A Dor De Perder Alguém Que Amamos?

A Dor De Perder Alguém Que Amamos
A terrível dor da perda Quando parte alguém que amamos, o vazio passa a ser nossa companhia e a dor o ar que respiramos. A infinita dor de ver partir quem Perder quem amamos é sentir um eterno nó na garganta e uma dor infinita no peito.

Porque dói tanto a dor de perder alguém?

A dor de perder alguém em vida é pior do que a dor da morte, porque é o nunca mais de alguém que se poderia ter, já que está vivo e por perto. A dor de perder alguém é aquela que dói na alma, aquela que não passa, só é amenizada, mas que sempre será lembrada.

Só o tempo é capaz de amenizar a dor de perder alguém que amamos. A saudade e as lembranças são eternas, permanecem vivas, florescem e, como o amor, jamais morrem. ⁠⁠Ninguém no mundo deveria passar pela dor de perder alguém que ama, é um sentimento horrível, é uma dor que nunca passa.

Ela pode ser amenizada, mas nunca esquecida, sabe aquela madrugada que você não consegue dormir e vem aquela saudade? Aí então você começa a chorar no seu quarto porque sabe que nunca mais vai poder sentir o carinho e o aconchego daquela pessoa, e tudo que você queria naquele momento era alguém do seu lado pra dividir essa tristeza, mas você não fala nada a ninguém porque não quer que as pessoas pensem que você é fraca.

Como é doloroso perder alguém que se ama. São tantas as lembranças e a saudade que às vezes o coração para de bater e sofre como se estivesse apanhando. O amor dói. Quem ama aceita a possibilidade da dor. A dor de perder, de se ausentar, a dor de não ter por perto quem você ama pra sempre.

Você já imaginou a dor de perder quem você ama?! Tenho certeza que é como se levassem um pedaço de você, como se te batessem sem dó. Você já parou pra pensar que neste momento há milhões de pessoas se despedindo e tendo seu ultimo momento com quem ama?! Despedidas não são fáceis, elas doem sim! Mesmo quando sabemos que aquela pessoa pode voltar, nós ficamos sem rumo, sem saber pra onde correr ou no colo de quem chorar.

São vários os motivos de uma despedida, mas e se o motivo for sua fraqueza? Você vai agir de que maneira, sabendo que a culpa é sua e quem um dia errou no passado foi você? Realmente, não tem como não chorar em uma despedida.

O que vai te restar é deitar sua cabeça no travesseiro, e sonhar. Acredite, no seu sonho… essa pessoa vai estar com você, você vai poder protege-la, ama-la, e vai poder se desculpar pela sua fraqueza. Só não confunda, são apenas sonhos! (: Perder alguém Perder alguém é um sentimento obscuro.

Perder alguém é um pedaço do coração trincado ou perdido. Perder alguém é um sentimento de vazio e vago. Perder alguém é caminhar em meio das lembranças boas e perceber que a vida tirou algo importante de você.

Você perde pra dor Você perde para as lágrimas Você perde para as recordações Aí vem o tempo Tempo ao tempo Tempo ao vento Tempo ao tempo Tempo triste Você continua sua vida com um sentimento de algo ficou para trás e que vai receber uma mensagem, uma ligação, uma visita, um grito no portão e que tudo não passou de um pesadelo.

Perder alguém. Perder alguém especial. é como se naquele momento essa pessoa representasse o mundo para nós. A razão da nossa existência. De repente deixamos de sentir o tempo passar, deixamos de reparar no anoitecer ou no amanhecer, e dormir já não faz sentido, é como se viver fosse só num dia.

Nem a meteorologia nos representa algo. A chuva, o vento, sol, calor, frio, trovoada, etc. nada significa. Apenas é um fundo vazio que em nada preenche a nossa alma magoada. Parece que os nossos olhos, abertos ou fechados, apenas vêm momentos dessa pessoa e nada mais à sua frente.

Queremos tentar não chorar mas parece que há um impulso dentro de nós que tenta sair por encher o nosso vazio de sofrimento. Após o choro sentimos um certo vazio frio na barriga e ao mesmo tempo um incomodo na garganta e na cabeça, como uma dor.

Apercebemo-nos de que daqui por diante nada seremos sem aquela pessoa e longos tempos infinitos se aproximam para acompanhar este nosso sofrimento solitário. A dor de perder alguém só é aumentada quando não te dão o direito de saber o porquê. A MAIOR DOR A maior dor na vida não é morrer, mas ser ignorado.

  • É perder alguém que nos amava que depois deixou de se importar;
  • É sermos deixados de lado por quem tanto nos apoiava;
  • A maior dor na vida não é morrer, mas ser esquecido;
  • É ver a indiferença num rosto amigo ou familiar quando abrimos o nosso coração, a nossa alma;

O que dói mais na vida é ver aqueles que foram nossos amigos ou são, sempre ocupados quando mais precisamos deles. Você acha que a dor de perder alguém pra morte é insuportável até perder alguém essencial pra você que continua vivo, mas não no seu mundo.

A dor que é perder Tenho medo de perder alguém que nunca tive, isso é normal, qualquer pessoa sente medo de perder outro alguém, essa coisa de perder mexe profundamente com a gente porque a gente nunca ta preparado pra perder alguém e quando perde desespera, começa a reconhecer o verdadeiro valor que aquela pessoa tem na sua vida e ainda como premio tem que ouvir aquela frase que todo mundo diz ” só dar valor depois que perde”o que não deixa de ser verdade.

As pessoas só reconhecem o verdadeiro valor das outras quando não as tem mais presentes em seu dia a dia, por isso eu deixo um conselho pra vocês: procure não decepcionar as pessoas que você gosta e que você sabe que faria tudo que tiver ao alcance delas pra ver um sorriso brotando do seu rosto e que não deixaria nenhuma lagrima de tristeza escorrer do seus olhos, porque são poucas pessoas que se preocupam de verdade com a gente e é isso que temos que aprender a reconhecer e enxergar, porque uma vez que perde e elas se vão, não fica nada pra você, apenas sua culpa por não valorizar quem realmente tem valor na sua vida.

