para Quem Tem Diabetes
Quem tem diabete pode tomar Danone? – O iogurte natural deverá ser o desnatado para evitar que o colesterol total, de quem tem diabetes, fique acima do valor normal. Caso o diabético, esteja baixo do peso normal, deverá consultar um nutricionista que irá individualizar a sua alimentação. O Diabético pode e deve consumir o iogurte natural.
Ver resposta completa

Qual é o Danone que o diabético pode tomar?

Homepage Doenças Diabetes Diabéticos Podem Tomar Iogurte Natural ?

5 respostas Diabéticos podem tomar iogurte natural ? O Diabético pode e deve consumir o iogurte natural. ele é uma ótima fonte de cálcio e de probióticos que são bactérias benéficas ao intestino. Se estiver acima do peso dê preferência ao iogurte natural desnatado.
Ver resposta completa

Qual é o iogurte que não tem açúcar?

A versão zero não tem adição de açúcar, além de 0% de gordura. Se comparado aos iogurtes tradicionais, possui 43% menos calorias, mas mantém as proteínas e o cálcio do leite, essenciais para o organismo. Copo 165 g Blueberry / Desnatado Natural / Morango / Mamão e Laranja / Ameixa Garrafa 170 g Blueberry / Coco / Frutas Vermelhas / Ameixa / Morango Garrafa 850 g Coco / Ameixa / Morango Garrafa 1250 g Frutas Vermelhas / Morango / Ameixa Bandeja 540 g Morango / Ameixa
Ver resposta completa

Quem tem diabetes pode comer Activia?

Activia natural é livre de açucar, mel e adoçante Novo Activia no mercado brasileiro! Por Debora Spinola | 22 de Março 2010 – Publicado em 19 Março 2010 Activia Natural se destaca na linha de iogurtes funcionais da Danone, pois não possui adição de açúcar, mel ou qualquer tipo de adoçante.

É ideal para as pessoas que optam por uma maneira saudável de cuidar do corpo e também para quem tem certos tipos de restrição alimentar, como os diabéticos*. Activia Natural também não tem frutas e apresenta sabor levemente ácido, o que o torna gostoso para comer puro. Assim como toda a linha Activia, a versão Natural contém o exclusivo bacilo DanRegularis, capaz de sobreviver ao sistema digestivo e chegar vivo ao intestino, ajudando a mantê-lo no ritmo.

Activia Natural está disponível em embalagem de 170 g. * A Danone recomenda que os diabéticos devem consultar um médico. Sobre Activia O lançamento oficial de Activia aconteceu na Espanha em 1987 e a marca está presente em mais de 40 países. No Brasil, chegou em janeiro de 2004 e hoje é a principal marca do setor de Produtos Lácteos Frescos do País.

  • Quando se trata de funcionais, Activia é líder absoluto, com 93% do faturamento do mercado (fonte: LatinPanel – ano 2008).
  • Activia também festeja a liderança absoluta no segmento de iogurtes funcionais com 92% de participação em volume e a presença em 28% dos lares brasileiros (fonte: LatinPanel – ano 2008).

Esse sucesso se deve ao constante investimento na marca, com pesquisa e desenvolvimento, campanhas publicitárias e ações para o varejo. Activia é a marca de alimentos que mais investiu em mídia em 2008 (segundo o Monitor Evolution). De acordo com a pesquisa da Ipsos 2008, nove entre dez nutricionistas indicam o consumo de Activia.

Visite o site www.activiadanone.com.br para conferir as dicas de saúde e a extensa linha de produtos Activia com tabela nutricional e fazer download do calendário Activia, entre outras novidades. Sobre a Danone O grupo francês Danone é líder mundial de produtos lácteos frescos e água mineral. Presente em mais de 120 países, conta com mais de 80 mil colaboradores e é o terceiro maior grupo alimentício da Europa e o sétimo maior fabricante de alimentos do mundo – o primeiro em países como França, Espanha e Itália.

O Grupo Danone começou a fazer história no Brasil em 1970. Do lançamento do primeiro iogurte com polpa de frutas – que revolucionou hábitos de consumo – à variedade de opções de produtos lácteos frescos dos dias de hoje, a marca Danone conquistou o paladar dos brasileiros e transformou-se em sinônimo não só de iogurte mas também de saúde e nutrição.
Ver resposta completa

Qual o melhor iogurte natural para diabéticos?

Os 10 Superalimentos para Diabetes. Por Dra. Carolina Janovsky Nem todos os alimentos saudáveis ​​são criados iguais. Verdes podem ser bons para você, mas os nutrientes do alface podem não ser tão abundantes quanto os da couve, espinafre ou acelga. Além do conteúdo de nutrientes, o índice glicêmico (IG) de um alimento também pode ajudá-lo a fazer escolhas saudáveis.

O IG mede a rapidez com que um alimento eleva o açúcar no sangue. Os alimentos com IG baixo têm uma pontuação de 55 ou menos, enquanto os com IG alto têm uma pontuação de 70 ou mais. Em geral, os alimentos de baixo IG são a melhor escolha para pessoas com diabetes. Alimentos nutritivos e com baixo IG são úteis no manejo da saúde e dos níveis de glicose no sangue.1.

Vegetais sem amido. Os vegetais sem amido possuem menos carboidratos por porção. Eles incluem desde alcachofras e aspargos a brócolis e beterraba. Esta categoria de vegetais ajuda a satisfazer sua fome e aumenta sua ingestão de vitaminas, minerais, fibras e fitoquímicos.

Estes vegetais também são baixos em calorias e carboidratos, tornando-os alguns dos poucos alimentos que as pessoas com diabetes podem desfrutar sem restrições.2. Iogurte grego sem açúcar. Estudos mostraram um risco 14% menor de diabetes tipo 2 com consumo diário de iogurte. Com um baixo índice glicêmico, o iogurte grego não adoçado é rico em probióticos, cálcio e proteínas saudáveis.

É também uma opção melhor que o iogurte normal devido à sua maior proteína e menor teor de carboidratos.3. Tomates. Quer seja comido cru ou cozido, os tomates estão cheios de licopeno. Esta é uma substância poderosa que pode reduzir o risco de câncer (especialmente câncer de próstata), doenças cardíacas e degeneração macular.

  • Como outros frutos não-amiláceos, os tomates têm um baixo índice glicêmico.
  • Um estudo em 2011 descobriu que 200 gramas de tomate cru (ou cerca de 1,5 tomates médios) por dia reduziam a pressão arterial em pessoas com diabetes tipo 2.
  • Pesquisadores concluíram que o consumo de tomate pode ajudar a reduzir o risco cardiovascular associado ao diabetes tipo 2.4.
You might be interested:  Diabetes Tipo 2 É Comorbidade?

Mirtilos e outras “berries”. De vitamina C às fibras, os mirtilos são potências antioxidantes. Esses “berries” têm alguns dos mais altos níveis de antioxidantes do que qualquer fruta ou vegetal e podem reduzir o risco de doenças cardíacas e câncer. Eles também têm propriedades anti-inflamatórias.

Morangos, framboesas e amoras também são excelentes opções para pessoas com diabetes.5. Laranjas e outras frutas cítricas. Um estudo em 2008 descobriu que comer frutas cítricas poderia reduzir o risco de diabetes em mulheres, mas beber o suco de frutas poderia aumentar esse risco. A laranja média tem um IG de 40, enquanto o suco de laranja não adoçado tem um IG de 50.

O cítrico com o menor IG é o da toranja. Com uma pontuação de 25, a toranja tem um dos menores IG de todas as frutas.6. Salmão selvagem e outros peixes com ácidos graxos ômega-3. O salmão selvagem é carregado com ácidos graxos ômega-3, o que pode reduzir o risco de doença cardíaca.

Também é cheio de vitamina D e selênio para cabelos, pele, unhas e ossos saudáveis. Outros peixes ricos em nutrientes incluem arenque, sardinha e cavala. Como os peixes e outros alimentos proteicos não contêm carboidratos, eles não aumentam os níveis de açúcar no sangue. Adicionar salmão a uma refeição pode ajudar a retardar a digestão de outros alimentos ingeridos naquela refeição e ajudar a aumentar a plenitude.