A dor de perder alguém sempre está no portal da vida. Egoísta ou não, mas lamentamos a sua ida. Dormir pode aliviar qualquer dor, menos a dor de perder alguém. Quando você perde ou se deixa perder alguém, primeiro sente a dor, seguida pela sensação de vazio em seguida a anestesia e a dor novamente.

Eu vejo em seus olhos a dor de perder alguém que se ama e não quer coomprender A minha maior dor. A maior dor que eu senti na vida foi ser ignorado. De perder alguém que nos amava… E que depois deixou de se importar. É sermos deixados de lado por quem tanto nos apoiava.

A maior dor na vida não é morrer, mas ser esquecido. É ver a indiferença num rosto amigo ou… de um familiar quando abrimos o nosso, coração, a nossa alma. O que dói mais é ver aqueles que foram nossos amigos… ou são, sempre ocupados quando mais precisamos deles.

O que dói mais na vida é saber que fomos feitos… para a dor… e para o amor! Não quero mais sentir vergonha se não puder… conter as minhas lágrimas! Se deseja que perdure, cultive! Nada se compara a dor de perder o quê mais se ama! O amor é a esposa da dor Quando se ama, dói perder quando se perde, dói amar.

Quando perdemos alguém que amamos?

2- Práticas que nos ajudam a lidar com a dor da perda e com o luto – Perder alguém envolve uma fase de profundo sofrimento, que não acaba totalmente quando se passou por todas as fases do luto. Mas é preciso recomeçar, aos poucos. Sua vida continua, e você precisa se ajustar à nova rotina.

Não se culpe por seguir em frente, pois é o certo a se fazer. Pare de pensar no que poderia ter feito. Em vez disso, faça uma reflexão sobre o que pode fazer para dar o devido valor aos que estão com você, enquanto estão aí.

Se achar necessário, procure fazer atividades que o distraiam, para que não fique pensando muito no que perdeu, e possa dar mais valor ao momento que está vivendo.

Como explicar a dor de perder alguém?

Dor da perda de um ente querido ou depressão? – De fato, a dor da perda de um ente querido é bem diferente da depressão. Apesar de uma das fases do luto receber o nome de depressão, não se trata da mesma coisa. Nessa fase ocorre uma tristeza resultante da dor da saudade, o que é completamente natural que se sinta.

A depressão muitas vezes se dá sem que haja um gatilho definido, por assim dizer. A pessoa simplesmente começa a sofrer tamanha falta de vontade de realizar suas tarefas que a vida perde todo o brilho, toda a alegria.

Por outro lado, é importante ressaltar que é possível que alguém entre em depressão por conta da dor do luto. Isso acontece quando se permanece por muito tempo da fase de luto que envolve maior tristeza, sensação de solidão e saudade. Assim, o principal fator a ser analisado para verificar se a dor pela perda de um ente querido pende para a depressão é que neste transtorno há prejuízos significativos na vida da pessoa que sofre e na vida de terceiros.

Como e a dor de perder um grande amor?

A dor de perder alguém é aquela que dói na alma, aquela que não passa, só é amenizada, mas que sempre será lembrada. A única certeza da vida. É a morte! Não existe certo ou errado, nem razão e respostas. Não adianta tentar entender o que não somos capazes de explicar.

Escrever é fácil, teoria chata demais! Na pratica é que sentimos o quanto dói. E como dói perder os nossos! O amor dói. Quem ama aceita a possibilidade da dor. A dor de perder, de se ausentar, a dor de não ter por perto quem você ama pra sempre.

Só o tempo é capaz de amenizar a dor de perder alguém que amamos. A saudade e as lembranças são eternas, permanecem vivas, florescem e, como o amor, jamais morrem. Existe sim, dor no amor. Mas não no próprio amor. O verdadeiro amor é intocável. Ele nasce, cresce e, sim, pode acabar.

E é justamente nesse momento, que a dor aparece e em vários momentos. Sentir a dor de se perder um amor é necessário, como tomar água para matar a sede. Primeiro vem a dor de quando a relação acaba. O desejo acabou para a outra pessoa.

Você tem que se acostumar com a ausência dela. Isso é difícil. Entender que os velhos costumes não vão existir mais. Que aquele restaurante que vocês frequentavam juntos ficou no passado. Que as conversas até de madrugada não vão acontecer mais. Com o tempo, surge outra dor.

  1. A dor de perceber que a vida pode ser interessante novamente;
  2. Talvez com outro alguém, com novos amigos desse outro alguém, com a nova família desse alguém;
  3. Aí dói;
  4. Por que estamos acostumados ao amor daquela outra que amamos, que nos foi retribuído e vivido intensamente;

E você acha que amor igual a esse nunca mais vai ter na vida. Por que era tão bonito, tão verdadeiro, impecável. Você não quer abrir mão daquilo que já viveu. Mas essa é a justamente a questão: já foi, já viveu. E na verdade, é só o medo de recomeçar que assusta.

You might be interested:  Qual O Melhor Remédio Para Dor?

Você já não ama aquela pessoa mais, como antes, mas gosta do amor que sentia por ela. Se admira por isso. Se admira por tudo o que viveu. A última dor é a dor de sentir que esse amor já não está mais dentro de você.

O AMOR que sentimos quando realmente gostamos de alguém, é tão igual a DOR que teremos quando perdemos esse alguém especial! Eu quero resistir a dor que passei a sentir depois de perder o teu amor. Apenas é digno de comparação com a morte a dor de perder um verdadeiro amor! Quando se perde um grande amor,nasce uma grande dor.

Porem quando conseguimos transformar o que se quebrou em algo novo e mais belo, vemos que lutar é a unica saida e que vencer as dificuldades é o que faz a vida ter valor! A maior dor nesta vida é perder a pessoa que tanto amamos e não poder fazer nada.