O óleo de peixe é outra fonte de ácidos graxos ômega-3. Pergunte ao seu médico antes de tomar qualquer suplemento para ver quais, se houver, são os melhores para sua condição.7. Nozes, sementes de linhaça e outras nozes e sementes. Nozes e sementes de linhaça contêm magnésio, fibra e ômega-3 ácidos graxos.

As nozes também contêm ácido alfa-linolênico, um ácido graxo essencial que aumenta a saúde do coração e reduz o colesterol. Eles estão cheios de vitamina E, ácido fólico, zinco e proteína. Muitas outras nozes fornecem gorduras saudáveis ​​e podem reduzir a fome, mas estas duas são particularmente poderosas.

A substituição de nozes e outras gorduras saudáveis ​​por carboidratos pode ajudar a baixar o açúcar no sangue. Nozes geralmente têm IG muito baixos.8. Leguminosas (“feijões”).

  • Os feijões estão entre os alimentos mais nutritivos da natureza.
  • Eles são ricos em fibras e proteínas, o que os torna uma ótima opção para vegetarianos e veganos.
  • Eles também fornecem minerais essenciais como magnésio e potássio.

Eles também tem IG baixo. Os grãos de soja estão em torno de 16, enquanto os feijões-roxos chegam aos 24 e os de grão-de-bico por volta dos 28. De acordo com um estudo de 2012, as leguminosas podem ser uma boa maneira de controlar os níveis glicêmicos em pessoas com diabetes tipo 2.

Elas também podem reduzir o risco de doença coronariana.9. Couve e outros vegetais verdes folhosos. Couve é o rei dos verdes super saudáveis. Ele fornece mais de 100% da ingestão diária recomendada de vitamina A e K. Couve contém substâncias químicas chamadas glucosinolatos que ajudam a neutralizar as substâncias causadoras de câncer.

Também está cheio de potássio e foi mostrado para ajudar a controlar a pressão arterial. Esta é outra razão pela qual é considerado um superalimento para aqueles com diabetes.10. Cevada, lentilhas e outros grãos integrais. Os grãos integrais estão cheios de antioxidantes e fibras solúveis e insolúveis.

  1. Pessoas que regularmente comem cevada descascada normalmente têm menor colesterol no sangue.
  2. O grão também mantém os níveis de açúcar no sangue estáveis.
  3. Lentilhas são outra boa opção, uma vez que fornecem vitaminas do complexo B, ferro, carboidratos complexos e proteínas.
  4. Enquanto 100 por cento de pão de trigo integral é considerado um alimento de baixo IG, outros tipos de pão de trigo integral podem ter classificações de IG médio, com pontuações entre 56 e 69.
  5. Comer grãos integrais pode ajudar a diminuir o risco de desenvolver diabetes tipo 2, se você escolher o tipo certo.

: Os 10 Superalimentos para Diabetes.
Ver resposta completa

Qual o tipo de iogurte mais saudável?

Mas será que todo tipo de iogurte tem esse mesmo efeito? – A resposta, infelizmente, é “não”. Atenção: nem todos os produtos que estão nas prateleiras de laticínios dentro de potinhos são, verdadeiramente, iogurtes. Existem itens que, devido à sua composição, são classificados como bebidas lácteas, sobremesas, petit suisse (um tipo de queijo) e produtos miméticos a iogurtes, feitos à base de bebidas vegetais.

LEIA TAMBÉM: Consumo de alimentos fermentados pode fortalecer a imunidade Para não se enganar, o rótulo é o grande aliado, Na parte frontal da embalagem, próximo ao nome comercial do produto, o fabricante precisa especificar qual a sua natureza. Por exemplo: se é um iogurte natural, uma bebida láctea ou sobremesa.

You might be interested:  Beneficios Do Cravo Para Diabetes?

Continua após a publicidade A lista de ingredientes também merece ser analisada, já que o iogurte original deve conter principalmente leite e fermento lácteo, O alimento ainda pode receber polpa de fruta, aromas artificiais e outros aditivos, desde que esses ingredientes não ultrapassem em 30% a composição final da receita.