Como é doloroso perder alguém que se ama. São tantas as lembranças e a saudade que às vezes o coração para de bater e sofre como se estivesse apanhando. Perder alguém especial. é como se naquele momento essa pessoa representasse o mundo para nós. A razão da nossa existência.

  1. De repente deixamos de sentir o tempo passar, deixamos de reparar no anoitecer ou no amanhecer, e dormir já não faz sentido, é como se viver fosse só num dia;
  2. Nem a meteorologia nos representa algo;
  3. A chuva, o vento, sol, calor, frio, trovoada, etc;

nada significa. Apenas é um fundo vazio que em nada preenche a nossa alma magoada. Parece que os nossos olhos, abertos ou fechados, apenas vêm momentos dessa pessoa e nada mais à sua frente. Queremos tentar não chorar mas parece que há um impulso dentro de nós que tenta sair por encher o nosso vazio de sofrimento.

Após o choro sentimos um certo vazio frio na barriga e ao mesmo tempo um incomodo na garganta e na cabeça, como uma dor. Apercebemo-nos de que daqui por diante nada seremos sem aquela pessoa e longos tempos infinitos se aproximam para acompanhar este nosso sofrimento solitário.

A morte para muitos significa o fim de tudo. Mas para os que perdem a quem tanto se ama é apenas o começo de um amor incondicional, de uma saudade incontrolável, de uma alegria nas lembranças do passado, uma esperança de reencontro. Amor sem medida. um amor além da vida.

  • Algumas pessoas tem o dom de superar rápido, o dom de esquecer quando notam que é necessário;
  • Então tenha mais cautela com o que você diz e faz a certas pessoas, talvez você não as conheça como imagina;
  • E não tenha a oportunidade de conhecer pela segunda vez;

” Nunca desista de algo que você realmente quer. ” Cara, eu ouvi isso a minha vida inteira e a única coisa que eu posso dizer é que a gente precisa desistir de quem não quer a gente, por mais que a gente não queira. ” -Faye and Kenrick ⁠Eu perdi você naquela noite,perdi você dentro de mim,teus olhos,seu sorriso,sua voz,eu não conseguia lembrar de como era a sua voz eu chorei,chorei tanto que não existia mais nada dentro de mim e tudo que eu queria era te ligar e implorar que voltasse pra mim.

O amor é a esposa da dor Quando se ama, dói perder quando se perde, dói amar. Se ama, não perca, se perder não ame! Perder um amor verdadeiro dói , mas nada supera a dor de perder uma grande amizade ⁠” A como doí perder um amor mesmo de muitos anos ou apenas de um minuto.

Dor de amor pode se acabar se você abdicar de amar mais se for como eu um eterno apaixonado ela não vai te deixar ,. Dor que com o tempo começa a fazer parte de ti como um mau necessário que vai ter matar se tentar extrair , Amor e dor andam juntos e se tivermos medo de amar não saberemos como e nenhum desses dois sentimentos e viveremos no vazio em nossa zona de conforto.

Quando a gente perde uma pessoa que a gente gosta muito?

Mais triste que perder alguém que a gente ama? Só se a gente perdesse a memória. Você não pode ter medo de perder quem você ama para alguém, afinal você não tem as pessoas. Você está com elas. Logo, se você não as possui, você não pode perdê-las. Quando você perde alguém que você ama, e esse amor — essa pessoa — continua vivo (a), há então uma morte anormal.

O pior dia quando se ama alguém, é quando você o perde. Deve ser difícil perder a pessoa que você ama. Numa fração de segundos a pessoa vai embora. E não há nada que você possa fazer para mudar isso e trazê-la de volta.

Eu achava que o pior sentimento era perder alguém que se ama, mas estava errada. O pior é quando você percebe que perdeu a si mesma. É tão difícil abrir mão de alguém que a gente ama, é tão difícil deixar essa pessoa ir embora, é tão difícil quando alguma coisa força a gente a se afastar, perder alguém que amamos dói muito, é como morrer, voltar a viver e morrer novamente.

No segundo em que a gente se lembra de que nunca mais vai ter o abraço daquela pessoa, ou de que uma mensagem de “oi sumida” nunca vai chegar porque dessa vez não foi você quem sumiu, é inevitável e inesperado perder alguém, a gente fica perdido, mas o nosso único caminho é seguir em frente sozinho.

Quando se perde alguém a gente chora, faz pirraça, implora pra ser só um pesadelo e fica assim até acostumarmos com a ausência de tal, dentro da gente fica como o oceano em meio a uma grande tempestade, falta espaço pra tanta dor e sofrimento que chega a escorrer pelos olhos e as vezes até arde, fica tudo escuro e embasado e a gente afunda, queremos fazer de tudo pra que a pessoa volte, mas de nada podemos e nos sentimos inúteis, nem infinitas palavras podem descrever como é quando se perde alguém, mas quero dizer que onde esse alguém está é bem melhor que onde nós estamos, porque lá não existe sofrimento, ódio ou coisas ruins, lá só existe amor e não importa onde seja, esse alguém sempre vai amar você.

#maisamornomundo E tão difícil abrir mão de alguém que a gente ama,e tão difícil deixar essa pessoa ir embora,e tão difícil quando alguma coisa força a gente a se afastar, perder alguém que amamos doi muito, é como morrer,voltar a viver, e morrer novamente no segundo em que a gente se lembra de que nunca mais vai ter o abraço daquela pessoa,ou de que uma mensagem de “oi sumida”nunca vai chegar porque dessa vez não foi você quem sumiu,e inevitável e inesperado perder alguém,a gente fica perdido,mais o nosso único caminho é seguir em frente sozinho.