Quantidade de gordura, que vai depender da base láctea utilizada na fabricação – se é integral ou desnatada. Cuidado com a versão light de alguns iogurtes, pois, apesar de apresentar redução de gordura, costuma concentrar maior quantidade de açúcares. Presença de açúcar adicionado, Na lista de ingredientes, verifique se há nomes como: dextrose, maltose, xarope de glicose, milho ou malte, sacarose, frutose, açúcar invertido e melaço. Evite produtos que tenham esse tipo de ingrediente, especialmente se ele surgir no começo da lista. Isso porque ela é pensada em ordem decrescente – significa que as primeiras posições são ocupadas justamente por aquilo que está em maior quantidade na fórmula. Presença de aditivos artificiais : aromas, corantes, edulcorantes ( adoçantes ), acidulantes, emulsificantes e conservantes. Presença de nutrientes adicionados: vitaminas, minerais e proteínas, como whey protein. No caso de produtos turbinados com proteínas, analise o valor calórico, a porção recomendada para o consumo e a quantidade de carboidrato, especialmente se quem for consumir tiver diabetes, Adição de pedaços de frutas, caldas e outros ingredientes que podem aumentar o valor calórico e a quantidade de açúcar.

Na dúvida, a melhor opção sempre será o iogurte natural – integral ou desnatado –, que pode ser misturado com frutas frescas, mel e geleias naturais para ganhar mais sabor. + LEIA TAMBÉM: Os benefícios do kefir, sob o olhar da ciência
Ver resposta completa

Quem tem diabete pode tomar iogurte fermentado?

Danone Para Quem Tem Diabetes Já sabemos que diabetes é um problema de saúde global, mas com consequências muito maiores: a hipoglicemia crônica em pessoas com diabetes pode causar, a longo prazo, a disfunção e a falha de diferentes órgãos, especialmente olhos, rins, nervos, coração e vasos sanguíneos.

Além do tratamento medicamentoso para diabetes, nos últimos anos, muitos estudos mostram o efeito de medicamentos tradicionais para auxiliar no tratamento de diabetes. Já falamos aqui no blog sobre o uso de probióticos para auxiliar na prevenção e tratamento da doença. O consumo de probióticos pode diminuir o nível sérico de glicose e tolerância à glicose em pacientes com diabetes.

Hoje, vamos focar um pouco mais no kefir, que é um leite fermentado probiótico. Um estudo feito em 2015, no Irã, mostrou que o kefir contendo L. acidophilus e Bifidobacterium auxilia no controle de perfil de glicose e lipídios em pacientes com diabetes mellitus tipo 2, concluindo que o leite fermentado probiótico pode ser útil como terapia complementar no tratamento de diabetes.
Ver resposta completa

Quantas vezes pode tomar Activia por dia?

Activia lança Shot Diário de Probióticos Activia, marca líder no segmento de alimentos lácteos funcionais, inova seu portfólio e lança o novo Activia Shot Diário de Probióticos. O lançamento conta com uma dose concentrada de probióticos naturais, proporcionalmente 2x maior que o restante da linha Activia.

  1. Além disso, a receita conta com ingredientes de origem natural, sem glúten, sem lactose, sem conservadores e apenas 70Kcal, ideal para o consumo diário.
  2. A missão da Danone é levar saúde às pessoas por meio da alimentação.
  3. Por isso, toda a linha Activia possui bilhões de probióticos naturais com benefícios comprovados para uma boa saúde digestiva.

Como possui inovação em seu DNA, o novo Activia Shot deu um passo adiante. Cada unidade de 100g possui 8 bilhões de probióticos, a dose diária necessária. Activia Shot pode ser consumido em qualquer horário do dia e mais de uma vez”, conta Marina Flores, gerente de marketing de Activia.

A inovação vem para reforçar o momento de Activia, que está mudando as embalagens de seu portfólio. Com o objetivo de comunicar sobre os benefícios dos Probióticos e diferenciais da marca, as novas embalagens contarão sobre alguns atributos de sua receita, como o fato de conter 5 tipos de fermentos naturais e uma massa que é fermentada lentamente por 8 horas.