Quando se perde alguém a gente chora,faz pirraça, implora pra ser só um pesadelo e fica assim até acostumarmos com a ausência de tal, dentro da gente fica como o oceano em meio a uma grande tempestade,falta espaço pra tanta dor e sofrimento que chega a escorrer pelos olhos e as vezes até arde,fica tudo escuro e embasado e a gente afunda,queremos fazer de tudo pra que a pessoa volte mais de nada podemos e nos sentimos inúteis,nem infinitas palavras podem descrever como é quando se perde alguém,mais quero dizer que onde esse alguém está é bem melhor que onde nós estamos, porque lá não existe sofrimento ódio ou coisas ruins,lá só existe amor,e não importa onde seja,esse alguém sempre vai amar você.

  • #Maisamornomundo Como eu posso ousar a ser feliz em mundo onde não existe você;
  • Em um mundo onde não existe mais amor;
  • Em um mundo onde não existe mais sorrisos sinceros;
  • Como eu ouso sorrir, em um mundo banhado por ódio, racismo, preconceito;

Em um mundo onde tudo se acaba em um piscar de olhos e fica como se nunca tivesse existido. Como eu ouso ser feliz em mundo que não me pertence. Eu estou de passagem, não pertenço a esse lugar Não me enquadro, não me encaixo, não me acostumo. Como eu ouso ser feliz em mundo onde não existe mais seu amor.

Quando você perde alguém que você ama, e esse amor – essa pessoa – continua vivo, há então uma morte anormal. O nunca mais de não ter quem se ama torna-se tão irremediável quanto não ter nunca mais quem morreu.

E dói mais fundo- porque se poderia ter, já que está vivo. Se você ama alguém, realmente ama ama de verdade, e não quer perdê-lo. Tente não magoar, Tente não decepcionar, Tente não mentir, Tente não enganar, Tente não brincar, Tente não se precipitar, Tente não errar, Tente nunca esquecer.

Tente nunca esconder o amor. Jamais deixe de respeitar, Jamais deixe de cuidar, Jamais deixe de valorizar, Jamais deixe de demonstrar, Jamais o deixe pra depois, Jamais o deixe solitário. Pelo contrario, com o tempo o vento poderá levá-lo, e será tarde para recuperá-lo, e ele irá.

Mesmo querendo ficar, e jamais querer te deixar. Sendo forte o suficiente para jamais desistir de lutar. E sabendo que: sempre irá estar ao seu lado, sempre irá te perdoar, sempre irá te compreender, sempre irá te respeitar, sempre irá tentar te ajudar, e para sempre irá te amar.

Engolir o orgulho tem um gosto horrível, mas imagine o gosto de perder a pessoa que você mais ama no mundo por causa dele. ⁠Nunca tenha medo de morrer ou perder se for pela pessoa que mais ama. Não tenha medo, seja forte e se tornará uma pessoa mais inteligente ainda.

Eu conto com sua força. Lembre-se sempre: você não é um fracasso, lute como uma pessoa melhor. Eu conto com você! E quando você ama uma pessoa, você suporta tudo, menos perder ela. Estar confuso é muito ruim, pois você pode perder a pessoa que mais ama por ter se precipitado.

  1. Como é doloroso perder alguém que se ama;
  2. São tantas as lembranças e a saudade que às vezes o coração para de bater e sofre como se estivesse apanhando;
  3. A parte mais difícil da vida é o medo de perder alguém que você ama;

Primeiro você quase deseja que nunca tivesse conhecido, então começa a pensar em sair fora, parece que isso vai te matar. Mas no final você perderia a melhor parte, o doce fardo de ser necessário. ⁠⁠Ninguém no mundo deveria passar pela dor de perder alguém que ama, é um sentimento horrível, é uma dor que nunca passa.

Ela pode ser amenizada, mas nunca esquecida, sabe aquela madrugada que você não consegue dormir e vem aquela saudade? Aí então você começa a chorar no seu quarto porque sabe que nunca mais vai poder sentir o carinho e o aconchego daquela pessoa, e tudo que você queria naquele momento era alguém do seu lado pra dividir essa tristeza, mas você não fala nada a ninguém porque não quer que as pessoas pensem que você é fraca.

É foda perder alguém que se ama. Não importa qual a maneira, o sentimento de tristeza é o mesmo. ⁠Quando você perde uma pessoa que ama, parece que as palavras morrem junto. Um vocabulário inteiro não é capaz de expressar a eternidade dessa ausência, a dor de uma presença que nunca será substituída.

O que sentimos quando perdemos alguém?

As cinco fases do luto – Vera Ramos, mestre em Psicologia Clínica e da Saúde, explica as etapas do luto resultantes de um estudo da psiquiatra Elisabeth Kübler-Ross na década de 60.

  1. Negação e choque «Dificuldade em entender e aceitar o acontecimento. »
  2. Raiva «Autodirigida e/ou transferida a quem nos rodeia, muitas vezes aliada a um sentimento de culpa. »
  3. Negociação «Tentativa de fazer a vida voltar ao passado, mas também a sensação de que poderíamos ter controlado ou prevenido a situação, criando um cenário irreal em que a pessoa ainda estaria connosco. »
  4. Depressão «Reação natural à perda, é a quarta fase, onde existe cansaço, isolamento e silêncio. É o período mais profundo do luto, de grande tristeza e dormência emocional. »
  5. Aceitação «O enlutado alcança alguma paz. Ainda pode sentir tristeza ou saudade, mas volta a pensar no futuro e a lembrança dá lugar ao sorriso, ao invés do choro. »
You might be interested:  Doralgina Para Que Serve Dor Muscular?

Como aceitar perder alguém?

Entender que a morte é parte natural do ciclo da vida é essencial para conseguir lidar com a dor de perder alguém. Ao compreender que todos estamos na vida de passagem, construindo boas memórias e dedicados a fazer os que nos deixam mais felizes, a morte passa a ser vista com mais leveza.

Quais são os 5 estágios do luto?

O que fazer quando o grande amor da sua vida morre?

Não é fácil perder alguém, mas lidar com todas as emoções envolvidas com essa perda, como culpa, raiva, mágoa e tristeza, é fundamental para superar essa fase’, diz. Amigos e familiares devem respeitar esse processo e não forçar a situação para que a pessoa ‘fique bem’.