“Buscamos sempre estar próximo às necessidades de nossos consumidores, priorizando transparência e verdade sobre o produto. Por isso explicamos nos packs como o produto é feito, seus diferenciais e seus ingredientes como, por exemplo : As frutas e grãos naturais.

  1. As mudanças em Activia são acompanhadas de um robusto investimento nas plataformas digitais: redes sociais, site e mídia programática, que inicia em setembro.
  2. Apesar de inúmeros estudos científicos comprovando os benefícios dos Probióticos para a saúde humana, este tema ainda não é totalmente conhecido pelos consumidores.

Activia, como única marca com benefícios dos probióticos comprovados do mercado, possui papel fundamental nesse sentido. Por isso uma das ações do plano de comunicação é construir um hub de conteúdo sobre probióticos, com artigos científicos e perguntas e respostas.” – complementa Flores.
Ver resposta completa

O que o Diabetico pode passar no pão?

Chia, linhaça e nozes são exemplos de alimentos que turbinam o pão com fibras e gorduras bem-vindas.
Ver resposta completa

Quais são os tipos de iogurte natural?

Veja 6 tipos de iogurte e seus benefícios para a saúde Brasília, 24 de outubro de 2017 – Os iogurtes fazem parte do cotidiano de muita gente, seja no café da manhã ou entre refeições. Ana Paula Del’Arco, nutricionista e consultora da Associação Brasileira de Laticínios – Viva Lácteos – explica a diferença entre os tipos de iogurte e os seus benefícios para a saúde.

Iogurte natural: obtido a partir da fermentação do leite pelas bactérias Streptococcus thermophilus e Lactobacillus bulgaricus, sem adição de outros ingredientes. Pode ser integral (quando feito a partir do leite integral) ou desnatado (oriundo da fermentação do leite desnatado). Iogurte líquido: iogurte natural batido, sem textura cremosa, com quebra mecânica das proteínas coaguladas.

Também se caracteriza pela adição de soro ao iogurte. Iogurte grego: o processo de manufatura é bastante semelhante ao iogurte natural, com maior concentração da massa coagulada do iogurte, drenando o soro formado. Um copo de iogurte grego é feito a partir de 3 copos de leite, em média.

You might be interested:  Quem Tem Diabetes Gestacional Pode Tomar Yakult?

Kefir: é o resultado da fermentação do leite com grãos de kefir, que são constituídos por leveduras fermentadoras de lactose. Iogurte com probióticos: são iogurtes fermentados necessariamente pelas bactérias Streptococcus thermophilus e Lactobacillus bulgaricus, acrescidos de outros microrganismos probióticos (conhecidos como as bactérias do bem). Benefícios dos iogurtes: Fontes de proteínas de alto valor biológico: possui todos os aminoácidos que o organismo não consegue sintetizar por conta própria. Cálcio: principal nutriente da saúde óssea. Fósforo: ajuda na formação e fortalecimento de ossos e dentes, e protege a membrana das células. Magnésio: participa no metabolismo de energia. Vitamina A: atua na visão e no crescimento das células.

Vitaminas do complexo B: atuam no metabolismo energético e neuromuscular. A vitamina B12, em especial, contribui para o aumento de glóbulos vermelhos. Contribuem para o bom funcionamento dos intestinos: atualmente o intestino é considerado o segundo cérebro.

Cerca de 90% da serotonina (substância responsável pelo bom humor) é produzida e armazenada no intestino. Portanto, grande parte do nosso bem-estar depende do bom funcionamento intestinal e os iogurtes contribuem para isso. Aumenta a imunidade: aproximadamente 70% das células de defesa do nosso organismo estão no intestino.

Por isso, o consumo de iogurte, água e fibras é essencial para o bom funcionamento dos intestinos e do sistema imunológico. Podem ser consumidos por quem tem intolerância à lactose: devido ao processo de fermentação, o iogurte possui sua carga de lactose reduzida em torno de 25% a 50% (varia de acordo com o iogurte).