Como se curar de um grande amor?

O que acontece quando se perde um grande amor?

Um me ensinou o amor Um me ensinou a paciência E um me ensinou a dor Agora, sou tão incrível Dizem que amei e que perdi Mas não é isso que eu vejo Então, olhe o que eu consegui Olhe o que você me ensinou O amor é uma grande alegria que acaba em tristeza É um jogo marcado onde a gente não sabe perder De repente o destino que vem pondo as cartas na mesa Nesse jogo do amor um dos dois sempre tem que sofrer Apostei tudo em nos dois, sem pensar em ti perder.

O meu coração era só você. Apostei tudo em nos dois, num momento de paixão. Eu acreditei, numa ilusão. Há. fogo que não quer passar Sinto esse amor me queimar, mas continuo pensando em você. Há. jogo que não sei perder Sonho que me faz sofrer, mas eu faria isso tudo outra vez, só pra ter de novo você O único consolo para quem acaba de perder seu grande amor é conhecido como lembrança Eu sempre achei que daríamos certo, sempre achei que tínhamos tudo pra dar certo, mesmo com o medo, mesmo com a insegurança, mas agora, vejo que não.

Eu não significo pra você o mesmo que você significa pra mim, e, foi difícil abrir os olhos e enxergar que eu sinto tudo sozinha, só eu sinto falta, só eu demonstro. Eu sou uma pessoa, que não esconde o que sinto, eu gosto de deixar claro quando gosto da pessoa, gosto de fazer de tudo para que a pessoa saiba o quão importante pra mim ela é, eu demonstro tudo que sinto, porquê sei que a vida é tão curta pra não demonstrar o que sentimos por medo de se decepcionar mais uma vez, e foi isso que aconteceu comigo, eu me apaixonei mesmo com medo de acontecer a maldita decepção de novo, e aconteceu, mas tudo bem, sério, valeu a pena, saber que eu me entreguei e me dediquei o quanto eu pude, saber que não deu certo que tá tudo bem, não foi erro meu.

Por Deus! Não se torne aquilo que te feriu, por isso eu não pensei duas vezes antes de me entregar completamente, por mais que no fundo no fundo eu soubesse que a história iria se repetir. E eu não te culpo, não foi culpa sua, nem minha, só não era pra ser.

E eu sou grata. por todos os nossos bons momentos, aprendi bastante com você. As vezes algumas pessoas saem da nossa vida pq achavam que não tinham motivos pra ficar. e é por isso que eu tô saindo da sua vida, a gente tem que saber a hora de se retirar, e essa é a minha.

  • Nada supera o encanto e a poesia retratados nos olhos de quem reencontra um grande amor;
  • ⁠A superfície é perigosa, mas não acho que se esconder no subsolo seja a resposta;
  • Há um mundo grande, lindo e inspirador lá fora;

Mesmo que leve tempo para superar a perda de um grande amor, nem tudo está perdido, ainda tem uma população inteira para ser amada. ⁠”A perda de um grande amor pode levar a loucura; pois quando se perde e não enlouquece, é que não era amor, era paixão. ” Eu já vivi para ver o fim do mundo várias vezes, mas nada se compara a perda de um grande amor.

  • – KG Prefiro o machucado da perda de um grande amor do que o medo de não amar;
  • A PERDA DE UM GRANDE AMOR Sinto -me como um náufrago, Navegando em mar desconhecido;
  • Uma grande tormenta passou por mim;
  • As águas estão turvas demais, pois todos os elementos da profundezas vieram a tona;

Navego agora com o que me resta do meu frágil barco. Olho para o horizonte e não vejo terra firme. Não há porto seguro, somente medo. No meu entorno, brumas hialinas me envolvem no terror da incerteza. Se o sol brilhar, me queimará, Se a chuva cair, me inundará, Se o vento soprar, me desabrigará.

  • E quando o mar se acalmar, inimigos vorazes irão tentar me tragar;
  • Mas seu AMOR me salvará;
  • PERDA! Quando perdemos o grande amor de nossas vidas É claro que continuaremos a viver Coração embora machucado Não vai deixar de bater O que vai acontecer é que nada mais será como antes Perde-se o entusiasmo Criam-se barreiras do medo Desacreditamos em sonhos Duvidamos das esperanças Fechamos os olhos para tudo aquilo que Um dia fizemos questão de mante-los bem abertos! Tudo perde,o aroma o sabor,a cor, o brilho;

Tudo se perde,vira pó,vira um nada Quando perdemos um grande amor Nos escondemos dentro de nós e a vida nos puxa e nos leva de arrasto! Quantas pessoas choram por uma perda de um Falso Grande Amor?Isso acontece sim,mas lembre-se sempre que se esta pessoa lhe faz Sofrer,ela Jamais merece um derramamento de suas Lágrimas.

  • Não importa o tamanho de um bicho;
  • O amor pela sua existência e a dor da perda e tão grande quanto;
  • Basta! Chega de lamento, De chorar a perda de um grande amor, De sofrer pela divisão das Congregações, E as angustias deste novo tempo, É hora de sair da caverna, Espantar os demônios, E matar alguns dragões;

É melhor chorar a perda de um grande amor, do que nunca ter amado. Viver não dói. O que dói é sofrer. Viver um grande amor que se acaba não dói. O que dói é a perda do mesmo e das ilusões. Correr e cair não dói. O que dói é a dor de não conseguir levantar. A vida sempre vai ter esse amor que se acaba, essa perda desproporcional, e essa feridinha no joelho.

Mas viver não dói. O que dói é não tentar viver. Talvez se compare a dor da perda de uma vida ao de um grande Amor. A dor da perda de um grande amor e um punhal que corta a carne gradativa e paulatinamente, destruindo o sentimento, como se o corpo fosse sendo despedacado Magoar alguém no amor ou sentimento pode causar uma grande e devastadora decepção.

A perda da confiança, na maioria da vezes, é imensa e sem compensação para o perdão.

Como lidar com a dor da perda de um amor?

O processo psicoterapêutico como aliado no enfrentamento da dor – O desenvolvimento do luto pode ser vivenciado na psicoterapia junto a um psicólogo, neste momento de dor é necessário expressar as emoções, colocar para fora o que está guardado. Como dizia Shakespeare: “Dê palavras ao sofrimento; a dor da perda não fala, murmura dentro do coração dolorido e o faz partir-se”.

Neste sentido, é importante que a pessoa enlutada permita-se sentir a dor e a manter uma postura aberta diante do novo. O processo de luto é individual e pessoal, dessa forma, cada pessoa sente de forma singular, e o processo psicoterapêutico pode ser um aliado para enfrentar esta fase.

Para realizar psicoterapia não há contraindicações, pois ela ajudará a reestabelecer o equilíbrio emocional, compreensão do processo de transição da vida, autoconhecimento e apoio por parte do(a) psicoterapeuta. Vale ressaltar que as perdas muitas vezes são possibilidades para novas condições de ganhos, que não seriam possíveis se o indivíduo não as vivenciasse.

  • Pois, há conquistas que são, inevitavelmente, precedidas de perdas;
  • O ser enlutado pela perda do outro pode sentir a falsa sensação de que aquele relacionamento ou que aquela pessoa era perfeita e que nunca mais poderá vivenciar algo desta magnitude;

Isso não passa de uma ilusão criada pela mente para justificar a dor. Ora, se a relação fosse tão excepcional, ela não teria acabado. Neste sentido, a psicoterapia pode facilitar a possibilidade de elaboração e recuperação do enlutado, na medida em que favorece a individualidade própria do sujeito e a retomada do significado da vida.

Como superar a morte do amor da sua vida?

Baixe em PDF Baixe em PDF A morte, seja ela esperada ou repentina, nunca é justa. Trata-se de uma injustiça tanto com a pessoa que faleceu quanto com aqueles que ela deixou para trás. Se está se recuperando da perda de um ente querido, é compreensível que esteja passando por um dos momentos mais difíceis da sua vida. Por mais que seja impossível não sentir falta dessa pessoa, é possível seguir em frente com a sua vida, sempre honrando aqueles que já se foram. Vamos lá?

  1. 1 Lembre-se de que o luto é normal. Esta é uma situação muito dolorosa, mas é preciso passar por ela para se recuperar e seguir em frente com a sua vida. Se possível, resista à tentação de se desconectar dos outros ou de fingir que a pessoa não morreu. Não negue o acontecimento ruim e nem finja que sua dor não existe.
  2. 2 Prepare-se para lidar com as cinco fases do luto. Por mais que cada pessoa sofra do próprio jeito, acredita-se que existem cinco fases em comum nesse processo — essa teoria não é aceita por todos os psicólogos, mas existem estudos que demonstram que ela representa a experiência da maioria das pessoas.
    • Nem todo mundo passa pelas fases na mesma ordem. Algumas pessoas ficam mais tempo em uma fase do que em outra, outras passam por mais de uma fase ao mesmo tempo, etc. Não há uma regra quando o assunto é lidar com a morte. Alguns indivíduos são capazes de seguir com a vida rapidamente, sem sequer experimentar alguma das fases do luto.
      • Continue lendo para aprender a tocar sua vida sem se deixar levar pelos percalços;
      • O sofrimento do luto é saudável e natural, e ele não é sinal de fraqueza;
      • Saber disso não vai acabar com a dor que está sentindo, mas o deixará mais preparado para lidar com ela;

      Lembre-se de que cada caso é um caso, mas tente entender o processo do luto para saber lidar melhor com ele.

  3. 3 Prepare-se para lidar com a negação. Logo após a morte da pessoa, é normal não sentir nada, pois o cérebro não consegue processar o que aconteceu e você não acreditará que a pessoa realmente se foi. Esses sentimentos normalmente são mais comuns nos casos em que o indivíduo faleceu repentinamente.

    Por conta da negação, talvez você não consiga chorar ou demonstrar muitas emoções, mas lembre-se de que isso não é um problema: trata-se de um sinal de que você se importa demais. A negação o ajudará a lidar com os primeiros dias, permitindo que organize o funeral, entre em contato com pessoas próximas e lide com a parte financeira do enterro.

    Muitas vezes, é no velório que a ficha cai.