Por isso, o iogurte se torna uma boa opção para quem tem menor intensidade de intolerância à lactose. “É importante destacar que o processo de fermentação não altera as propriedades do leite, ao contrário, acumula benefícios para o organismo. Por todas as suas características benéficas, os iogurtes são considerados indispensáveis em uma dieta equilibrada, quando o assunto é a busca pela saúde”, explica Ana Paula.

Informações para a Imprensa: MSLGROUP Andreoli Camila Holgado – – (11) 3169-9322 Leandro Bornacki – – (11) 3169-9359 Renato Fugulin – – (11) 3169-9318 Sobre a Viva Lácteos: É a Associação da indústria de lácteos que tem como missão promover o crescimento e a produtividade do setor, permitindo assim melhora do ambiente de negócios, ganhos de produtividade e aumento da competitividade no mercado interno e externo, por meio da promoção às exportações.

É composta por fabricantes de produtos lácteos (ALIBRA, AURORA, AVIAÇÃO, CCA, CAROLINA, CASTROLANDA, CATUPIRY, CCGL, DANONE, DPA, DAVACA, EMBARÉ, FRIMESA, FRÍSIA, FONTERRA, ITALAC, ITAMBÉ, JUSSARA, KERRY, LACTALIS, MOCOCA, NESTLÉ, OUROLAC, PIRACANJUBA, POLENGHI, PORTO ALEGRE, REGINA, SCALA, SCHREIBER, TIROLEZ, VIGOR, VERDE CAMPO E YAKULT) e associações do setor, como a ABIQ (Associação Brasileira da Indústria de Queijo) e a ABLV (Associação Brasileira da Indústria de Leite Longa Vida).

🥣Melhor Iogurte para Diabético

: Veja 6 tipos de iogurte e seus benefícios para a saúde
Ver resposta completa

Quem tem diabetes pode comer doce zero açúcar?

Diabéticos podem comer doce? Descubra boas opções para a alimentação sem açúcar A boa notícia é que esse velho dilema da vida de quem precisa controlar diariamente as taxas de açúcar no sangue, não precisa ser tão radical assim. Cada vez mais, com o maior conhecimento científico sobre a doença e às, é possível manter, com os devidos cuidados, uma dieta alimentar sem eliminar as deliciosas receitas doces no dia a dia! De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, cerca de 13 milhões de brasileiros são portadores da doença, 69% da população.

  • E, dentre as principais causas do problema, são justamente os níveis elevados de glicose na corrente sanguínea que dificultam o trabalho do organismo em produzir a insulina necessária para absorver a glicose ingerida e transportá-la para as células do corpo.
  • Por isso, a restrição do açúcar é tão importante, devendo ser consumido moderadamente, como explica a nutricionista Caroline Miranda: “Ao receber o diagnóstico de diabetes, uma das primeiras orientações em relação à alimentação é cortar os doces, o que gera tristeza e escolhas equivocadas de produtos para substituí-los.

É fundamental que a partir do diagnóstico, as pessoas deem atenção especial a composição das suas refeições, pois o descontrole do nível de açúcar no sangue ao longo do tempo pode gerar complicações ainda mais graves nos olhos, rins, nervos, coração e casos sanguíneos.

Além de episódios de em curto prazo”, explica a profissional, ressaltando outros cuidados dos diabéticos com o açúcar refinado: “Além da preocupação da quantidade de carboidratos presente nos alimentos, é importante associar a qualidade também. Desta forma é possível incluir doces na dieta para diabéticos desde que respeitem determinados itens como: ausência de açúcar refinado sendo este substituído pelo adoçante dietético Stévia.

É importante associar fontes de fibras na preparação como: biomassa de banana verde, farinha de linhaça, farinha de maracujá, aveia e outras. Desta forma, a adesão a uma alimentação saudável é facilitada e consequentemente gera controle da doença e melhor qualidade de vida”, completa a profissional destacando, abaixo, 5 exemplos de sobremesas para incluir no dia a dia dos diabéticos.
Ver resposta completa

0
Adblock
detector