    • Caso esteja se preparando para o falecimento da pessoa há um tempo, é possível que você pule a fase da negação. Por exemplo, se o seu parceiro sofreu por um bom tempo com uma doença terminal, a sua negação provavelmente já foi processada antes.
  4. 4 Saiba que você certamente ficará nervoso. Quando a ficha do falecimento cai, muitas pessoas ficam nervosas com qualquer coisa: com elas mesmas, com os familiares, com os amigos, com aqueles que nunca passaram por uma situação similar, com os médicos ou até mesmo com o indivíduo que se foi. Não se sinta culpado por isso, pois é um sentimento normal e até mesmo saudável.
  5. 5 Aguarde a chegada da culpa. Se perdeu um ente querido, é normal fantasiar sobre tudo que poderia ter feito para evitar essa morte. Você também pode sentir remorso e pensar em como reverter a situação, mas isso não é possível. Caso se pegue pensando coisas como “Se eu tivesse feito algo diferente” ou “Eu juro que vou ser uma pessoa melhor se ele voltar”, sinal de que você está na fase da culpa.
  6. 6 Prepare-se para enfrentar a depressão e a tristeza. Essa normalmente é a fase mais longa do luto. Muitas pessoas sentem vontade de se isolar enquanto passam por ela, apresentando também sintomas como perda de apetite, falta de sono e surtos de choro. A tristeza é normal e completamente compreensível, mas os comportamentos autodestrutivos e a incapacidade de seguir em frente com a vida devem ser analisados por um médico ou um psicólogo.
  7. 7 Aprenda a aceitar a morte do ente querido. Normalmente, esse é o último passo do luto e ele significa que você aprendeu a viver sem aquela pessoa especial. Por mais que sempre vá sentir a falta dela, você conseguirá criar um novo “normal” para sua vida, sem a presença de quem se foi. Muitas pessoas se sentem culpadas por seguirem em frente, como se estivessem traindo a memória do falecido, mas lembre-se de que ele não ia querer que você ficasse depressivo para sempre.
  8. 8 Não defina um prazo para superar a morte. O processo do luto pode levar muito tempo. Algumas pessoas superam a perda em meses, outras em anos. Mesmo depois de muito tempo, é possível sentir alguns lapsos de dor, principalmente em datas comemorativas especiais. Lembre-se de que não é possível escolher quando vai superar o ocorrido e que talvez você vá sofrer esporadicamente pelo resto da vida.
    • Por mais que seja normal sentir um pouco de tristeza por anos após uma perda, esses sentimentos não devem atrapalhar a sua vida cotidiana. Se não consegue trabalhar ou viver por conta da dor, é melhor procurar um terapeuta. A tristeza talvez nunca vá embora, mas ela não deve dominar a sua vida.
  9. 9 Busque apoio nas pessoas que também estão de luto. Muitas das fases do luto encorajam o isolamento e, por mais que o processo seja sim solitário, você certamente será mais forte na companhia de pessoas que sentem tanta falta do ente que se foi quanto você. Compartilhem as emoções de vocês, sejam elas tristes ou felizes.
    • Lembre-se de que a morte da pessoa não é uma punição para você! A morte muitas vezes é repentina, ilógica e aleatória;
    • Tocar a sua vida é honrar a memória de quem se foi;
    • Lembre-se disso;
    • No fim, elas entenderão a sua dor como ninguém;

    Compartilhem a dor para que possam seguir em frente juntos.

  10. 10 Peça ajuda para pessoas de fora. Aqueles que conheciam o ente querido podem ajudar compartilhando a sua dor, mas os outros indivíduos da sua vida também podem ajudá-lo a retomar a sua vida. Não hesite em contatar amigos e conhecidos caso precise de ajuda, seja para cuidar dos seus filhos ou para se distrair um pouco.
    • Seja específico no seu pedido. Se não tem comida em casa, peça que um amigo leve algo para vocês comerem juntos. Se não tem energias para levar as crianças na escola, peça a ajuda de um vizinho. Você se surpreenderá com a quantidade de pessoas que o apoiarão nesse momento.
    • Não tenha vergonha do luto. Você certamente se pegará chorando repentinamente, repetindo as mesmas histórias ou processando o sofrimento na frente dos outros, mas nada disso é motivo para vergonha. Tratam-se de comportamentos normais e compreensivos.
  11. 11 Procure ajuda profissional. Muitas pessoas conseguem superar o luto por conta própria com o apoio de amigos e familiares. Ainda assim, uma parcela precisa de um pouco mais de apoio, e não há nada de errado com isso. Caso esteja se sentindo isolado, more longe de seus amigos ou esteja com dificuldade para levar sua vida, procure ajuda profissional.
    • Caso seja uma pessoa religiosa, entre em contato com a sua igreja para conversar. Muitos líderes espirituais têm experiência em conversar com pessoas passando pelo processo de luto. Isso pode ajudar!

    Publicidade

  1. 1 Cuide de si. Nos dias e nas semanas que seguem a morte de uma pessoa querida, é normal que a rotina vá pelos ares. Você provavelmente terá dificuldade para comer, dormir e se exercitar, o que é esperado. Depois de um tempo, esforce-se para restabelecer hábitos saudáveis e retomar sua vida.
  2. 2 Faça três refeições saudáveis por dia. Mesmo que não esteja com fome, tente se alimentar em intervalos regulares. O consumo frequente de comidas nutritivas elevará o seu humor e restaurará a sensação de normalidade após um evento traumático.
    • Resista à tentação de se “medicar” com álcool e drogas. Por mais que essa pareça uma boa opção, vai ser mais difícil se recuperar em longo prazo. Hábitos saudáveis vão ser mais eficazes no dia a dia.
  3. 3 Pratique exercícios com frequência. As atividades físicas funcionam como distração para o luto, pois você focará no corpo físico e se esquecerá um pouco da dor, mesmo que apenas por alguns minutos. Os exercícios também ajudam a melhorar o humor, principalmente quando feitos ao ar livre em dias ensolarados.
  4. 4 Durma de sete a oito horas por noite. Por mais que seja difícil dormir direito durante o luto, é possível melhorar o ambiente e tentar restabelecer bons padrões de sono. Algumas sugestões.
    • Deixe o seu quarto escuro e fresco.
    • Evite o uso de eletrônicos antes de deitar.
    • Crie rituais noturnos, como ler livros ou ouvir músicas relaxantes antes de dormir.
    • Evite a cafeína e o álcool durante a tare.
    • Se a pessoa dormia na mesma cama que você, tente dormir no lado dela por um tempo. Isso criará uma conexão entre vocês, e você não se assustará ao acordar de madrugada e ver que o lado dela está vazio.
  5. 5 Crie novos padrões. Se os seus hábitos não permitem que siga com a vida, tente encontrar novos padrões. Isso não significa que está abandonando a pessoa que se foi, mas sim que está planejando o seu futuro.
    • Caso sinta que não consegue seguir em frente, pois tudo que vê o lembra da pessoa que partiu, experimente reorganizar a decoração da casa.
    • Se assistia a um programa de TV com o ente querido, chame um amigo para assistir com você.
    • Se um lugar específico da cidade sempre o lembra da pessoa, faça um caminho diferente.
    • Lembre-se de retomar suas antigas atividades quando superar o luto. Isso não significa que está se esquecendo da pessoa que faleceu, mas que está se permitindo seguir em frente. Assim, as lembranças dela vão trazer alegria, não tristeza.
  6. 6 Retome suas atividades preferidas. Depois de se permitir processar o luto e a dor, retome seus hábitos e volte à rotina. Isso vai ajudar a distraí-lo da dor, além de criar um “novo status normal”. Essas atividades serão ainda mais importantes se puderem fornecer amizades e uma sensação de companheirismo.
  7. 7 Volte a trabalhar. Após um tempo, é hora de retornar ao mundo profissional, seja por gostar do que faz, seja por questões financeiras. Por mais que o começo seja difícil, esforce-se para focar também no futuro.
    • Pergunte se pode trabalhar em horários reduzidos no começo. Se não está pronto para trabalhar em período integral ainda, tudo bem. Veja se pode reduzir algumas funções ou trabalhar meio período. É possível que sua empresa faça algumas acomodações.
    • Converse sobre suas necessidades no trabalho. Se não quer discutir a morte do seu ente querido, peça que os colegas evitem o assunto. Se quer falar sobre isso, talvez o responsável pelo setor de RH possa conversar com os colegas para instruí-los a tocar no assunto de modo delicado.
  8. 8 Não tome decisões permanentes agora. Quer vender a casa ou mudar de cidade? É normal pensar essas coisas, mas tais decisões não devem ser tomadas com a cabeça quente. Antes de fazer uma mudança drástica, pare e pense nas consequências. Se possível, discuta isso com um terapeuta.
  9. 9 Aproveite novas experiências. Se sempre quis visitar um lugar ou praticar um hobby, agora é a hora. Essas experiências não vão acabar com a sua dor, mas podem ajudá-lo a encontrar novas pessoas e novas possibilidades. Uma boa opção seria participar de atividades com outras pessoas de luto para que processem a experiência e sigam em frente juntos.
  10. 10 Perdoe-se. Ao perder alguém, é normal ficar distraído, cometer erros ou perder a mão das coisas. Perdoe os seus erros, pois eles são normais e mais do que esperados. Não vai ser possível fingir que nada aconteceu, e as coisas vão levar um tempo para voltar ao normal.
  11. 11 Entenda que o luto não vai desaparecer completamente. Mesmo depois de reassumir o controle da sua vida, a tristeza da perda surgirá em momentos inesperados. Veja o luto como o mar, com ondas que baixam em alguns momentos e voltam mais fortes em outros. Permita-se sentir esses sentimentos quando eles surgirem, mas busque apoio de outras pessoas quando sentir necessidade. Publicidade
  1. 1 Faça rituais públicos. O processo do luto não deve apenas honrar os mortos, mas permitir que os vivos aceitem a perda. Muitos rituais são realizados durante o funeral ou o velório. Por exemplo, usar uma cor específica ou recitar uma oração são coisas que permitem que as pessoas expressem o luto juntar.
  2. 2 Crie um ritual particular. Segundo estudos, alguns comportamentos contínuos podem ajudar a superar uma perda, principalmente se realizados logo após um funeral. Esses rituais normalmente são únicos para cada pessoa, mas são uma forma importante de honrar o falecido e se recuperar. Alguns exemplos:
    • Tocar em um objeto da pessoa que se foi, sempre que você se sentir triste.
    • Sentar no banco preferido da pessoa no parque, uma vez por semana.
    • Ouvir o CD preferido da pessoa enquanto cozinha.
    • Dizer boa noite para a pessoa antes de dormir.
  3. 3 Guarde lembranças da pessoa. Conforme segue em frente com a sua vida, é possível que você fique feliz ao se lembrar daquele que se foi. Aceite os sentimentos felizes e pense em todos os presentes que recebeu do seu ente querido. Para que as lembranças sejam felizes e não tristes, pense em como vai preservar a memória do ente querido. Compartilhe-as com outras pessoas e sinta aquele calorzinho do amor!
  4. 4 Crie um livro de lembranças. Converse com amigos e parentes, perguntando sobre as experiências preferidas deles com a pessoa que faleceu. Ela tinha uma piada ou história preferida? Você tem uma foto dela rindo? Reúna imagens, lembranças e citações em um livro. Nos dias mais tristes, leia o livro e lembre-se da alegria que ela trazia para o mundo!
  5. 5 Deixe fotos da pessoa na sua casa. É uma boa ideia montar um álbum com as fotos dela ou emoldurar uma imagem de vocês juntos. Lembre-se de que a morte não foi o momento decisivo da vida dela! O tempo que passaram juntos foi muito mais importante.
  6. 6 Reúna amigos e familiares para compartilhar memórias. Você não precisa de um objeto físico para preservar a memória da pessoa. Junte-se com aqueles que se importavam com o falecido e troquem histórias e experiências. Lembrem-se dos bons momentos, das risadas e da sabedoria daquele que partiu.
  7. 7 Mantenha um diário. Quando se pegar pensando na pessoa que se foi, coloque tudo no papel em um diário. Talvez você se lembre de uma experiência incrível na qual não tinha pensado há muito tempo. Ou, você pode se lembrar de um momento em que ficou nervoso com a pessoa e precise processar essa situação.

    Procure por psicólogos e psiquiatras; converse com eles. Outra opção seria participar de um grupo de apoio. Permita-se esse tempo para a recuperação, sem julgamentos. Não importa a sua cultura, um ritual de luto pode ajudá-lo a se recuperar.

    Não afaste os pensamentos do seu ente querido: aceite-os como parte da sua vida e do seu futuro.

    • Caso o diário seja demais e você se sinta se sobrecarregado, defina limites. Por exemplo, escreva por dez minutos ao dia, use guias para organizar os pensamentos ou escreva apenas listas, em vez de frases completas.
  8. 8 Pense no futuro. É muito importante tentar seguir em frente com a sua vida e buscar a felicidade. A pessoa que faleceu não ia querer que você ficasse preso em um ciclo de agonia. Sofra, mas siga em frente com a sua vida. Você tem um futuro muito feliz pela frente, junto de todas as memórias da pessoa que se foi. Publicidade
0
Adblock
detector